União das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil

março 19, 2010 9 Comments

As igrejas ou comunidades do tipo Congregacionalistas eram originalmente chamadas independentes, na Inglaterra, no final do século XVI e início do século XVII. O nome Congregacional veio depois.
Pode-se entender o significado desse nome quando se observa o caráter dos grupos eclesiásticos que ali se definiram desde Eduardo VI e Isabel. De um lado havia a igreja nacional, Anglicana, que mantinha a mesma estrutura eclesiástica de Roma, apenas nacionalizada, tendo o Rei como seu chefe. De outro lado estava o movimento puritano que cedo se manifestou e assumiu tendências diferentes. As primeiras manifestações históricas das comunidades congregacionalistas se verificaram em Londres entre 1567 e 1568. Richard Fytz é considerado como o mais antigo pastor de uma Igreja desse tipo. Em 1570 ele publicou um manifesto sobre “As Verdadeiras Marcas da Igreja de Cristo.” Robert Browne, clérigo anglicano, adotou tais idéias em 1580 e com Robert Harrison organizou em Norwich uma congregação independente cujo sistema era substancialmente congregacionalista. Browne foi o primeiro teórico do movimento e logo as comunidades independentes passaram a receber o nome de Brownistas. Os Congregacionais são geralmente calvinistas em
doutrina e mantém um sistema de governo eclesiástico baseado em dois princípios fundamentais:
1) Cada congregação de fiéis, unida pela adoração, observação dos sacramentos e disciplina cristã, é uma Igreja completa, não subordinada em sua administração a qualquer outra autoridade eclesiástica senão a de sua própria assembléia;
2) tais igrejas locais estão em comunhão umas com as outras e inter-comprometidas no cumprimento de todos os deveres resultantes dessa comunhão.

CONGREGACIONALISMO NO BRASIL
FUNDADOR: Robert Reid Kalley (1809-1888) médico escocês, natural de Mount Florida, nos arredores de Glasgow, nasceu no dia 8 de setembro de 1809.
Em1829 tirou o diploma de cirurgião e farmacêutico pela Faculdade de Medicina e Cirurgia de Glasgow, tendo feito os seus estudos práticos no Hospital Real dessa cidade. Era ateu, mas graças ao testemunho de uma paciente foi conduzido a estudar cuidadosamente as Escrituras Sagradas. Esses estudos o conduziram à conversão.
A princípio Kalley pretendia evangelizar a China, mas, em conseqüência do grave estado de saúde de sua esposa, resolveu ir para a Ilha da Madeira, na costa portuguesa, aonde chegou em 1838. No ano seguinte foi ordenado ao ministério pastoral, no dia 8 de julho.
Em 1840 fundou um hospital. Em 1843 foi preso acusado de apostasia, heresia e blasfemia , crime considerado inafiançável e permanecendo preso por 5 meses. Em agosto daquele mesmo ano teve início uma terrível perseguição.
Kalley saiu de casa disfarçado de camponês. Sua esposa e parentes se refugiaram no consulado britânico. Sua casa foi invadida e destruída por homens que tinham ido eliminá-lo. Sem alternativa, foi deitado em uma rede disfarçado de velhinha enferma e transportado para bordo de um navio inglês que partiria para as Índias Ocidentais.
Em dezembro de 1852 casou-se com D. Sarah Poulton Kalley. Sua primeira esposa, Mrs. Margareth Kalley falecera em 1851. Em 9 de abril de 1855 partiu com destino ao Brasil. Em 10 de maio de 1855 aportava no Rio de Janeiro o vapor Great Western da mala real inglesa. Nele vinham, entre outros passageiros, o Dr. Kalley e sua esposa, D. Sarah, para iniciarem nessa terra um trabalho que durariam 21 anos e 57 dias.
O Rio de janeiro da época tinha cerca de 300 mil habitantes. Havia cerca de 50 igrejas e capelas espalhadas pela cidade. A religião do império era a católica. Kalley, chegado ao Rio foi instalar-se em Petrópolis.
Em 19 de agosto de 1855, um domingo à tarde, Kalley e sua esposa instalaram em sua residência a primeira classe de Escola Dominical, contando com cinco crianças, filhos da senhora Webb e da senhora Carpenter. Foi contada a história do profeta Jonas.
Como desenvolvimento do trabalho, Kalley escreveu para amigos e antigos companheiros de Ilinnois, convidando-os a vir auxiliá-lo no Brasil. O primeiro a chegar foi Wiliam Pitt, inglês que fora aluno de D. Sarah em Ilinnois (EUA). Pouco depois vieram Francisco da Gama e sua mulher, D. Francisca, Francisco de Souza Jardim e família.
O primeiro crente batizado pelo Dr. Kalley foi o sr. José Pereira de Souza Louro, em 8 de novembro de 1857.
Mas foi em 11 de julho e 1858 que ele organizou a primeira igreja evangélica de regime congregacionalista no Brasil: A Igreja Evangélica Fluminense. Foi organizado com 14 membros tendo sido batizado naquele dia o Sr. Pedro Nolasco de Andrade, primeiro brasileiro batizado por Kalley.
Lentamente desenvolveu um conceito de povo de Deus – Igreja – diferente do conceito calvinista.
Quando veio para o Brasil depois de passar algum tempo nos Estados Unidos, sua convicção congregacionalista em matéria de organização e caráter da igreja local, já estava bem definida: não batizava mais crianças, organizou igrejas autônomas – Igreja Evangélica Fluminense, 1858 e, Igreja Evangélica Pernambucana, 1873 – independentes entre si e estabeleceu presbíteros e diáconos.
A partir de 1942 houve a fusão de duas denominações evangélicas brasileiras: a Igreja Cristã Evangélica do Brasil (ICEB) e a União das Igrejas Evangélicas do Brasil, de governo congregacional, se fundiram numa denominação que veio a se chamar União das Igrejas Evangélicas Congregacionais e Cristãs do Brasil (UIECCB). Esta união durou até janeiro de 1968. Em 1969 foi aprovada a nova Constituição da nova entidade que agregara os congregacionais do norte e do sul do país – União das Igrejas Evangélicas e Congregacionais do Brasil.
Começou então um período de consolidação nacional.
Foram remodelados os quadros administrativos da UIECB que contava com 177 igrejas espalhadas por vários estados do Brasil. Estas igrejas foram divididas em 15 regiões administrativas, e também: Foi adquirida uma sede própria.
Começa-se um despertamento missionário com abertura de campos em vários lugares do Brasil.
A partir de 1992 a Sede da União passou a funcionar à rua: Visconde de Inhaúma, 134 Salas 1307 – 1309- Centro, Rio de Janeiro. Em janeiro de 2001 o décimo – nono andar foi adquirido pela denominação neste mesmo prédio. Ali está toda a administração da UIECB e onde se realizam também as reuniões da Junta Geral.
A Unidade Centro do Seminário Teológico Congregacional do Rio de Janeiro passou a utilizar as dependências do décimo – terceiro andar.
A UIECB conta hoje com cerca de 380 igrejas filiadas e mais de 500 ministros ordenados. A denominação que durante mais de cem anos foi alvo de missões estrangeiras, hoje faz Missões no Brasil e no Exterior, tendo alcançado todos os estados brasileiros e nações como Portugal, Espanha, Turquia, Jordânia, Moçambique, Angola e Guiné Bissau.

O Pastor presidente atual da UIECB -Rev. Osvaldo Lopes dos Santos

Igreja, Ministérios
9 Comments to “União das Igrejas Evangélicas Congregacionais do Brasil”
  1. Olá Sou corretora de imóveis e entrei em seu site para
    divulgar o meu trabalho caso tenha interesse entre em contato comigo
    terei o prazer em atende-lo

    IMMAGINATO – CASA VERDE
    Lançamento surpreendente….No coração da Casa Verde

    E tenho tb em Cotia
    Minha casa minha vida
    Pronto para morar …saia do aluguel e venha morar no que é seu!!!!

    Imóvel na Planta em Osasco
    Resisdencial das Oliveiras vale a pena conhecer!!!

    Entre em contato para ter maiores informações sobre esse excelente empreendimento
    Adriana
    9.67058992v oi
    9.53535421 tim
    927*23770 id nextel

  2. Renato Candido Pereira disse:

    Paz do Senhor. Gostaria de saber qual congregacional e mais perto de minha casa. Moro no Tucuruvi em Sao Paulo capital. Abraço.

  3. walter ferrira camelo disse:

    gostaria de saber porque é tão difícel encontrar salmos e hinos com música, HC e CC em qualquer livraria se encontra, más o SH é tido como “relíquea” gostaria de saber porque este desleixo nosso em divulgar nossos hinos tão belos, diferente de muitas músicas de hoje que muitas vezes não tem um sentido teológico.

  4. Antonio Carlos Barcelos disse:

    Sou membro da Igreja Batista Monte Horebe em Santíssimo, mas tenho afinidades com os Cogrecacionais.
    Fico indignado quando encontro pessoas que dizem não conhecer o Congregacionalismo, que tem uma História tão bonita, conciderada a denominação mais antiga, implantada no Brasil.
    Em alguns eventos, como seminários, forum de debates e outros que participei, por alguma questão, fosse necessário citar denominações, o congregacionalismo era sempre esquecido. Eu perguntava por que?
    Alguns anos atras, quando o governo levantou o senso, eu observei, que na lista dos pesquisadores, no quisito religião, havia todas as denominações, menos Congregacional. Eu peguntei porque não tinha? O pesquisador respondeu que era porque não tinha “religião” com este nome. Eu disse: e se alguem te responder que é congregacional. Ele respondeu: eu ponho simplesmente evangélico. Fiquei muito revoltado.
    Acredite! Nem o Computador reconhece o nome congregacional, no sistema virtual não consta este nome.
    Uma pessoa que é membro, a mais de quarenta anos de uma Igreja Congregacional, me contou que teve que preencher um documento de inscrição pela internet, no campo religião, quando ele digitou Congregacional o sistema não reconheceu. Então ele digitou Batista, foi reconhecido, digitou Presbiteriano, foi reconhecido, digitou todas que pode lembrar, até as mais novas como Mundial do Poder de Deus, mas só a Congregacional era regeitada.
    Tenho Grande admiração pelos Congregacionais, não entendo porque acontece isso. Há alguma resposta para tanto esquecimento assim?

  5. para vc Jaqueline lima dos santos há em alagoas igrejas congregacionais uma na capital maceió na avenida siqueira campos 739 no bairro do prado próximo a central de velorios do prévida

  6. jaqueline lima dos santos disse:

    Queremos uma igreja congregacional do Brasil, aqui na cidade da Barra de São Miguel, Alagoas ,nordeste, Brasil venhão estamos esperando por vocês aqui.

  7. Solicite gratuitamente o relatório de viabilidade da sua marca. Trabalhamos também com registro de patentes, direito autoral, programas de computador.

    SEJA ÚNICO. PROTEJA-SE.

    -Procolo de Depósito de marcas em até 24 horas.
    -Faturamos nossos honorários para 30/60 e 90 dias(exceto taxas INPI).
    -Cobrimos orçamentos.

  8. gostaria eu como seminarista congregacional ter em mão assuntos historicos da nossa denominação

  9. antonio marcos rodrigues de paiva disse:

    uma Santa Paz do Nosso Senhor DEUS, para vc Pastor, e com muita satisfacao que escrevo ese recado para min e muita alegria que em todos os lugares a palavra de DEUS e levada, Pastor o senhor poderia me ajudar estou atraz da certidao de nascimento do meu bisavô que morava n a ilha de sao miguel vila da povoaçao, o senhor poderi ame ajudar a encontar esse documento para eu poder tirar minha natarulizacao portuguesa

    desde ja agradeço,

    uma SANTA PAZ P/ SENHOR..

    meu skyper e landobem
    orkut dripiresdrigues@hotmail.com

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)


ESCREVA E APAGUE É A NOVIDADE DA SBB

Lançamento é o único livro de histórias da Bíblia com atividades que podem ser repetidas quantas vezes a criança...

Até onde você iria provar sua fé?

Em seu primeiro dia na universidade, o estudante, Josh Wheaton (Shane Harper), terá sua fé desafiada diante de todos...

Marcelo Aguiar e Thalles lançam música juntos

Marcelo Aguiar, um dos principais representantes do sertanejo  gospel do Brasil, inicia o segundo semestre com grandes novidades em...

EM SETEMBRO III FLIC SALÃO INTERNACIONAL GOSPEL AGITA MERCADO DE EVENTOS E IMPULSIONA O SETOR EVANGÉLICO

A fé não move apenas montanhas, mas sacode mercados, muda opiniões e direciona pessoas de todos os cantos do...

ANDRÉ VALADÃO – VERSÕES ACÚSTICAS

Hinos que marcaram a história recente da igreja. Louvores que tocaram e abençoaram o Brasil nas vozes dos mais...

PEQUEI… de novo!

Vivemos num mundo complicado, rodeados por nuvens de tentações de todos os tipos, onde precisamos estar em guarda permanente das...

Como identificar frutas de qualidade para o consumo?

 É extremamente importante escolher bem as frutas frescas para consumi-las e saber: quanto mais fresca, melhor! Sem contar que...

VITÓRIA DA FRAQUEZA

Vivemos numa sociedade perversa, mas que rotula maus cidadãos. Esse fenômeno está dentro de uma normalidade previsível, porque mesmo...

Quando as lutas vierem contra você

Quando estiver no deserto Deus enviará o maná, ele alimenta tanto sua alma com seu conhecimento da verdade, mesmo...