“Evangelicofóbicos estão furiosos”, afirma pastor

IMG_1675Ciro Zibordi comenta críticas a Marco Feliciano
“Evangelicofóbicos estão furiosos”, afirma pastor “Evangelicofóbicos estão furiosos”, afirma pastor
Desde que foi aventada a possibilidade do deputado pastor Marco Feliciano assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara, uma enxurrada de críticas contra ele tomaram conta da mídia brasileira.
Diferentes frases ditas pelo pastor, trechos de vídeo, e inclusive processos que deveriam correr em segredo de justiça foram usados para desabonar a conduta pregressa do parlamentar. Ocorreram inclusive protestos dentro da própria igreja evangélica, que Feliciano acredita representar.
O teólogo, autor e pastor Ciro Zibordi comentou a situação em seu blog neste sábado. Para ele “não foi por acaso que a ficou a cargo dos evangélicos. Deus pode ter permitido isso a fim de impedir que o movimento evangelicofóbico dê continuidade a seus maus intentos”.
Embora reconheça que Feliciano no passado “deixou a desejar como pastor e pregador”, este seria um tempo de os evangélicos orarem por ele e estarem alerta para os planos dos que ele chama de “evangelicofóbicos”. Esse grupo seria “Formado por ativistas LGBTUVWXYZ, juristas, parlamentares e governantes laicistas, além de boa parte da grande mídia… movimento [que] deseja cumprir à risca a agenda liberal. Esta, que é mundial, conta com o apoio de ilustres governantes, como Barack Obama, e abarca a liberação do aborto e a destruição da família segundo o modelo esposado na Bíblia Sagrada”.
Embora lembre das promessas bíblicas, enfatizando que os evangélicos não tem nada a temer, fez uma ressalva, considerando os últimos acontecimentos “querem calar os verdadeiros pregadores do Evangelho. E alguns desses inimigos da Palavra de Deus e dos bons costumes prometem até pegar em armas, se for necessário. Um desses evangelicofóbicos disse que vai lutar para destruir toda a influência do cristianismo sobre a sociedade brasileira”.
Durante muitos anos a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara esteve na mão do Partido dos Trabalhadores. Sua presidência foi para o PSC, partido de Feliciano, após negociações com partidos aliados. Entre suas votações previstas estão questões relativas aos direitos dos homossexuais, o que gerou grande parte do protesto, uma vez que Feliciano é contrário ao casamento gay.
Por: Jarbas Aragão

Fonte: Jornal Gospel News

DITADURA GAY E A COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS

marcofeliciano_posse1Pronunciamento realizado pelo Deputado Pastor Marco Feliciano, na Câmara dos Deputados.  (05/03/2013).
Senhor Presidente,
Senhoras e Senhores Deputados.
Uso desta tribuna para agradecer nesta oportunidade a confiança depositada em mim pelos Deputados do meu Partido, que por unanimidade me indicaram como Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias desta Casa. Sinto- me honrado, e ao mesmo tempo cônscio da responsabilidade que me foi confiada, pois, a frente desta Comissão terei que agir como Magistrado, colocando o bem estar público em primeiro lugar. Aproveito o ensejo para agradecer ao Presidente do meu partido, Pastor Everaldo Pereira.
Dias atrás o Deputado Gabriel Chalita, PMDB-SP, foi indicado para o Ministério da Ciência e Tecnologia, o que gerou protestos de alguns da comunidade cientifica, pelo simples fato dele ser CATÓLICO PRATICANTE, e por isto teve seu nome vetado. Agora é a vez de um PASTOR EVANGÉLICO ser vetado para a Comissão de Direitos Humanos (CDHM). Perseguição Religiosa?
A CDHM, pela proporcionalidade entre partidos, ficou com meu partido, o PSC, e militantes da comunidade GLBTT, divulgaram em suas mídias sociais que o meu nome seria um forte candidato a sua presidência. O resultado da possível indicação do meu nome gerou um furacão de manifestações dissimuladas pela internet, gerando reportagens. Algumas me acusaram de ser racista e homofóbico.
Tudo teve inicio quando há algum tempo postei nas mídias sociais uma citação Bíblica que ensina que Noé lançou uma maldição sobre seu filho, que em seguida foi para o continente Africano, mas que também essa maldição foi quebrada com o advento de Jesus que derramou seu sangue para nos salvar.     Não citei a palavra negro, pois entendemos que se tratava de um povo de uma região independente da cor da pele. Sou Pastor que prego para pessoas de todas as etnias e nunca, nem antes, nem depois desse episódio meu nome fora citado nesse assunto, inclusive porque corre em minhas veias sangue negro também. Amo o continente africano. Sou querido pelo povo Angolano, fiz trabalhos por lá a convite de pessoas influentes no país e estimulei a fé em seus jovens.
Sobre homossexuais minha posição é mais tolerante que se possa imaginar, como cristão aprendi no Evangelho, que somos todos criaturas de Deus, portanto nunca me dirigi a nenhum grupo de pessoas com desrespeito, apenas ensino o que aprendi na Bíblia, que não aprova a relação sexual nem o casamento entre duas pessoas do mesmo sexo. Fora isso a salvação esta ao alcance de todos, essa é a minha fé, só prego o amor e o perdão. No entanto esses militantes LGBTT. rotulam de homofóbico qualquer pessoa que discordar das suas posições acusando deforma genérica de incitador à violência o que qualquer pessoa isenta sabe que não é verdade, mas jogado ao vento essa mentira causa estragos à imagem do acusado perante a opinião publica.
Pergunte ao grande jornalista Guzzo, da VEJA o que ele sofreu por expor sua opinião com intelecto e imparcialidade. Vivemos uma Ditadura Gay.
Voltando ao assunto da CDHM, no ano passado tentei participar de um seminário produzido pela CDHM, presidido pelo deputado Jean Willis, cujo tema era: DIVERSIDADE SEXUAL NA PRIMEIRA INFANCIA. Apavorei-me com o tema. Fui recebido com palavrões pelos militantes LGBTT. Foi me dado 1 minuto pra falar, mas não consegui a militância não permitiu. Foi desesperador ouvir dos que ali estavam representantes de autarquias importantes, dizerem que se um menino na creche, na hora do banho, quiser tocar o órgão genital de outro menino, não poderia ser impedido. Afinal, segundo eles, criança não nasce homem nem mulher e sim GÊNERO e se descobre com o tempo e se forem impedidos na primeira infância sabe-se lá o que pode acontecer com esta criança no futuro.  A fúria deles é por saber que questiono suas pretensões, defendo a constituição federal que para aprovar suas lutas (LGBTT), precisa sofrer alterações. Não se pode tratar naquela comissão apenas estes assuntos, é preciso isonomia. Outros grupos precisam de igual atenção, mas não são apadrinhados por instituições estrangeiras que os auxiliam financiando suas causas, como a comunidade LGBTT..
Existem assuntos que caíram no esquecimento. Os brasileiros que estão aprisionados de maneira sub-humana em diversos países como imigrantes ilegais? A demarcação das terras dos quilombolas, o atendimento as famílias dos autistas, os portadores de necessidades especiais, os índios, os tráficos de mulheres, órgãos? Não basta aprovar leis, é preciso saber se estão sendo respeitadas. Por que a CDHM não questiona o executivo sobre manter relações comerciais com um país que condena a morte pessoas por sua opção religiosa ou sexual, como o Irã? No ano passado trabalhei por um condenado a morte, Yousef Nardakani. Fui à tribuna da Casa, ao Itamarati, fui ao Cônsul Iraniano, e graças a Deus conseguimos que Yousef saísse do corredor da morte.
Essa Comissão é muito mais importante que essas discussões rasas, finalizo, pedindo a Deus sabedoria para levar adiante tão honrosa missão.
Muito Obrigado!
Pr. Marco Feliciano
Deputado Federal PSC-SP

Por: Bauer
Assessor Dep. Federal Pr Marco Feliciano

Fonte: Jornal Gospel News

No mês das mulheres, Graça Editorial lança livro que ensina a conviver com a TPM e a menopausa

Mochup_a-flor-da-peleCom exemplos reais, Dr. J. Ron Eaker explica a relação dos temas com a Bíblia e estimula as mulheres a fazerem suas escolhas para um estilo de vida saudável
A TPM e a menopausa são alguns dos momentos mais desconfortáveis para uma mulher. Essas fases, no entanto, podem deixar de ser um pesadelo para se tornar motivo de celebração. Isso é o que o Dr. J. Ron Eaker explica no livro À flor da pele – Espante a irritação “daqueles dias” e aprenda a conviver com a TPM e a menopausa.
A obra, anteriormente intitulada Benditos Hormônios, está sendo relançada pela Graça Editorial, em celebração ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. Além de novo título e identidade visual reformulada, o livro apresenta um conteúdo ampliado, o que torna a leitura ainda mais agradável e explicativa para a mulher de hoje.
“Há muito tempo, compreendi que o melhor Guia para a vida é a Bíblia. É o Manual do usuário que podemos aplicar desde o nosso nascimento até a morte. Entendi esse conceito perfeitamente, mas fui lento em traduzir isso para a maneira de cuidar de minhas pacientes. Enquanto preparava uma palestra sobre o poder de cura da oração, uma antiga informação de um seminário que eu havia assistido sobre menopausa veio à minha memória de alguma maneira (algumas pessoas dizem que a coincidência é só o jeito de Deus permanecer anônimo). O Senhor é Deus de cura, e eu lidava com incontáveis mulheres que precisavam da cura da mente, do corpo e do espírito. Que combinação! Estou convencido de que é a única maneira de todas as peças se encaixarem”, explica o Dr. Eaker.
Na literatura, são apresentados fatos, exemplos reais, sabedoria bíblica, desafios e recursos para estimular as mulheres a fazerem suas escolhas para um estilo de vida saudável. Deus graciosamente concedeu a cada uma as ferramentas para controlar seus pensamentos e sentimentos, e o Dr. Eaker ilustra como os sintomas físicos podem ser vencidos com o uso de hormônios, ervas, vitaminas, dieta e oração.
Alguns dos assuntos de destaque são: o plano de Deus para o controle do estresse; como prevenir a osteoporose; alimentos saudáveis e ervas curativas; o poder da oração de cura; opções para o tratamento da depressão e ansiedade; a novidade sobre os hormônios; uma solução garantida para os fogachos, usando alternativas naturais, e como 30 minutos diários de exercícios físicos podem ser uma fonte de juventude.
Sobre o autor
O Dr. J. Ron Eaker é um médico obstetra e ginecologista credenciado, com vasta experiência trabalhando com TPM e menopausa. Há muito tempo, tem sido um advogado da educação da saúde das mulheres, ministrando palestras a numerosos grupos tanto em seu país como em outras nações. Além disso, tem participado de programas de televisão e rádio.
Por meio de sua empresa, a Healing Triad Talks [Palestras sobre a Tríade da Cura], ele e sua esposa, Susan, ensinam em seminários a respeito de cura e oração, bem como sobre abordagens complementares para a saúde.
Por: Alessandra Lemos
Comunicação Graça Editorial

Fonte: Jornal Gospel News

Diretor da ANAJURE participa de debate sobre Liberdade Religiosa na Faculdade de Direiro da Universidade Mackenzie

anajureEvento promovido por Centro Acadêmico é marcado por clima hostil às opiniões do Dr. Guilherme Schelb contrárias à agenda gay.
Em respeito à liberdade de expressão e ao livre debate de ideias, aconteceu na Universidade Presbiteriana Mackenzie um debate com o deputado federal Jean Wyllys e o diretor honorário da Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE e Procurador Regional da República, Dr. Guilherme Schelb, com o tema “Liberdade Religiosa e Diversidade Sexual: Um casamento possível?”.
O debate fez parte de um amplo painel de temas políticos e econômicos dentro da I Semana Política “Jorge Americano”, organizada pela Faculdade de Direito da Mackenzie e promovida pelo Centro Acadêmico João Mendes, que incluiu temas como reforma política, panorama econômico atual, políticas de meio ambiente, entre outros. O Deputado Federal foi convidado especialmente pelo Centro Acadêmico. O Procurador da República foi convidado, ainda que de última hora, para exatamente fazer o contraponto e promover o debate de ideias.
Nas discussões, o Dr. Schelb abordou aspectos jurídicos a respeito da criminalização de opiniões e manifestações de pensamentos contrários ao movimento gay, questões contempladas pelo PLC 122/2006, mostrando cabalmente o aspecto inconstitucional e autoritário da proposição. Além disso, falou sobre o material conhecido como kit gay, que contem aspectos que promovem a erotização da infância, uma das bandeiras do movimento LGBT que é veementemente combatida pela ANAJURE.
Apesar do jurista – que atua no Ministério Público Federal e é um dos Procuradores da República mais respeitados do país – ter sido aberto ao debate equilibrado de idéias, enfrentou franca oposição, não só de argumentos, mas também de vaias em alguns momentos.  Apesar disso, o Dr. Guilherme Schelb manteve-se coerente com os princípios da ANAJURE que inclui a liberdade de expressão irrestrita mesmo àqueles que pensam contrários a associação, suas bandeiras programáticas e ao movimento evangélico em geral.
“Temos que respeitar as pessoas que têm idéias contrárias às nossas. Criminalizar opiniões contrárias – como querem o movimento gay e o PL 122 – só encontra respaldo histórico no direito nazista alemão. Não podemos aceitar a intolerância, ainda que para defender minorias. Como cristãos, agimos diferente: combatemos o pecado com vigor, mas respeitamos o indivíduo e sua dignidade humana (Gl 3,28), independente do que se faça ou fale“.
O presidente da ANAJURE, Dr. Uziel Santana, ressaltou o livre debate de ideias e a oportunidade que o segmento evangélico teve, através da ANAJURE, de contrapor pontos importantes da agenda gay – como é o caso do PL 122/2006 e da erotização infantil – de um modo equilibrado, respeitoso e sem ceder a provocações.
“A ANAJURE, através do Dr. Guilherme Schelb, deixou claro ao movimento gay que os respeita como movimento político, mas que combate veementemente algumas de suas propostas, como é o caso do PL 122 e da recente tentativa de implantar políticas educacionais e culturais de erotização infantil”.
A respeito do debate ter ocorrido numa universidade cristã, é preciso lembrar – ainda que seja óbvio – que a presença do Deputado e o debate do assunto não significam o apoio ou concordância da direção da universidade à agenda LGBT, uma vez que o evento foi organizado e promovido por um de seus muitos diretórios acadêmicos. Ao mesmo tempo, é preciso lembrar que uma das características da universidade, desde a idade média, é a possibilidade de se discutir todos os temas sociais.
A posição da ANAJURE, neste sentido, é a de sempre participar das esferas acadêmica, pública e comum, de modo a deixar clara qual a posição cristã, sem que isso signifique a imposição autoritária da nossa cosmovisão, como é o caso de certos segmentos e movimentos sociais.
Sobre a ANAJURE
A Associação Nacional dos Juristas Evangélicos – ANAJURE foi fundada com a missão de constituir-se uma entidade de promoção e defesa das Liberdades Civis Fundamentais – em especial a liberdade religiosa e de expressão. Empenhada na defesa dos deveres e direitos humanos fundamentais, em especial o princípio da dignidade da pessoa humana, sua atuação está pautada nos pilares do Cristianismo e do Estado Democrático de Direito.
Em seu corpo diretivo constam nomes do mais alto gabarito da cena jurídica nacional. Cada região brasileira está representada por meio de juristas, procuradores, juízes e desembargadores, entre outros, que integram o Conselho Diretivo e Consultivo da associação.
Com domicílio na cidade de Campina Grande, Paraíba, possui seu escritório de representação em Brasília – DF.
Por: Jussara Teixeira
Assessoria de Imprensa

Fonte: Jornal Gospel News

Grupo Defensores de Cristo é acusado de recrutar mulheres e explorá-las sexualmente

