CULPA

CULPA...Milhares de pessoas ao redor do mundo padecem pela culpa. A culpa tem sido direta ou indiretamente a grande responsável pela corrida aos consultórios psicológicos. Porém, assim como a dor e o medo, a culpa pode não ser algo ruim, porque ela precede a confissão, tão necessária para o recebimento do perdão. E o perdão, quando interiorizado, anula a culpa. Portanto, seja sensível aos insights e “clics” de sua consciência, pois é através dela que o Espírito Santo convence do erro e incomoda pela culpa. Uma consciência sensível que tem comunhão com Deus, não pode ser dominada pela culpa, porque lança mão constantemente do perdão tão carinhosamente oferecido por Ele. Mas tenha muito cuidado para não se culpar por algo fora de sua culpabilidade. Fique bem atento às constantes acusações do inimigo. A culpa vinda de Deus tem como objetivo levar o homem ao arrependimento. A culpa vinda do inimigo tem como objetivo levar o homem ao afundamento no pecado. Somente a comunhão com Deus nos leva a esse discernimento. Mas preste atenção a um detalhe: Jaco enganou a seu pai, trapaceou a seu irmão; agora esse homem encontrava-se arrasado e esmagado pelo sentimento de culpa. Mas ele já havia sido perdoado por Deus! Por favor, não incomode a Deus lembrando-O de uma ofensa que Ele já te perdoou! O perdão de Deus deve ser aceito totalmente para que a culpa seja extirpada da alma. Uma vez perdoado, não olhe jamais para trás. Não se perdoar após o perdão de Deus significa subestimar o Seu perdão. Portanto meu caro leitor, Jogue a culpa no lixo, queime o lixo e desfaça-se das cinzas. Lembre-se que o perdão de Deus lhe é suficiente.
“Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro.” Isaías 43:25

Por: Rubens Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *