ONDE MORA O AMOR?

Heart-BeatComo seria maravilhoso se existisse uma injeção na farmácia que colocasse amor na veia para alterar as batidas do coração. Existem coisas caríssimas que não se conseguem nem quando estão gratuitamente à disposição. O problema é que nem sempre desejamos aquilo que queríamos desejar e vice-versa. Então eu digo: a Amanda é uma pessoa maravilhosa… aí surge aquele iluminado dizendo: então por que não casa com ela? – não a amo colega! Como surge o amor? de onde vêm? Por que é possível amar quem não é uma pessoa maravilhosa? Logo, é possível amar a pessoa errada? sim, mas amar não é uma escolha? não creio – é preciso aquele “clic” mútuo para que o amor se concretize, do contrário gera sofrimento – a Amanda diz estar amando o Amando, que não a está amando – isso dói muito! Então, é o amor um sentimento intruso? pode ser! De repente surge e invade o coração. Do contrário, eu poderia pegar qualquer pessoa que passa na rua para me apaixonar por ela. Então existe amor à primeira vista? sim, à vista e a prazo dependendo do limite do cartão… Existe sim, mas o namoro irá confirmar esse primeiro encanto visual. Então tem o detalhe da convivência. Bem, e aquela paixão avassaladora, é apenas uma química temporária que deve ser descartada? creio que não – amar sem paixão soa como mera amizade. E como fica a questão da conquista, se o amor não é algo forçado? mas essa é uma conquista suave, usando apenas a força do amor… Então a vontade de amar já não seria o amor emboscado? E aí meu caro, você vai querer entender o amor? desvendá-lo? O amor não se decodifica – simplesmente acontece sem uma explicação razoável. Nem por isso devo ser comandado pelo sentimento porque é possível cometer equívocos por este não filtrar valores. Já viu isso? a Amanda chega ao trabalho com o olho roxo dizendo que caiu no banheiro. Ah o amor… Sendo Deus a fonte inesgotável de amor, não sobra outra opção a não ser que Ele nos oriente nos assuntos do coração.

Por: Rubens Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *