MEROS INTERESSEIROS…

balançaComo é desconfortável quando você descobre que a visita tão agradável que recebeu naquela gostosa tarde de domingo foi calculada. A tanto tempo não se viam e depois de uma conversa descontraída seguida de um delicioso lanche, o amigo pede algo emprestado ou algum outro favor, e se vai, voltando apenas na próxima necessidade… e sem devolver o que emprestou. É claro que temos prazer quando podemos ajudar um amigo em necessidade e ficamos felizes com sua visita, mas que decepção ao recebê-lo somente quando precisa de algo, sendo às vezes até mal recebidos quando vamos a sua casa.
Jesus vivia diariamente cercado por milhares de pessoas. Sua imensa popularidade chegava a incomodar as autoridades locais. Multidões deixavam suas casas e iam até Ele em busca de cura física, alimentação, libertação do mal, conselhos ou apenas para satisfazer a curiosidade; e a todos atendia de forma bondosa e gratuita. Contudo, mesmo com toda essa audiência, rodeado por tanta gente, Jesus morreu sozinho e abandonado até pelos discípulos – por que?  porque a grande maioria era de meros interesseiros; queriam apenas as bençãos e não o Doador da benção. Recebiam o pão e a cura que os interessava e sumiam.  Jesus chegou a dizer que de 10 leprosos que Ele curou de uma só vez, somente 01 voltou para agradecê-Lo. Num dado momento, Ele mesmo chegou a reclamar de tanta desfeita, desafiando os próprios discípulos a se retirarem – “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.” (João 6:67-68).
Amigo, pare um pouco e reflita: por que você vai a igreja? Por que entrega os dízimos e ofertas? Por que faz o culto doméstico? É fato que esses detalhes são de importância vital na vida cristã, mas é possível que tudo isso seja feito apenas por interesse de algum benefício pessoal ou por manter a reputação através de uma  aparência de religiosidade; especialmente se estando fora de casa ou da igreja se esquece de Deus. Alguns são muito fiéis no dízimo, mas o encaram apenas como amuleto de prosperidade, aliás é bem comum grupos religiosos terem a teologia da prosperidade como principal doutrina e ênfase de pregação. É lamentável que há aqueles que usam a igreja como mecanismo de status e poder pelos cargos que detém ou apenas como um velado clube de entretenimento, onde se evidencia o exibicionismo de talentos naturais. Se a real motivação não for ADORAR a Deus e celebrar a SALVAÇÃO, repense seus motivos e valores. Deus quer abençoar o seu trabalho e o seu lar com prosperidade, mas Seu maior interesse está na sua salvação pessoal.  A palavra de Deus afirma: “Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Marcos 8:36).  Jesus fez muitos milagres quando esteve entre nós, mas o objetivo central pelo qual deixou as cortes celestes foi o de salvar a humanidade – tenha  isso sempre em mente. Receber a benção de um milagre e a prosperidade tão almejada são coisas bem especiais, mas que o meu foco esteja integralmente nas coisas de valores eternos.

Por: Rubens Silva

FIEL A TODA PROVA

uriasO rei Davi tinha trinta e sete homens valentes de Guerra e somente um deles o venceu, a saber, Urias, marido de Bate–seba. Acompanhe essa história na sua íntegra em II Samuel capítulo 11.  Além de valente, Urias demonstrou ser um homem de caráter. Em sua ociosidade, no seu palácio e valendo-se da ausência de Urias, Davi aproveitou- se de sua bela esposa e se deu mal – ela ficou grávida! Então o rei arquitetou um plano de emergência para livrar-se da paternidade. Para tal, deu folga a Urias. Mas Urias recusou-se a ser desleal com os colegas no campo de batalha e não foi para sua casa. Davi tentou de novo, dessa vez o embriagou para facilitar a manobra. Mesmo embriagado, Urias demonstrou ter mais sobriedade do que o próprio rei. Davi fracassou novamente. Frustrado e desesperado, incrementou sua covardia – colocou a Urias vulnerável na linha de  frente da batalha.
Quanta desvantagem por ser fiel. Urias recusou-se a dormir com a própria esposa e agora não ousava abrir a carta que ele  carregava, contendo a própria sentença de morte. Assim morreu Urias, pagando alto preço pela sua fidelidade.
Amigo, não pense que por ser fiel e íntegro você receberá aplausos e simpatia da sociedade. Nem por isso desista de andar nos caminhos de Deus, ainda que isto lhe custe a vida.
Posteriormente Davi reconheceu sua estupidez, arrependeu-se profundamente e alcançou o perdão de Deus.
Duas lições quero deixar com você: A primeira, é que compensa ser fiel, ainda que caiam os céus. Você pode viver em desvantagem diante dos homens, mas certamente sua recompensa estará escondida com Deus. Não espere aplausos ou reconhecimento dos homens. Viva para Deus somente. A segunda lição é sobre o perdão de Deus. Por mais profundo que você tenha caído no pecado, o perdão de Deus te alcança. Davi era um especialista no erro, mas ninguém nunca se arrependeu quanto ele. E quando Deus perdoa, Ele esquece e considera como se nunca tivesse cometido aquele erro. No fim, Davi foi considerado o homem segundo o coração de Deus – um homem perfeito! Dá para entender!?
Por fim,  fico imaginando como será o encontro de Davi com Urias no céu. Que lição de compaixão, misericórdia, perdão e restauração. O amor de Deus é incompreensível! Que eu seja fiel a toda prova; que eu aprenda a perdoar para que o perdão de Deus seja eficaz na minha vida.

Por: Rubens Silva

TER OU NÃO TER, EIS A QUESTÃO…

dinheiro....Quando não se tem dinheiro, acabam a moral e a influência. Pessoas da família passam a não respeitar e os amigos fogem; o celular silencia, os convites se escasseiam e a caixa de E-mails fica vazia. Quanto poder tem o dinheiro! Na maioria dos casos, chega a ser mais poderoso que a saúde, o amor e a crença.
Mas, quando se tem dinheiro tudo fica mais fácil, todos querem  ajudar; o iate em alto mar e a piscina da linda chácara estão sempre lotados de amigos; a influência e a popularidade são tão grandes que amigos e mesmo amigos de amigos convidam para apadrinhar algo. Juízes, banqueiros e a TV local estão entre os melhores amigos. Chama-se a atenção por onde pisam os pés. Sempre conseguem lugares e cargos de destaque. Constantes descontos são concedidos e até líderes religiosos aparecem para outorgar a benção.
A palavra de Deus nunca afirmou ser o dinheiro a raiz de todos os males, mas afirma categoricamente que o amor ao dinheiro é sim a raiz de todos os males(I Tim. 6:10).  Não é mau ter dinheiro, muito dinheiro. O problema é que alguns são tão pobres que a única coisa que possuem na vida é o dinheiro; então fazem dele o seu deus. Quando Jesus conversou com o jovem rico, Ele sabia que estava diante de uma pessoa inteligente, que facilmente captaria o Seu recado, então foi direto ao ponto. Na verdade, a intenção direta de Jesus não era que ele vendesse todos os seus bens imediatamente. Jesus estava apenas mostrando a ele o que realmente ocupava o seu coração e sua urgente necessidade de um Salvador. O moço saiu triste porque não estava disposto a pagar o preço da renúncia necessária.
Você não precisa ter dinheiro para fazer esta reflexão. Basta avaliar o que este tema representa no seu íntimo, com dinheiro ou sem ele; porque assim como uma Ferrari pode ser idolatrada, alguém também poderá fazer da única bicicleta o seu deus. Faça uma introspecção íntima. Caso perceba distorções nesse sentido, corra urgente ao bondoso Papai do céu e peça a Ele ajuda para fazer os devidos ajustes; do contrário, sua única recompensa poderá ser a fortuna atual.

Por: Rubens Silva

NÃO VOU COM A SUA CARA…

caraAo término do culto alguém anunciava: Convide aquela pessoa que você gostaria de ver no céu para estar aqui com você no próximo encontro. Isso me levou involuntariamente a pensar sobre o que eu faria com aquela pessoa que eu não gostaria de ver no céu.
Sabe, parece ser natural do ser humano não amar a todas as pessoas. Sempre tem alguém que a gente simplesmente não vai com a ‘cara’ sem qualquer explicação. O intrigante é que esse fenômeno geralmente ocorre de forma involuntária. Mesmo outros preconceitos secretos que temos, invadem nosso coração igualmente de forma involuntária. É claro, a gente vela isso para não “pegar mal”, mas como será que Deus vê essas coisas que supostamente acontecem involuntariamente no nosso coração? Será que é de fato involuntário ou um defeito desenvolvido? Se amar é uma qualificação necessária, devo ser honesto com Deus em admitir essa fraqueza e humildemente pedir a Ele ajuda para superar essa dificuldade, convertendo este meu coração às vezes petrificado. Pensando bem, acho que devo me convidar para o próximo encontro.
Jesus Cristo afirmou que não devemos amar somente a quem gostamos. Aliás, a expressão amar o amigo é até uma redundância, que não traz nobreza a ninguém. Então Ele ordenou que amássemos os nossos inimigos também; isso sim traz nobreza, mas como entender! porque uma vez que amamos um inimigo, este deixa de ser inimigo. Então, estamos nos convertendo em meros masoquistas nos autoflagelando ao sorrir para os desafetos que buscamos evitar. Porém, Jesus provou e nos ensinou que é possível amar a quem nos faz mal, sem dar aquele sorriso “amarelo” hipócrita. Quem sabe temos essa dificuldade de compreensão porque amar o inimigo esteja além da esfera espiritual que vivemos hoje.
Posso imaginar tendo pessoalmente essa conversação com Jesus Cristo; e Ele o tempo todo calado, ouvindo pacientemente minhas tolas palavras. Finalmente, meneando suavemente a cabeça, com Seu terno olhar característico, me diz: Meu filho, você precisa é nascer de novo. Então o pensamento acelera e começo a entender. Ele disse a sentença com o verbo amar no plural, ou seja, que devemos amar os vários inimigos que temos hoje e aqueles que aparecerão pelo nosso caminho. Me lembro também que Ele disse que, uma vez que O aceitássemos como o Senhor da nossa vida, seríamos perseguidos por Sua causa… e isso nos traria inimigos, e muitos… nem por isso teríamos ódio no coração; e que esse amor seria extensivo a outras áreas da vida no quotidiano.
Entendi o recado. Um milagre está à sua e à minha disposição, onde amar o inimigo passará a ser uma atitude involuntária do coração. Nascer de novo também nos faz livres para amar.

Por: Rubens Silva

Novas inscrições para o 3º Congresso Mulheres Diante do Trono

img_congressomulheres_telao_iblO Ministério de Louvor Diante do Trono visando atender as diversas mulheres de todo o Brasil que ficaram sem inscrição para o 3º Congresso Mulheres Diante do Trono, viabiliza novas vagas.

O DT junto ao ExpoMinas conseguiu a locação de mais um pavilhão, graças a desistência de um evento que aconteceria simultaneamente ao 3º Congresso Mulheres DT. Isso possibilita novas inscrições e um espaço ainda mais amplo para o conforto de nossas congressistas.

Além do Diante do Trono, estão confirmadas as presenças de: Ana Nóbrega, Eyshila, Soraya Moraes, Cris Poli (apresentadora do SBT), Devi Titus, Ezenete Rodrigues, Helena Tannure, Márcia Resende, entre outros nomes que estão sendo confirmados. “Vamos buscar ao Senhor para que recebamos todo o romper, a cura, a vitória, a direção, o recomeço que Ele tem para nos dar”, detalha Ana Paula Valadão, líder do Diante do Trono.

São poucas vagas, garanta a sua agora no hotsite: http://www.diantedotrono.com/sites/congresso-mulheres-2013/

Esperamos vocês de 29 a 31 de agosto de 2013, para o 3º Congresso Mulheres Diante do Trono, no ExpoMinas, em Belo Horizonte/MG.

Serviço: 3º Congresso Mulheres Diante do Trono
Data: 29, 30 e 31 de agosto de 2013.
Local: ExpoMinas, Av. Amazonas, 6030. Gameleira. Belo Horizonte/MG
Inscrições: http://www.diantedotrono.com/sites/congresso-mulheres-2013/ 

Comunicação DT
 

 

A MELHOR COISA DO MUNDO

pes de jesus...Você já descobriu qual a melhor coisa do mundo? Provavelmente não irá descobrir porque esta coisa única de fato  não existe. O que existe é uma pluralidade de situações que configuram necessidades essenciais, onde a melhor coisa do mundo seria a satisfação imediata de alguma necessidade urgente. Um quilo de diamantes não terá valor algum face a morte iminente pela sede no deserto; da mesma forma como um Rolls-Royce não poderá satisfazer a uma fome mortal. É possível avaliar uma boa fase ou momento da vida como “aquele” inesquecível, mas se torna abstrato por ser temporário e de impossível  repetição. Percebe-se então a impossibilidade de desvincular o prazer da necessidade. Todos os prazeres da vida acabam subjugados às necessidades psico-fisiológicas, onde a saúde física parece ser o maior patrimônio. Mesmo o louvor a Deus se torna impossível diante de uma intensa crise renal. Nesse momento, o fim da dor passa a ser a melhor coisa do mundo. A culpa e o ressentimento são sentimentos destrutivos que minam a alma e a saúde. Olhando pelo prisma do pecador contrito, a melhor coisa do mundo é sentir-se perdoado, de bem com Deus, consigo e com o próximo; tendo o senso de dever cumprido e amando incondicionalmente.
Bem, não há novidades no que tenho a dizer. Apenas quero fortalecer o pensamento de que o Doador da vida é o único a oferecer uma proposta razoável para a felicidade integral, onde viver pela eternidade será a melhor coisa do mundo; onde o sofrimento e a morte serão inexistentes.
A conclusão é que a melhor coisa do mundo está fora dele, mas enquanto ainda estamos nele podemos escolher estar no melhor lugar do mundo: aos pés do Salvador da humanidade.

Por: Rubens Silva

Caçadores de Bons exemplos: O casal que percorre o mundo em busca de ações transformadoras

cacadores-de-bons-exemplos-em-A-vida-e-uma-viagem-588x391Eles poderiam perguntar coisas do tipo: Onde esta o posto mais próximo ou onde fica o hotel da cidade? Mas a pergunta que fazem ao chegar em novos lugares define bem o objetivo do casal que desapegou de tudo o que tinha e caiu na estrada em busca de algo além de ganhar dinheiro, adquirir bens e cuidar da família somente. A pergunta é: Quem faz a diferença nesta cidade?

Caçadores de Bons Exemplos é o nome adotado por Iara e Eduardo Xavier quando começaram a viagem pelo Brasil em janeiro de 2011. “Somos um casal cansado de ouvir notícias ruins. Acreditamos que existem muito mais pessoas do bem do que ações negativas no mundo”, afirmam.

Eles contam que sentiam necessidade de fazer algo maior pelas pessoas, mas não sabiam o que e nem como suprir essa vontade. Então decidiram viajar por cinco anos para conhecer e conviver com exemplos que fazem a diferença pelo Brasil e no exterior. “Precisávamos conviver com pessoas que já fazem isso. Pessoas que pararam de olhar apenas para ‘seu próprio umbigo’ e olham para um todo”.

O carro transformou-se na casa de Iara e Eduardo.

O sonho antigo não precisou de muito planejamento, foram se permitindo e quando viram já estavam na estrada rumo a Minas Gerais, onde encontraram o primeiro bom exemplo e a certeza de que estavam no caminho. “Planejamos muitas coisas para fazer nestes cinco anos, mas o tempo foi modulando e deixando o que realmente importa. Hoje está acontecendo o que precisava acontecer, o resto ficou pelo caminho”, explicam.

O objetivo é percorrer todo o país e o exterior encontrando gente e instituições que fazem o bem e trazem melhorias para a vida das pessoas por meio de ações.  Não estão preocupados em acarretar resultados ou promover grandes transformações e sim se emocionarem a cada encontro e poder compartilhar essa experiência do bem com o mundo.

A VIDA É UMA VIAGEM

“A vida passa rápido, como uma viagem e devemos ficar com as boas lembranças do caminho. Carregar em nossa bagagem não só roupas e matéria, mas sim o que fizemos com o próximo e pelo próximo. Nossa bagagem deve ter muitas fotografias de bons momentos e do bem que fizemos”,explica os Caçadores de Bons exemplos sobre o nome da expedição “A vida é uma viagem” que se tornou filosofia e os acompanham.

Para o casal, bons exemplos são aqueles que transformam. “Bom exemplo para nós é sinônimo de transformação. É aquele que faz algo a mais pela comunidade em que vive. É ir além do limite da comodidade e ‘botar a mão na massa’ para realmente resolver problemas sociais do país.”

Na estrada descobriram que o povo brasileiro é caridoso e também acredita na mudança, diferente do que mostra os jornais. “Precisam apenas direcionar a solidariedade para ações menos assistencialistas e mais transformadoras”, dizem.

Para começar a praticar o bem o casal explica que não precisa ir muito longe, basta contribuir com aquilo que estiver ao seu alcance. “Ajude o próximo que está próximo de você! Não estamos falando de assistencialismo, mas sim de transformação de vidas! Coisas ruins sempre irão acontecer, mas, podemos neutralizá-las com ações positivas.”

COMO SE FAZ O BEM

A única regra seguida pelo casal é não pesquisar na internet sobre projetos. As ações são indicadas pelas pessoas que encontram no caminho. Estão certos de que tudo pode acontecer em um dia. Não há horários para refeições, locais para banhos e nem para o repouso. “A única certeza é que no fim de semana postamos no nosso blog os projetos que encontramos pelo caminho”.

O carro se transformou em morada e foi adaptado a suprir algumas necessidades como panelas e frigobar para as refeições e uma barraca automotiva para repouso quando não são convidados a dormir na casa de algum morador.

O casal fala sobre o que os move a permanecer na estrada durante tanto tempo: “Acreditamos que todo mundo tem o bem no coração. Divulgando estas ações positivas e estes bons exemplos, as pessoas podem fazer o mesmo em suas cidades, transformando-se em multiplicadores ou podem ajudar aqueles que já fazem estas ações.”

A maior dificuldade encontrada pelo casal é a falta de patrocínio e não possuir um banheiro.

A única coisa que realmente acham necessária para realizar uma ação como essa é a vontade de fazer acontecer. “É necessário apenas a força de vontade e acreditar no sonho. O resto é detalhe”.

Muitas são as dificuldades encontradas no caminho, pois apesar de terem vendido tudo que tinham não eram ricos e a falta de apoio e patrocínio tem trazido alguns obstáculos superados com amor e perseverança por eles.  A falta de banheiro também é um das grandes dificuldades encontradas por Iara e Eduardo. “Foi uma mudança radical em nossas vidas”, diz eles.

A SEMENTE NO CAMINHO

Até o momento já registraram mais 600 boas ações em 133.855 km percorridos por terra, mar e ar, passando pelos estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Tocantins, Pará e Amapá. “O que nos importa é a ação positiva que as pessoas realizam. Não importa o foco ou religião, o importante é fazer a diferença naquela comunidade”.

O pagamento pela atitude do casal vem em forma de histórias como a de uma senhora que após ler as ações encontradas por eles entrou em contato e disse que se sentia mal por nunca ter feito algo por alguém. Mas que a partir daquele dia confeccionaria enxovais para grávidas carentes. “Quantas pessoas leram sobre os bons exemplos e estão agindo? Talvez nunca iremos saber à proporção que alcançaremos, mas saberemos que a visão de alguns perante o mundo foi mudada”, dizem.

Iara e Eduardo Xavier, os Caçadores de Bons Exemplos.

O sonho do casal é fazer uma revista ou livro de cada estado percorrido para catalogar as ações encontradas e distribuir as publicações gratuitamente para motivar mais pessoas a fazer o bem. “Fazer um intercâmbio de idéias positivas entre as regiões. Assim, podemos formar multiplicadores de ações sociais”, dizem.

Quando indagados se uma ação como a deles poderia mudar o mundo a resposta vem com um sorriso. “Sim! Tudo o que o ser humano faz pode mudar o mundo. Então, por que não tentar? Talvez não mudaremos todo o planeta Terra, mas pelo menos “mudamos” o mundo das pessoas que conhecemos pelo caminho. Sabe como? Fazendo com que elas reflitam sobre suas vidas” conclui o casal.

www.cacadoresdebonsexemplos.com.br

 Fonte: Agencia de Notícias do Terceiro Setor

CUIDADO COM OS RÓTULOS…

Jesus beggar (640x428)Você desafiaria o apóstolo Paulo para uma discussão sobre seus pontos de vista doutrinários? Não tendo outra opção, deixaria sua esposa na casa do rei Davi, enquanto sairia numa missão diplomática? Aceitaria o convite do profeta Jonas para um cruzeiro? Teria discussão acirrada com o discípulo Pedro? Teria Maria Madalena como secretária? Absolveria o rei Davi pelo assassinato cometido? Constituiria a Zaqueu como seu sócio na empresa? Dormiria na casa de Lázaro na noite seguinte à sua ressurreição? Desafiaria a Sansão para um duelo?
Enquanto você pensa nas respostas, eis que surge algo intrigante que me faz mudar o rumo das questões: Você aceitaria que um barbudo de saia, vindo de uma viagem, ainda com os pés sujos e cabelos desalinhados pelo vento, pregasse na sua igreja? Escolheria um bando de ignorantes como amigos especiais? Permitiria que um ladrão cuidasse de suas finanças, e o manteria, mesmo sabendo que estava lhe roubando? Aceitaria a oferta de uma prostituta? Seria amigo de um assassino? Se ofereceria para jantar na casa de um ladrão? Permitiria a uma mulher estranha massagear-lhe os pés? Última pergunta: Seria amigo de quem fêz isso? Desculpe-me, só mais uma: Convidaria um estranho para entrar na sua casa e jantar com sua família?
Jamais rotule alguém. Tenha muito cuidado com as aparências. Fuja do perverso preconceito e do demônio do julgamento. Jesus Cristo se aproximava de ladrões, leprosos, prostitutas, possessos pelo mal e outros páreas da sociedade e os transformava. Pelo Seu contato ninguém permanecia o mesmo.
Jesus nos ama na mesma proporção dos pecados que cometemos… muito mais do que isso! Você já pensou no tamanho da graça e da misericórdia de Deus? Se o rei Davi não tivesse cometido aquele adultério, não teria nascido o mais sábio dos homens, o rei Salomão. É óbvio que Deus não planeja o pecado tampouco negocia com o mal, no entanto Ele pode fazer surgir de uma desgraça algo maravilhoso e uma grande benção. Jamais pense que um famoso e eloquente pregador, nascido como resultado de um estupro, veio ao mundo pela vontade de Deus. Com certeza Deus não planejou o estupro, porém pela Sua graça e misericórdia transformou-o numa grande benção, porque depois que um ser humano é gerado, Deus põe a mão podendo fazer deste, até mais poderoso do que aquele “legitimo” que O despreza. Eis o grande milagre do amor e do perdão de Deus. Jesus Cristo maravilhoso! A força do evangelho me fascina!!! Aceite as pessoas como elas são, jamais despreze a quem quer que seja; Jamais subestime o poder de Deus! Ele não faz acepção de pessoas e morreu por todos igualmente. Deus é justo e não irá favorecer a ninguém, quer seja pela posição social, nivel cultural, sexo, cor da pele ou mesmo herança religiosa. Todos igualmente irão comparecer diante do tribunal divino e terão de prestar contas a Deus por suas ações. Portanto, jamais rotule alguém; ao contrário, AME e assim estará fazendo a sua existência valer a pena pelo cumprimento do evangelho. A recompensa virá como resultado.

Por: Rubens Silva

Irreverente em suas falas, Anderson Bravo, faz palestras para casais, jovens e empresas.

63917_626873627347499_1135515860_nAnderson Luiz Bravo (Anderson Bravo), casado, Nascido em Niterói, criado em são Gonçalo. De origem bem pobre, criado sem pai, apenas por sua mãe, uma faxineira.

Começou a trabalhar aos 8 anos de idade como camelô nas ruas de Niterói, trabalhou como Entregador de quentinhas, serralheiro, pedreiro, balconista de lanchonete, office boy, vendedor mel, catador de ferro velho, vendedor de areia, representante comercial, promotor de venda.

Tem 5 livros publicados: :

Família Projeto Divino

A Igreja dos Sonhos de Deus

É possível ser feliz

Os efeitos de uma lágrima

Descobrindo minha liderança

Faz palestras para casais, jovens e empresas.

Irreverente em suas falas, suas pregações são contagiadas de um humor ”único”, onde a Igreja parece mais uma grande platéia que não se contém em gargalhadas e o chamam de: ”Vamos ao culto do JÔ SOARES”!!!!.
É diferenciado nas suas pregações. pois de um versículo extrai a músicalidade de Vando, Zeca Pagodinho, Cauby, canta fank, entre outros, mais tudo com muita ”Autoridade” e conheicmento bíblico com aplicação do cotidiano.
Sobre politica é considerado um grande palestrante.. Alguns tópicos pitorescos que aconteceu em suas pregações.
  1. Já bateu com o microfone nos lábios e ministrou com a boca sangrando;
  2. Já pregou com a braguilha aberta;
  3. Já escorregou e quase caiu;
  4. Já ministrou muito apertado com vontade de fazer xixi e interrompeu uma mensagem foi ao banheiro e depois voltou.

Já participou de diversos debates nas rádios Melodia, primeiro lugar em rádios fm, 93 FM, , Tv Boas Novas.(sempre com uma participação forte e polêmica é apresentador do programa ”GRANDES MENSAGENS NA TV BOAS NOVAS”.

Por: Mércia Machado

Assessoria de Imprensa e Produção

Tel: 21 – 8282-5881 TIM / 21 7667-4228 CLARO

Msn: merciamachado@hotmail.com

e-mail: mememachado@gmail.com

 

Fonte: Jornal Gospel News

Tropa de Elite de Deus ganha videoclipe oficial

pr pauloCanção do CD ‘A nossa alegria é o Senhor’ é o primeiro videoclipe oficial do Ministério LouvaDeus em 2013

A canção Tropa de Elite de Deus é especial para quem acompanha o trabalho do ministério LouvaDeus. Um web clipe com a canção como tema, gravado durante um ensaio e lançado a cerca de seis meses, atraiu cerca de 20 mil views e gerou expectativa no público para o vídeo oficial.

Com a abertura das inscrições para o Troféu Promessas 2013, a banda decidiu que era um momento especial para o lançamento do vídeo que prometia uma produção especial. A canção integra duas das cinco categorias nas quais a banda se inscreveu. O clipe contou com a participação de amigos e seguidores do Facebook.

A canção faz uma alusão aos cristãos como uma tropa de elite, assim como o BOPE (Batalhão de Operações Especiais), mas que tem como objetivo alcançar as pessoas com a Palavra de Deus. As pessoas são abordadas nas ruas, e no lugar de uma arma, a Bíblia. Uma mistura equilibrada da temática ‘tensa’ com uma pitada de diversão, ao som da louvadeira.

A produção do clipe ficou por conta de Daniel Resende e Sérgio Apolônio (Booz Studio´s), que escolheram gravar as cenas em vários pontos da capital federal, cidade natal da banda.  A edição e finalização ficaram nas mãos de Will M. e Vinícius Dias.

“Um agradecimento especial ao Sargento Johnson Rodrigues, do BOPE de Brasília, que contribuiu com apoio à cenografia e orientações quanto às referências ao batalhão”, destaca o vocalista Paulo Porto.

Confira o videoclipe:

Sobre o ministério LouvaDeus, acesse: www.ministeriolouvadeus.com

Assessoria de Imprensa

Janaina Mangerote

Fonte: Jornal Gospel News