Você tem se tornado refém do passado?

1Não consegue se desvencilhar de hábitos e pecados do passado? nem largar um vício? ou prometeu para você mesmo que iria parar de fazer errado e manter a moral mas não consegue? toda vez que se depara com aquela determinada situação, volta a pecar? ou simplesmente se acostumou a fazer errado porque até hoje não aconteceu algo pior? ninguém descobriu e não houve a mão de Deus para lhe barrar?

 Então a carne venceu o espírito, está pensando somente nesta terra e não onde irá passar a vida eterna, não consegue sentir medo do perigo e acha que vai viver por duzentos anos e nunca irá envelhecer ou morrer? ledo engano. Essas situações nos tornam escravos do pecado e refém do passado.

 Situações adversas ajudam manchar nossa reputação, mexe com nossa cabeça e emoções, sabemos que determinada situação é errada, mas tentamos enganar nosso coração porque queremos aquilo, então achamos “uma brecha” para justificar determinadas ações. Mas e se o Senhor estivesse ao seu lado neste momento e pudesse vê-lo? ainda assim iria continuar a fazer ou iria ficar envergonhado?

 Se Deus abrisse o livro da vida ou os livros e estivesse toda nossa história lá, e lesse em alto e bom tom, como ficaríamos? sentiríamos vergonha ou orgulho? tristeza ou alegria? situações que o mundo cria para nos envolver não pode mudar aquilo que Deus nos tornou, fomos feitos para sermos santos e vencedores, nada e nenhuma situação pode ser maior do que agradar a Deus.

 Conheço pessoas que o pecado, preguiça e o mal conseguiram fazer parte da sua alma e do seu cotidiano, de modo que a pessoa não consegue mais distinguir o que é certo ou errado, bom ou mal, simplesmente vive para satisfazer suas vontades e desejos.

 Existem também situações do passado que conseguem manchar a reputação da pessoa, o inimigo de nossas almas consegue dessa forma achar brecha, uma maneira de atuar na mente da pessoa. Situações do passado que são trazidas para o presente, acabam estragando o futuro da família, relacionamentos e do sentimento de bondade. O passado é como uma mina de ouro abandonada. Nada mais pode se extrair dela, as vezes tem cheiro, gosto, cor e som, quem vive dos destroços do passado tem dificuldades em reconstruir, recomeçar, fazer o novo acontecer.

 Só Deus consegue levá-lo até o fim das coisas e parar o que está te machucando, sem Deus os processos do passado da vida de um saudosista sempre ficarão sem sentenças e, condenados à prisão perpétua sempre estarão à solta, roubando a alegria de viver.

 Somente Deus tem o poder e é capaz de fazê-lo superar as feridas e os fracassos anteriores, seu fardo está pesado? O Senhor dará um fardo leve e suave, da qual nunca mais irá esquecer, toda magoa e confusão irão embora definitivamente. Não pode existir convite mais amável do que Jesus nos deixou, oferece descanso para nossa alma oprimida.

 Ele contempla todos os seres humanos com uma compaixão infinita, desejando conceder-lhes todo o bem que seus corações forem capazes de receber. Cumpre lembrar que o Senhor não faz nem deseja que pessoa alguma, passe por tais estados de enfraquecimento e desânimo. Assim como a terra, ao se voltar mais ou menos diretamente para o sol, causa a existência em sua superfície das diversas estações do ano, também o nosso espírito, ao se voltar para o Senhor ou para si próprio, cria para si as vicissitudes em que vão se sucedendo maior ou menor grau de vida espiritual. Isto se dá até com os anjos dos céus mais altos.

Ainda que não as produza, o Senhor, no entanto, permite as vicissitudes em nossa vida, pelo fato de que delas pode tirar um bem maior, que é, como se sabe, uma alegria ainda mais intensa quando se volta o estado de luz e calor, permitindo que o ser humano possa perceber a diferença entre o que é viver pelo Senhor e viver por si próprio. Todavia, com Ele nosso fardo será mais leve, fácil de carregar, pois é Ele, através de Seus anjos, quem na verdade, o suporta e carrega por nós.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” Mateus 11:28-30.

 

(Oscar Correia)
CT
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *