Plágio

Há pessoas que se apossam da obra alheia, assinam, ilustram, postam, e se irritam, quando são deletadas, após a reclamação pelo direito autoral. Este crime horroriza. E não são adolescentes que fazem isto, porque alguém poderia dar o desconto pela imaturidade. Não. É gente cascuda, “madura”, “useira e vezeira” com as quais se perde um precioso tempo de vida para denunciar, deletar, bater boca. Ufa!

 

Alguns infratores dizem impropérios, mandam o autor amarrar uma melancia no pescoço…mesmo com a obra registrada, ainda leva-se um bom  tempo para o corrupto se mancar. Há casos de voltarem a cometer o mesmo crime passado algum tempo, usando o mesmo texto, com título diferente.

 

O que será que as famílias, escolas, igrejas estão ensinando? A modernidade abriu um espaço absurdo para a informação. Então é tudo a fazer! A educação precisa chegar junto e eu diria que tem que chegar na frente.

 

Autores que até já morreram estão com suas obras surrupiadas na mídia e deve-se colaborar denunciando. É triste demais.Para citar apenas um exemplo: a poetisa Myrtes Matias, falecida há pouco tempo, já tem vários textos postados com nomes de outros “autores”.

 

Há textos de grandes autores também plagiados!

 

Encontro na Internet e-boock contendo textos assinados por um “maluco” – só pode ser – quando se entra em contato, o cara de pau diz que na próxima edição vai corrigir o erro. Como assim? Outro faz um livro inclui texto dos outros, registra e diz que vai corrigir na próxima edição. Merecem o escárnio. Isto é imoral.

 

É uma maldade também postar o texto como anônimo. Tem que se pesquisar até encontrar o autor, porque as aspas caem rapidamente e circula anônimo.  Há casos de alguns que ao tomarem conhecimento do autor verdadeiro, preferem tirar a página do que reconhecer o autor. Vamos dar as mãos para resistir ao furto de obras. Vamos denunciar os ladrões! Vamos desmascará-los publicamente! Seja quem for.

 

Como vencer a endemia de corrupção neste assolado país, se não há um mínimo de escrúpulo ao assaltar a obra alheia? Olá, senhores pais, professores, pastores, padres e todo mundo que se dedica à educação. É preciso fazer um mutirão urgente para ensinar às pessoas que se apossar do que não é delas é crime previsto em lei.

 

Na lei existem algumas especificações sobre o crime de plágio. Crime de Violação aos Direitos Autorais no Art. 184 – Código Penal, que diz: “Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.

Ivone Boechat

Resultado de imagem para plagiar

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *