Tempestade e bonança

O que é a tempestade?
Tempestade, de forma simples, podemos descrever que é uma chuva forte. No sentido figurado é aflição, desgosto, sofrimento em nossas vidas, e assim por diante.
Muitas vezes em nossos caminhos temos estas chuvas fortes, que podemos entender como situações complicadas e desagradáveis em nossas existências. É de conhecimento praticamente comum o ditado popular que diz: “após a tempestade vem a bonança”, ou seja, depois da luta vem a vitória. A vitória é certa. Entretanto, vamos passar essa questão para a Palavra de Deus.
O que o termo bonança traz a sua memória? Provavelmente, uma situação de calma. A definição gramatical desta palavra é o estado do mar quando as condições climáticas favorecem a navegação. Já no sentido figurado, é alívio e tranquilidade. Deus está sempre disposto a nos ajudar e/ou livrar-nos das enxurradas que a vida apresenta. Existe uma passagem na Bíblia onde Jesus e seus discípulos estão em um barco. Ele está dormindo e inicia uma chuvarada. Os discípulos ficam desesperados e vão ao Seu encontro, e Ele acalma a tempestade: “E, entrando Ele no barco, seus discípulos o seguiram; e eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; Ele, porém, estava dormindo. E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos, que perecemos. E Ele disse-lhes: por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança”, Mateus 8:23-26.
Analisando apenas o versículo 26: “E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.” Em primeiro lugar,
sempre devemos confiar nEle. Percebemos a atitude segura, confiante de Jesus. Ele estava dormindo, sabia que tudo daria certo. Se estivermos com Ele, não temos o que temer, devemos ter a certeza de que venceremos. Além disso, nosso espírito dado por Deus é de coragem e não de temor: “Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação”, é o que diz em 2ª Timóteo 1:7.
Também podemos ler, como escutamos muitas vezes em nosso cotidiano: que seguiu uma grande bonança, ou seja, após a tempestade vem a bonança. Caso esteja em uma dificuldade, fique firme, tenha fé, estando com Jesus ela passará. A vitória é certa: “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou”, Romanos 8:37.
É importante não fazermos tempestade em copo de água, ou seja, darmos atenção demasiada para aquilo que não merece. Segundo pesquisas, 90% das preocupações dos seres humanos são em vão, não adiantam nada, não mudam o resultado daquilo que está sendo motivo da inquietação. O próprio nome já diz “pré-ocupar”, ou seja, não devemos “pré-ocuparmos nossa cabeça”. A Escritura Sagrada nos ensina a fazer assim: “Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”, é o que está em Mateus 6:34.
Possivelmente você pense: é fácil falar, mas como consigo isso? A resposta está no versículo anterior: “Mas, buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”,
Mateus 6:33. Vamos nos alimentar da Palavra, orar, louvar, enfim nos achegarmos ao Pai.
Além de outros versículos que existem sobre isso na Bíblia, citamos o seguinte: “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças”, Filipenses 4:6. Vamos pensar se podemos fazer algo hoje. Se a resposta for positiva, faremos conforme o direcionamento de Deus e pronto, não vamos nos “pré-ocupar”, mas sim nos ocupar! Caso a resposta for negativa, deixemos nas mãos de Deus, descansemos e experimentemos o Seu poderoso agir. Finalmente: Deus é fiel e quer estar conosco. Nós precisamos estar com Ele. Se já estamos, ótimo! Se ainda não, agora é a hora!
Por: Alan Erbert
Escritor, Santo André – SP

Fonte: Revista Mundo Evangélico / Jornal Gospel News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *