Roberto de Lucena assina a CPI da Copa: “O Brasil precisa jogar limpo”

Leonardo Prado 5O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP), membro da Frente Parlamentar Evangélica, se posicionou favoravelmente à instalação da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Obras da Copa. Ele afirma que é preciso haver transparência.

A CPMI da Copa foi proposta pelo deputado Izalci (PSDB) e pretende investigar a hipótese de superfaturamento das obras do evento no Brasil. A CPMI ganhou força após o anúncio de que a previsão dos custos das obras subiu de R$ 25 bilhões para R$ 28 bilhões.

Roberto de Lucena esclareceu que sua posição reflete a convicção de que os governos de todas as esferas devem estar sempre prontos a prestar satisfação dos gastos públicos, assegurando à população que os recursos arrecadados via impostos têm destinação correta. “O Brasil precisa jogar limpo. No que diz respeito à Copa do Mundo o nosso fairplay deve começar antes mesmo de a Seleção entrar em campo. Como representantes do povo, devemos zelar pelo dinheiro que os brasileiros pagam por meio dos impostos. É por isso que assinei o documento que pede a instalação da CPMI da Copa”, justificou Roberto de Lucena.

Para a comissão ser instalada no Senado e na Câmara, são necessárias 171 assinaturas de deputados e 27 de senadores. O deputado Izalci contabiliza até agora as assinaturas de 24 senadores e de 159 deputados favoráveis à instalação da CPMI das Obras da Copa.

“A Bíblia nos ensina a evitar o mal e, de maneira igualmente importante, nos exorta a fugir da aparência do mal. Conforme diz o texto de 1 Tessalonicenses 5:22, devemos nos abster daquilo que parece duvidoso. Por isso o Brasil deve colocar sob à luz do esclarecimento os valores reais de investimentos públicos da Copa do Mundo”, finalizou Roberto de Lucena.

Por: Assessoria de Imprensa do Deputado Federal Roberto de Lucena

Fonte: Jornal Gospel News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *