Eu Escolhi Esperar é destaque no programa Mais Você

logo_vertical_pretaNa última semana o movimento Eu Escolhi Esperar foi destaque no programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga, na Rede Globo.

A matéria foi realizada durante um dos Seminários do Eu Escolhi Esperar, em Nova Iguaçu/RJ e destacou depoimentos de vários jovens. “Apesar da liberação sexual que vive o mundo moderno, existe pessoas que realmente dão muito valor a virgindade e que só querem viver a experiência do sexo depois do casamento”, destacou a apresentadora. Os entrevistados disseram que faziam parte deste movimento por acreditarem no tempo certo para todas as coisas, inclusive, esperar até o casamento para qualquer envolvimento íntimo.

O movimento Eu Escolhi Esperar existe há mais de dois anos e tem tomado grande força nas redes sociais. Idealizado pelo pastor Nelson Neto Júnior, que aos 11 anos decidiu se guardar para sua esposa. Hoje casado com Ângela Cristina, ele leva a experiência de mais de 20 anos de trabalho com jovens cristãos e sua própria experiência para falar de “escolhas” por meio de seminários em todo o Brasil e também nos Estados Unidos e Haiti.

Esta semana o Eu Escolhi Esperar está participando da FIC (Feira Internacional Cristã), com um stand na rua F2 até dia 20 de julho, no Expo Center Norte, em São Paulo/SP. No site do Eu Escolhi Esperar estão disponíveis agenda, artigos que falam sobre temas do universo jovem, vídeos, fotos e sobre a visão do movimento. Acesse www.euescolhiesperar.com.

Assista a matéria no programa Mais Você: http://youtu.be/jw3ivTUStbQ

Acompanhe o Eu Escolhi Esperar nas redes sociais

Facebook: facebook.com/euescolhiesperar

Instagram: @euescolhiesperar

Twitter: @escolhiesperar

Youtube.com/euescolhiesperar

Comunicação Eu Escolhi Esperar
Contato: euescolhiesperar@gmail.com

Agosto tem ganhado mais adeptos de casamento

Logo CasandoEmCristo.com 1Pesquisas mostram que noivos têm optado por casar no mês de agosto por causa dos preços baixos e aumento na oferta de produtos. O Portal www.CasandoEmCristo.com tem batido recordes em acessos e contribuem para alavancar o mês.

Todo dia é dia. Mas será que todo mês é mês para se casar? Há quem diga que não. Para os mais cuidadosos, unir as escovas, juntar as roupas só não pode acontecer em agosto porque, de acordo com o ditado popular, esse é um mês do desgosto. Carregado de mistérios, muitos casais de noivos desistem de se unir nessa época. Mas especialistas apontam que agosto está se tornando um dos melhores meses para casar por conta de promoções e preços baixos usados para atrair o consumidor.

Uma das últimas pesquisas divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que 45.801 casamentos foram realizados no mês de agosto. Comparado com os outros meses, esse número é muito baixo e por isso os locais mais procurados durante o ano inteiro, normalmente estão com datas disponíveis nesse período, em que produtos e serviços são oferecidos com um valor mais em conta. Visando facilitar a vida de quem pretende casar, o portal www.CasandoEmCristo.com traz em um só espaço várias marcas e empresas que podem fazer o seu sonho se tornar uma realidade.

Segundo a Associação dos Profissionais, Serviços para Casamento e Eventos Sociais (Abrafesta), o setor de casamentos cresce a cada ano e a expectativa nacional é de movimentar R$16 bilhões somente neste ano, R$4 bilhões a mais do que no ano de 2012. O CasandoEmCristo é o primeiro site cristão, dirigido por evangélicos, que ajuda a planejar do noivado ao altar. O portal é fruto de uma parceria entre o maior site de relacionamentos da América Latina, www.AmorEmCristo.com e o Emotion.me e oferece mais de 30 opções de serviços que podem ser compartilhados na maior mídia social que é o Facebook.

Confiança                                   

Com 2,5 milhões de usuários em quase 100 países, com versões em português, inglês e espanhol, o AmorEmCristo.com, desde o início do ano já registrou o acesso de mais de 50 mil pessoas que agora já conhecem a ferramenta segmentada. Dos milhares de pessoas que acessaram o site, cerca de 30% realizaram um cadastro para preparar o “grande dia”.

Por: Veríssia Nunes | Assessora de Imprensa

RioPress Assessoria de Imprensa

Fonte: Jornal Gospel News

“A terapia psicológica é de fundamental importância para quem quer deixar a homossexualidade”, atesta Ex-travesti Joide Miranda

joide-mirandaLíderes religiosos, incluindo um ex-travesti, reafirmam a importância e necessidade da orientação psicológica para ex-gays.

O pastor e ex-travesti Joide Miranda afirmou que a terapia psicológica é fundamental para ajudar quem quer deixar o estado da homossexualidade.  Em debate no Programa de Rádio da ANAJURE, ocorrido na noite desta quinta-feira (27), ele ressaltou que as sessões com a psicóloga foram de extrema necessidade em seu processo pessoal de volta ao padrão natural e normal de heterossexualidade. O programa abordou o tema  “Como superar a prática da homossexualidade”, e contou também com a presença do reverendo Alberto Thieme, criador do projeto ajudagay.org.

Abordando fatos de seu testemunho pessoal, Miranda reassaltou que a função da terapia não é obrigar ninguém a mudar sua orientação sexual, e sim fornecer apoio emocional a quem já optou por voltar à sua orientação sexual original. Ele ainda revelou que a demanda de pessoas que não estão satisfeitas com sua opção sexual é muito grande. Ele próprio atende gays de todo o mundo que buscam ajuda e o exemplo de quem um dia deixou a prática. “Por que não ajudar essas pessoas que estão desesperadas e querem deixar o estado da homossexualidade?”, questionou.

O líder religioso, ex-gay, enfatizou que ninguém nasce homossexual. “Isso é uma mentira que está sendo pregada pela mídia neste dias”, destacou.

Deserto

Miranda contou que sua maior batalha foi travada no nível mental. “Minha mente era totalmente pervertida, mas depois que eu comecei a ser evangelizado, eu deixei todas as minhas amizades, pois naquele momento elas só iam me prejudicar. Passei a buscar coisas novas, vieram muitos conflitos e noites mal dormidas, foi uma luta muito grande no meu interior”, revelou.

Segundo ele, tem que haver uma renúncia, para que a pessoa tenha sua mente transformada. “Se você tinha um natureza pecaminosa, tem que lutar para que essa natureza nova sobrepuje a velha. Não é um processo fácil, é uma trajetória pelo deserto, tem que pagar o preço.” Mas ele ressaltou que a vitória vem com a luta depois de passar pelo “vale”.

Ele voltou a falar da extrema importância que teve com o apoio de uma profissional de psicologia. “Meu interior estava todo bagunçado. Eu colocava meus sentimentos para fora, e a Dra. Rosalba me ajudou a resgatar minha verdadeira identidade”, atesta.

Ele contou que enquanto estava na prática homossexual tinha uma vida abastada e gozava de fama e prestígio como travesti na Europa. Revelou também que alternava momentos de aparente alegria com depressão, pela perspectiva sombria dos anos vindouros, a exemplo de seus amigos mais velhos.  “Eu vivia momentos alegres, hoje tenho uma felicidade plena”, revelou.

O reverendo Alberto Thieme, que fundou instituições e orfanatos que abrigavam crianças de rua explicou que atualmente também trabalha com homossexuais. Coordena atualmente o projeto ajudagay.org, que surgiu com a necessidade de atender aos pedidos de diversos homossexuais que manifestavam querer deixar a prática.

PDC 234/2011

O Projeto de Decreto Legislativo 234/2011, de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), foi aprovado pela Comissão de Direitos Humanos, presidida pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP). Entre outros pontos, permite que psicólogos atendam homossexuais que expressem sua vontade de deixar a prática.

O PL propõe a suspensão da validade de dois artigos de uma resolução do Conselho Federal de Psicologia, em vigor desde 1999. Um dos trechos da Resolução nº 1/99 que o deputado quer suprimir é o parágrafo único do Artigo 3º, que estabelece que psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades. Além desse trecho, propõe a suspensão do Artigo 4º, que proíbe a manifestação pública que reforcem “preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais”.

Segundo o reverendo Thieme, depois de 1999, seus ministérios passaram a sofrer restrições com a resolução do Conselho Federal de Psiciologia. “Então as instituições hoje estão sofrendo por não poder contar com a ajuda desse profissionais que colaboram e muito no suporte psicológico aos que necessitam”, descreve o reverendo Thieme.

O projeto já ajudou 68 pessoas em oito meses de existência. Quem quiser participar e receber ajuda deve entrar no blog www.defesahetero.org ou enviar email para o email defesa_hetero@yahoo.com.

Sobre a ANAJURE

A Associação Nacional dos Juristas Evangélicos – ANAJURE foi fundada com a missão de constituir-se uma entidade de promoção e defesa das liberdades civis fundamentais – em especial a liberdade religiosa e de expressão. Empenhada na defesa dos deveres e direitos humanos fundamentais, em especial o princípio da dignidade da pessoa humana, sua atuação está pautada nos pilares do Cristianismo e do Estado Democrático de Direito.

Em seu corpo diretivo constam nomes do mais alto gabarito da cena jurídica nacional. Cada região brasileira está representada por meio de juristas, procuradores, juízes e desembargadores, entre outros, que integram o Conselho Diretivo e Consultivo da associação.

Com domicílio na cidade de Campina Grande, Paraíba, possui seu escritório de representação em Brasília – DF.

Mais informações:

Jussara TeixeiraAssessora de Imprensa – (11) 9 5256-6182 / imprensa@anajure.com.br

Angélica BritoInternational Press Officer / press.officer@anajure.org.br – (83) 8758-4988

Wanda Galvão – Secretária Administrativa – (83) 8899-3771 / secretaria@anajure.org.br

Curta a fanpage da ANAJURE e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos

https://www.facebook.com/anajure.oficial?ref=ts&fref=ts

Siga-nos no Twitter: @anajure_oficial

 Fonte: Jornal Gospel News

Parecer Jurídico da ANAJURE revela que movimento LGBT tenta aprovar PL 122 em todo o País

anajureDocumento descreve como grupos e minorias estão impondo questão nas legislações estaduais de forma silenciosa.

Mesmo com toda oposição que o PL 122 vem sofrendo, ao longo dos anos, no Congresso Nacional, tendo em vista seu termos polêmicos e, para muitos, inconstitucionais, diversos estados brasileiros, nos últimos tempos, têm aprovado leis que sancionam a “homofobia”. Essas leis determinam penalidades administrativas a servidores públicos, entidades e até cidadãos, exatamente nos mesmos termos do PL 122 federal.

Apelidadas  de “PL 122 estaduais”, tais normas, que podem ser vistas nas legislações estaduais de São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Bahia, Sergipe, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, foram aprovadas, tendo em vista a pressão política do movimento LGBT em todo país, que conta com o apoio da grande mídia e dos setores ligados à esquerda.

O objetivo principal dos ativistas, tal como no projeto federal do PL 122 – barrado até o momento no Senado Federal –, é “estabelecer uma agenda de desconstrução da chamada heteronormatividade”. A opinião é do Dr. Zenóbio Fonseca, diretor de assuntos estratégicos da ANAJURE e relator do Parecer aprovado pelo Conselho Diretivo Nacional da ANAJURE em resposta ao pedido da União de Ministros Evangélicos do Estado de Sergipe (UMESE).

No estado nordestino, o movimento gay local, conseguiu, de forma sub-reptícia, aprovar uma lei criminalizando a homofobia.  “O PL 122 de Sergipe é inconstitucional, como de praxe o é em todos os Estados em que foram aprovados. Nosso Parecer, detalhamente, demonstra isso”, diz o Dr. Uziel Santana, presidente do Conselho Diretivo Nacional da ANAJURE, que assina o documento.

Para o Dr. Zenóbio, “a aprovação da matéria vem avançando de forma sorrateira nos estados da Federação como estratégia de se argumentar que o PL 122 já seria uma realidade, portanto deveria ser aprovado pelo Senado Federal”. Para ele, no entanto, na esfera do Senado, não há possibilidade de aprovação dessa norma, visto seu caráter expressamente inconstitucional, além do amplo apoio da população brasileira contra o projeto.

Uma amostra da grande penetração da ideologia LGBT nas mais altas esferas do governo federal, segundo Dr. Zenóbio, é o fato de que o próprio governo tem distribuído cartilhas educacionais que procuram sensibilizar crianças para a diversidade sexual e desconstrução dos padrões naturais de família.

As ONGs voltadas para o ativismo gay ensinam em seus sites como atuar estrategicamente para aprovar leis nos municípios, Estados e União. Chegam a apresentar modelos e formas de atuação e como angariar a simpatia do parlamentar ou político, com a finalidade de abraçar a causa gay”, detalha o diretor da ANAJURE.

Liberdade de expressão afrontada

Na visão da ANAJURE, esta nova tentativa, de tentar aprovar Leis que criminalizam a homofobia em todo país, é, além de insconstitucional, uma afronta à liberdade de expressão. Segundo a entidade, os “PLs 122 estaduais” querem criar o chamado delito de opinião em relação à discordância sobre o comportamento homossexual, ao mesmo tempo em que tenta minimizar visões diferentes sobre a homossexualidade. “É uma afronta à liberdade de expressão, consciência, crença, credo e culto, além da liberdade filosófica e intelectual”, disse o Dr. Zenóbio.

Essa leis, que já estão em vigor, como no caso de Sergipe – permitem, entre outras disposições, que a simples discordância, em situações do cotidiano que envolvam a orientação sexual, possa acarretar condenações e fechamento de igrejas.

Os perigos são os mesmos da primeira versão do PL 122 que tramita no Senado Federal. Por isso mesmo, estamos mobilizando os líderes em todo o país para estarem atentos a isso. É preciso reagir com lucidez e sabedoria. A ANAJURE está atenta a isso e fazendo seu trabalho de inteligência jurídico-política”, disse o Dr. Uziel, acrescentando que as denominações evangélicas de todo o país precisam pressionar os políticos estaduais contra esta forma autoritária de imposição de uma agenda gay, voltada a minorias.

O PL 122 federal

No âmbito federal o crime de homofobia não foi aprovado por meio da proposta do PLC 122. A proposição tramita há 12 anos no Congresso, mas não há consenso na redação final para sua aprovação, motivado por grupos cristãos e oposicionistas, em especial a Frente Parlamentar Evangélica.

Mas o ativismo LGBT já conseguiu implantar idéias sobre diversidade sexual através de diversos programas do governo federal, particularmente nos ministérios da Cultura, Educação, Saúde e Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

Um dos principais argumentos contra a PLC 122 é de que deve haver o respeito às diversas formas de expressão do pensamento. Além disso, um princípio e direito fundamental de todo cidadão vem à tona para garantir e respaldar a livre expressão: a objeção de consciência.

O princípio da objeção de consciência é a possibilidade jurídica de recusa, por um indivíduo, da prática de um ato que agrida suas convicções morais e religiosas, por motivo de consciência. Com essa garantia, existe a possibilidade de dispensa de cumprimento de um dever legal, com base em princípios ou costumes de natureza e ordem religiosa, moral, filosófica ou mesmo, ideológica.

Com  a publicação da Resolução nº 175/2013 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que obriga os cartórios de todo o país a celebrar o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, a ANAJURE, por meio de seu corpo de advogados em todo o país, se propôs a fornecer orientação às diversas denominações evangélicas brasileiras, bem como a cidadãos e funcionários cristãos de cartórios para que possam se valer do direito de objeção de consciência.

A tentativa, por via latente e às escuras, do movimento LGBT, no sentido de criminalizar a livre expressão do pensamento e a liberdade religiosa, é uma afronta à ordem constitucional. Não é sem razão que o Brasil todo se uniu contra a aprovação do PL 122 no Congresso Nacional. Não só evangélicos, mas também pessoas e parlamentares de vários segmentos sociais são contrários. Por isso mesmo o PL não avançou em nível federal. Assim, esta tentativa de imposição do PL 122 por via estadual é mais uma prova cabal de que para este movimento, não importa se a sociedade, como um todo, democraticamente, repele a ideia de censura e estabelecimento de delitos de opinião no Brasil, o que importa é assunção de privilégios para seu grupo, ainda que minoritário”, conclui o Dr. Uziel Santana, a respeito deste novo fenômeno de estadualização do PL 122.

Sobre a ANAJURE

A Associação Nacional dos Juristas Evangélicos – ANAJURE foi fundada com a missão de constituir-se uma entidade de promoção e defesa das liberdades civis fundamentais – em especial a liberdade religiosa e de expressão. Empenhada na defesa dos deveres e direitos humanos fundamentais, em especial o princípio da dignidade da pessoa humana, sua atuação está pautada nos pilares do Cristianismo e do Estado Democrático de Direito.

Em seu corpo diretivo constam nomes do mais alto gabarito da cena jurídica nacional. Cada região brasileira está representada por meio de juristas, procuradores, juízes e desembargadores, entre outros, que integram o Conselho Diretivo e Consultivo da associação.

Com domicílio na cidade de Campina Grande, Paraíba, possui seu escritório de representação em Brasília – DF.

Mais informações:

Jussara TeixeiraAssessora de Imprensa – (11) 9 5256-6182 / imprensa@anajure.com.br

Angélica BritoInternational Press Officer / press.officer@anajure.org.br – (83) 8758-4988

Wanda Galvão – Secretária Administrativa – (83) 8899-3771 / secretaria@anajure.org.br

Curta a fanpage da ANAJURE e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos

https://www.facebook.com/anajure.oficial?ref=ts&fref=ts

Siga-nos no Twitter: @anajure_oficial

Fonte: Jornal Gospel News

Pr. Silas faz convocação para manifestação em Brasília; participe!

em-entrevista-aa-cnt-pastor-silas-malafaia-afirma-que-a-baiblia-ae-um-livro-de-prosperidade--cb18ae0133cb9149943d268afe6173e5Sob a organização do pastor Silas Malafaia, e vários líderes evangélicos, uma grande manifestação em defesa da família tradicional, da vida, da liberdade de expressão e religiosa acontecerá em Brasília. O evento está programado para o dia 5 de junho, às 15h, em frente ao Congresso Nacional.

Pastor Silas pretende reunir cerca de 100.000 mil pessoas no protesto, para marcar posição contra o casamento gay, o aborto e o Projeto de Lei 122. O evento também contará com a participação de vários líderes evangélicos, além dos cantores Talles Roberto, André Valadão, Aline Barros, Eyshila, Nani Azevedo, David Quinlan, Cassiane, e Bruna Carla.

“Já que estão forçando a barra sobre o casamento gay, vamos a Brasília para dizer que estamos do outro lado. Não é um ato exclusivo para apoiar Marco Feliciano, mas para marcarmos nossa posição. Vamos dar a nossa resposta. Todas as lideranças evangélicas estarão presentes, assim como a bancada evangélica. Vai ter gente de todos os lados do Brasil”, afirmou o pastor.

Video.  Participe e divulgue!

Fonte: Jornal Gospel News

Cristão ganha uma ajudinha para casar

casando em cristoO faturamento do setor de casamentos cresce a cada ano, principalmente em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul, Paraná e Pernambuco, que são os estados onde as pessoas mais casam, respectivamente. Dentro desse cenário, a expectativa nacional do setor é movimentar R$ 16 bilhões em 2013, R$ 4 bilhões a mais que no ano passado, segundo a Associação dos Profissionais, Serviços para Casamento e Eventos Sociais (Abrafesta). E agora, pouco mais de dois meses após ser lançado, o portal especializado em planejamento e organização de casamentos www.CasandoEmCristo.com comprova que o brasileiro voltou a se animar com a proximidade do mês das noivas. Afinal, desde o início do ano, quase 50 mil pessoas já conheceram a ferramenta segmentada. Das milhares de pessoas que acessaram o site, cerca de 30% realizaram um cadastro para preparar o ‘grande dia’.

Mais um lançamento do maior site de relacionamento cristão da América Latina, www.AmorEmCristo.com, que este ano completa uma década, em parceria com o emotion.me, a página totalmente personalizada pelo casal reúne quase 30 opções de serviços como alianças, buffet, decoração, filmagem, fotografia, Dia da Noiva, entre outros itens necessários para festa como as listas de convidados, presentes, além de uma ferramenta diferenciada que possibilita o planejamento e orçamento de cada detalhe. E tudo isso podendo ser compartilhado com amigos no Facebook.

Com a grande expectativa nacional do setor para 2013, desde o início do ano, milhares de pessoas já acessaram o site www.CasandoEmCristo.com, para desbravar os serviços oferecidos, o que justifica a pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2011 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sobre o brasileiro estar mais consciente em relação ao assunto e casando cada vez mais maduro.

De acordo com o CEO do www.AmorEmCristo.com, Carlos Vinícius Buzulin, o resultado não possibilita uma universalização dos atos. “Não podemos generalizar, pois não sabemos o tempo e o plano que Deus tem para cada pessoa”, comenta o responsável pelo único portal dirigido totalmente por evangélicos que atualmente tem cerca de 2,5 milhões de usuários em quase 100 países, com versões em português, inglês e espanhol.

Segundo o site especializado em casamento, a maioria das providencias são tomadas por mulheres de 20 a 30 anos do Rio de Janeiro. “O www.CasandoEmCristo.com é uma ferramenta que facilita toda organização do grande dia, do noivado ao altar, principalmente com as opções de planejamento e orçamento”, afirma o CEO do grupo AmorEmCristo, que possibilita uma busca segmentada por relacionamentos.

O Brasil, cada vez mais, se torna um país de evangélicos. Na última década, o número de protestantes saltou de 15,4%, em 2000, para 22,2%, no ano de 2010, segundo o Censo do IBGE. Os dados da pesquisa ressaltam o novo quadro religioso da sociedade brasileira: 42,3 milhões de pessoas cultuam esta vertente do cristianismo. A capital do Acre, Rio Branco, possui a maior concentração de evangélicos do Brasil, somando 39,54% da população, ou 120,8 mil pessoas.

Por: Marcelo Flaeschen
(21) 9700-1988
Jornalista | Assessor de imprensa
RioPress Assessoria de Imprensa

Fonte: Jornal Gospel News

Vídeo: Entrevista completa Pr. Silas Malafaia no programa ‘SuperPop’

O pastor Silas Malafaia participou na segunda-feira (15) do ‘SuperPop’, da RedeTV!. O programa, sob apresentação de Luciana Gimenez, começou ás 22h30. Onde pelo índice de audiência,  foi explorado todo horário em entrevista com o Pastor. A participação do pastor Silas Malafaia no ‘SuperPop’ foi recheado de polêmicas.
A apresentadora perguntou sobre:
Direito dos homossexuais;
Legalização do Aborto;
Dizimo e Religião (Lei da recompensa);
Frase que marcou a entrevista ” Casamento é homem e mulher, o resto é par”
Veja vídeo abaixo com a entrevista completa:

Fonte: Jornal Gospel News

Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho – Veja o vídeo

videoi-marco-feliciano-participa-do-programa-do-ratinho-d17d1101126e4c07f095f82ea04cfa2d.pngO parlamentar se explicou a respeito das polêmicas e manifestações contrárias ao seu mandato da Comissão de Direitos Humanos.

Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho

O deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP) esteve nesta segunda-feira (15) no Programa do Ratinho, no SBT, comentado sobre as críticas que ele tem recebido por ter assumido a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

O apresentador Carlos Massa tentou entender o que há de tão importante na CDHM para haver tanta confusão em torno dela. “Essa comissão foi usada por quase 18 anos para beneficiar um grupo”, respondeu Feliciano citando o grupo LGBT.

Além de ser questionado pelo apresentador, o deputado também respondeu a perguntas dos internautas e de telespectadores que foram entrevistados pela equipe do Ratinho.

A questão sobre religião e homossexualismo permeou o programa, por diversas vezes Feliciano precisou explicar qual a sua posição sobre este tema e deixou claro que não incentiva o ódio contra homossexuais.

A respeito da sua declaração sobre o continente africano, Feliciano se defendeu dizendo: “Não se pode julgar um homem por 140 caracteres”. Ele lembrou que a frase foi retirada do contexto com a intenção de criminalizá-lo.

Feliciano também comentou que existe uma tendência da mídia para distorcer suas falas a fim de prejudicá-lo. E disse que ele seria mais prejudicial ao grupo LGBT se estivesse no colegiado da Comissão de Direitos Humanos do que como presidente, que é apenas um mediador do grupo.

Assista:

Por Leiliane Roberta Lopes

Fonte: Gospel Prime / Jornal Gospel News

Isso é democracia, diz Joaquim Barbosa sobre o caso Feliciano

Joaquim BarbosaEssa foi a primeira vez que um representante do STF comentou a polêmica em volta da eleição do deputado do PSC ao cargo de presidente da CDHM

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, disse durante sua participação em um evento na Universidade de Brasília (UnB) que a eleição do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minoria é legítima e que as manifestações contra ele fazem parte da democracia.

O presidente do STF foi questionado por uma aluna da UnB sobre a polêmica que já dura mais de 20 dias e disse que a tal pergunta o colocava em uma “saia justa” já que o assunto divide opiniões em todo o país.

Mesmo assim Barbosa deu sua opinião: “O deputado Marco Feliciano foi eleito pelos seus pares para assumir um determinado cargo dentro do Congresso Nacional, na Câmara. Os deputados assim o fizeram porque está prevista regimentalmente essa possibilidade”.

O ministro também comentou sobre os protestos dizendo que “a sociedade tem também o direito de se exprimir, como vem se exprimindo, contrariamente à presença dele neste cargo”. Para Joaquim Barbosa essas ações fazem do Estado Democrático de Direito. “Isso é democracia”, disse ele. Com informações da VEJA.

Por: Leiliane Roberta Lopes

Fonte: Gospel Prime / Jornal Gospel News

Filme “Amoravesso” fala sobre a homossexualidade à luz da Bíblia

O vídeo foi produzido na cidade do Guarujá, litoral paulista, e levou dois anos para ser concluído.

  Filme “Amoravesso” fala sobre a homossexualidade à luz da Bíblia

O grupo Artefé, um movimento cultural cristão da cidade do Guarujá, está lançando o filme “Amoravesso” que fala sobre a homossexualidade a luz da Bíblia, denunciando a intolerância dos movimentos políticos pró-homossexuais a todos os que se posicionam contra a prática.

O projeto Artefé foi criado em 2010 pelo pastor Roberto Lopes da Igreja Assembleia de Deus O Exército com o objetivo de difundir os valores cristãos na sociedade através da arte. O primeiro filme produzido pelo grupo levou dois anos para ficar pronto e estreou na cidade no dia 12 de novembro do ano passado no auditório da Unaerp.

O elenco foi formado por 35 atores da Baixada Santista e contou com apoio de alguns comerciantes locais que tornaram as gravações possíveis. A viabilização desse projeto, o primeiro cinematográfico da cidade, contou com a participação da Film Commission Guarujá com apoio da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Cultura.

Na sinopse de “Amoravesso – A luta por um ideal e a descoberta do verdadeiro amor” encontramos uma discussão filosófica sobre a homossexualidade, o aborto e a pedofilia. A trama narra a história de Carina, uma ativista do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) que passa por um momento de reflexão de suas convicções ao vivenciar experiências inesperadas.

Carina e sua companheira, Luciana, adotaram uma criança de 10 anos que fora abandonada por sua mãe, uma ex-prostituta que decide voltar para sua cidade natal para reaver a menina. A adoção de crianças por casais homossexuais também é tratada neste filme.

“Amoravesso” não foi exibido nos cinemas, sendo lançado apenas através de DVD.

Para saber mais acesse o blog http://amoraoavesso.blogspot.com.

Por Leiliane Roberta Lopes

Fonte: Gospel Prime / Jornal Gospel News