Escolas Públicas ajudavam a fazer abortos secretos, moradores da Nova Zelândia estão assustados após descoberta

De acordo com informações divulgadas pelo site LifeSiteNew os moradores da Nova Zelândia estão horrorizados depois que descobriram que as escolas públicas do país ajudavam jovens a fazerem abortos secretos.
O jornal Drudge Report publicou um relatório mostrando a indignação das mães após descobrirem que suas filhas haviam feito a escolha devastadora de abortarem seus filhos, por medo da reação da sua família.
“Eu estava horrorizada por ela ter passado por tudo isso sozinha, e porque seus amigos e conselheiros acharam que ela não deveria falar com os pais”, disse uma mãe anônima. Sua filha de 16 anos manteve em segredo o aborto.
O jornal The Star-Times observou que, segundo a lei, uma garota “de qualquer idade” pode obter legalmente um aborto, e que, em 2009, 79% dos cerca de 4 mil abortos entre as meninas adolescentes foram realizados em crianças entre 11 e 14.
O artigo conclui mostrando a história de uma garota de 14 anos, que foi capaz de continuar na escola, depois que escolheu pela vida de sua filhinha, agora com dois anos de idade.
No livro Vida interrompida a autora Tricia Goyer conta a história de uma estudante que de um dia para o outro, está para ser mãe. A obra dá dicas, conselhos práticos e relatos reais que mostrarão um caminho de alívio e esperança para mães adolescentes.

Fonte: Life Site New / Jornal Gospel News

Uma resposta para “Escolas Públicas ajudavam a fazer abortos secretos, moradores da Nova Zelândia estão assustados após descoberta”

  1. You really make it appear so easy along with your presentation however I to find this matter to be really something which I think I might by no means understand. It kind of feels too complicated and very large for me. I’m having a look ahead on your next post, I will try to get the cling of it!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *