Pr. que foi baleado, retorna á Igreja e diz que “alguns anjos foram mais rápida do que a bala”

O Rev. William Boss segurou um microfone de domingo e começou a falar com sua voz grosa suave.
“Isto também passará”, disse ele.
Sua igreja ergueu em aplausos.
Um milagre, disse ele, que era a única explicação para por que ele ainda estivesse vivo e capaz de ficar diante da congregação.
“Não há nenhuma dúvida os céus se abriram”, disse ele. “Alguns anjos foram mais rápida do que a bala.”
Entenda o Caso
No domingo (18), os membros da igreja “Faith Christian Center Church “, ficaram horrorizados ao ver o atirador atirando em seu pastor e no pastor auxiliar, eles se perguntaram se o amado pastor iria viver, muito menos ser capaz de retornar tão cedo.
Mas na manhã de domingo (25), um carro estacionou no lugar reservado em frente à igreja, o Pr. William Boss, 52, saiu do banco de passageiro, sendo assistido por membros da igreja, fez o seu caminho em passos lentos, passou através das portas de vidro da igreja.
Um grande curativo cobria a ferida deixada por uma bala que o atingiu na nuca no dia 18 de setembro, enquanto ele se ajoelhou em oração. O tiro à queima-roupa de um revólver calibre 32 não penetrou o crânio, evitando uma possível lesão fatal.
A homem acusado pelo tiro, Jeremiah Fogle, de 57 anos, é acusado de tirar e matar sua esposa, Theresa Fogle, em sua casa, depois caminhou até a igreja e atirou no pastor William Boss e no pastor auxiliar Carl Stewart, disse delegados Polk County.
Fogle é acusado de assassinato em primeiro grau e duas acusações de tentativa de homicídio e está detido sem fiança na cadeia do condado de Polk.

Fonte: Portal Padom / Jornal Gospel News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *