Livrando nosso filho adolescente dos prazeres do mundo

“Filho meu, não te ponhas a caminho com eles, desvia o teu pé das suas veredas; Porque os seus pés correm para o mal, e se apressam a derramar sangue.” (PV 1:15e16).
O mundo tem oferecido aos nossos jovens um manjar satânico que nos assusta.
Os prazeres mundanos são tantos que nos leva a clamar: Meu Deus!
Como agir numa fase da vida onde lidar com isso está tão difícil?
Sim, somente Deus. Somente Nosso Soberano criador dos céus e da terra, Ele que nos conhece e nos formou desde o ventre da nossa mãe, saberá nos dizer como agir nesse momento. Temos que lutar por quem amamos, não sucumbindo perante este desafio.
Na experiência pessoal que Deus me proporcionou, posso relatar o que pode fazer a diferença nesta batalha:
Quando estive afastada dos caminhos do Senhor, o mundo me levou para o abismo, atraiu-me com sua beleza para tristeza do meu pai Celestial. Pois Deus não deseja que aquele a quem ele escolhe com tanto amor, liberta, cura, salva, caia em tamanha desgraça.
Você pode perguntar: O que me trouxe de volta?
E eu te respondo: “Deus. Que através da sua misericórdia, me revelou, me constrangeu e me atraiu, pelo incondicional amor que Ele tem por nós.”
Quando em sua palavra nos fala que o amor é: “sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre tudo crê tudo suporta (1Co 13: 4-7).
Foi o amor. A maneira como Deus me tratou, mesmo tendo abandonado os seus caminhos. Ele cuidou de mim com carinho e zelo, o que me deixou envergonhada com o maravilhoso amor de Cristo que excede a todo entendimento, o qual não era digna de merecimento.

Passei a entender que assim é com os nossos adolescentes. Para ganharmos eles para Cristo e não perdê-los para o mundo, devemos agir com o mesmo amor que Deus agiu comigo.
Amá-los, dar-lhes a verdadeira educação Cristã, proporcionar carinho, afeto e cuidados é o mínimo que podemos fazer pelos nossos filhos, independentemente do que eles estejam vivendo ou fazendo. Creio que isso nos fará vencermos satanás e as concupiscências da carne e os manjares do mundo que atraem nossos filhos.
Somente o amor faz cair por terra as propostas que o mundo oferece a eles.
Oremos juntas para que o Senhor nos capacite através do Espírito Santo a vencermos esta batalha e nos dê o mesmo sentimento que Ele tem por nós pelos nossos adolescentes.
Que Deus abençoe a você, minha amada, e te conceda sabedoria, força e principalmente muito AMOR!

Por: Arlei Tagliapietra
Conheça nossa colunista
Veja mais artigos desta colunista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *