Evangélica é capa da Playboy e justifica: profissão e religião “são áreas diferentes”

setembro 9, 2013 No Comments

selecionadas-ufc-sp-20130119-06-size-598A paulistana Aline Franzoi, 21 anos, é a capa deste mês da revista Playboy. Ela ficou conhecida como uma das primeiras “ring girl” do Brasil, nome das meninas que erguem as plaquinhas nos intervalos das lutas do UFC.

Curiosamente, o material de divulgação anuncia que a modelo, estudante de direito e ex-garota do octógono é “a primeira evangélica a posar nua” para a versão brasileira da Playboy. Aline congrega na Assembleia de Deus, denominação conhecida durante muito tempo por sua rigidez em relação à vestimenta e ao corte de cabelo das mulheres.

Modelo há seis anos, Aline usou seu perfil no Facebook para se justificar, sabendo que será criticada pelos evangélicos: “Para a questão RELIGIÃO que saíram em manchetes dizendo “Evangélica”, esta será a primeira e única vez que falarei, somente para que entendam. Em nenhum momento fiquei enfatizando minha religião em trabalhos e nunca quis vincular informações desta maneira, pois são áreas diferentes!”, escreveu.

Em entrevista ao jornal Extra, declarou: “Estou bem segura e feliz quanto ao resultado das fotos… Meus familiares e namorado adoraram! Estamos superfelizes”. A “temática” do ensaio que chega às bancas nesta terça-feira é justamente o MMA.

Ela já havia posado para a revista VIP este ano e anunciou que nunca posaria nua. Em entrevista ao UOL, declarou “Sou evangélica e uso meu Facebook para dizer o quanto Deus foi e é poderoso em minha vida. E, afinal, o que tem de errado? É muito relativo o que é certo e errado, concilio não só essa nova carreira, como a carreira de modelo também, pois, na minha concepção, Deus olha o nosso coração e a nossa intenção”.

“Ninguém consegue derrotar aquele que DEUS escolheu pra vencer!”, escreveu ela neste domingo em seu perfil no Facebook, após anunciar que está “super satisfeita” com as fotos.

Com mais de 1,2 milhão de exemplares, a campeã de vendas da história da “Playboy” no Brasil é Joana Prado, que vivia na TV a personagem Feiticeira. Após se casar com o lutador de MMA, Vitor Belfort, Joana tornou-se evangélica. Outras ex-coelhinhas também se converteram após terem posado para a revista e, de maneira quase unanime, apontam esse fato como um grande arrependimento.

Com informações Extra e Folha de SP.

Sexualidade

Leave a Reply

(required)

(required)


Alice Melody “Meus 15 anos”

Meus 15 anos! Não é um filme, mas parecia um conto de fadas no país das maravilhas, o aniversário...

Eleições 2018: Evangélicos saem na frente, têm presença na mídia, diz pesquisadora

A pesquisadora da Universidade Federal Fluminense Christina Vital é co-autora do livro “Religião e Política: Medos Sociais, Extremismo Religioso...

“Jesus me transformou”: zagueiro Alex Silva revela que chegou ao fundo do poço antes de conversão ao Evangelho

O zagueiro Alex Silva enfrentou o fundo do poço em sua carreira, mas após sua conversão ao Evangelho tenta,...

Primeiro CD da dupla Rayssa e Ravel já está no estoque da Graça Music e single foi lançado na Deezer com exclusividade

O CD Feliz demais, o primeiro da dupla Rayssa e Ravel pela Graça Music, chegou da fábrica nesta sexta-feira,...

Camila Campos lança no Youtube série de mensagens baseadas no livro que escreveu com o pai

  A cantora Camila Campos, em parceria com o pai, o pastor Divino Pereira, lançou no Youtube a série,...

“Deus fará”, o novo CD da Danielle Rizzutti pela Graça Music

Na Graça Music desde 2013, Danielle Rizzutti já lançou dois CDs: Minhas canções, que ultrapassou a marca de 80...

SBB alcança a marca de 150 milhões de Bíblias produzidas

  A produção, contabilizada desde a criação da Gráfica da Bíblia, em 1995, reafirma a posição do Brasil como...

Jesus Vida Verão 2017 com muitas estréias

Graça Filmes: há cinco anos valorizando a família

Referência no mercado gospel, empresa confirma seu compromisso com a família brasileira e anuncia o lançamento de À Moda...