56923_N_31-01-13-9-54-03Grupo Defensores de Cristo é acusado de recrutar mulheres e explorá-las sexualmente; operação da Polícia Federal prendeu 14 estrangeiros, entre eles brasileiros.
Autoridades mexicanas disseram ter acabado com um culto que supostamente administrava uma operação de escravidão sexual entre seus seguidores na fronteira com os Estados Unidos.
O grupo “Defensores de Cristo” supostamente recrutava mulheres para manterem relações sexuais com um espanhol que alegava ser a reencarnação de Cristo, de acordo com um funcionário de um grupo de defesa das vítimas, que falou sob condição de anonimato por não estar autorizado a falar publicamente sobre o caso.
Suas seguidoras foram submetidas a trabalho forçado ou serviços sexuais, incluindo prostituição, de acordo com o Instituto Nacional de Imigração que disse ter aberto um processo contra o culto há mais de um ano.
A Polícia Federal, agentes de Imigração Nacional do México e promotores do instituto invadiram uma casa perto de Nuevo Laredo no fim de janeiro e encontrou membros da seita, incluindo crianças, vivendo em péssimas condições, de acordo com uma autoridade do instituto.
Em um comunicado, o instituto disse que 14 estrangeiros foram detidos na operação e entregues ao Ministério Público, pendentes de possíveis acusações. Entre os detidos estavam seis espanhóis e brasileiros, bolivianos e venezuelanos. Uma argentino e um equatoriano também foram detidos.O Ministério das Relações Exteriores da Espanha confirmou que cidadãos espanhóis estavam entre os detidos.
Segundo o instituto, 10 mexicanos também foram encontrados na casa, principalmente mulheres, que estão, provavelmente, entre as vítimas do culto.
A Procuradoria Geral da República disse que a investigação ainda está decidindo o tipo de acusação que será formulada a partir do caso, se houver alguma. Dada a lealdade que foi construída ao longo dos anos, os promotores ainda estavam tentando descobrir quais dos detidos poderão ser considerados vítimas e quais seriam os responsáveis pelo abuso.
A declaração do instituto disse que os líderes da seita obrigavam os membros a pagarem o “dízimo”, com dinheiro ou trabalho forçado. O instituto disse em um comunicado que os Defensores de Cristo eram liderados pelo cidadão venezuelano José Arenas Losanger Segovia.
Mas segundo o site da seita, o líder era o espanhol Ignacio Gonzalez de Arriba. Ele se estabeleceu no México há cerca de três anos, depois de ter vivido uma temporada no Brasil e em outras partes da América do Sul, segundo informou Myrna Garcia, ativista da Rede de Apoio às Vítimas de cultos que já trabalhou com vítimas dos Defensores de Cristo.
Ele começou a oferecer cursos de “bio-programação”, uma prática esotérica que busca com que os praticantes “reprogramem” o cérebro para eliminar a dor, o sofrimento e ansiedade, segundo o Instituto.
Tanto Gonzalez de Arriba quanto Losanger Segovia não foram encontrados para comentar. Um número listado em uma propaganda para cursos de “bio-programação” foi desligado. Não ficou claro se eles estavam entre os detidos.
O culto prosperou em uma região do México, que é rigidamente controlada pelo cartel de drogas Zetas. O Departamento do Interior disse que os defensores do Cristo não haviam se registrado como um grupo religioso, conforme exigido pela lei mexicana. Garcia disse que células do culto ainda podem estar ativas no Peru e na Argentina.

Fonte: Noticias Cristas / Jornal Gospel News

Entrevista completa com Pr. Silas Malafaia em de frente com Gabi

400021-630x495Na noite deste domingo (3) foi ao ar o programa ‘De Frente com Gabi’, uma conversa franca e aberta entre a jornalista Marília Gabriela e o pastor Silas Malafaia, líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo.
Sempre polêmico, o pastor condenou abertamente o homossexualismo e a tentativa de ridicularizar os pastores em relação a finanças. Ele também negou os dados veiculados pela revista Forbes sobre sua renda e mostrou a declaração de Imposto de Renda provando que seu patrimônio é de R$4 milhões.
O debate teve três blocos com assuntos distintos e gerou muitos comentários nas redes sociais. Enquanto o programa era exibido, a hashtag #MalafaiaDeFrenteComGabi liderou os Top Trending do Twitter.
Outras duas palavras que também entraram no Top 10 dos assuntos mais comentados do Twitter foram: “Silas Malafaia” e “Marília Gabriela”.
Nesta segunda-feira (4) a produção do “De Frente Com Gabi” informou que este programa superou todas as marcas anteriores, sendo o mais assistido em toda história da atração.
Pr. Silas comenta:
Quero ser bem sucinto.
Obrigado pelo apoio de todos e pela oração. Tenho convicção que minha ida ao programa da Gabi tem haver não comigo, mas sim com o povo de Deus que durante muito tempo sempre foi motivo de deboche, preconceito, e zombaria de grande parte da imprensa. Como Deus sempre usa alguém, na verdade é como se todo o povo evangélico estivesse ali debatendo com a Gabi.
O produtor do “De Frente Com Gabi” nos informou que este foi o programa de maior audiência em toda a história. Batemos o recorde! A Deus seja a honra e a glória!
Creio que apesar das minhas limitações, e nem tudo respondemos de maneira 100% como devia, tenho convicção que o evangelho não foi envergonhado, e o mais importante: Deus foi glorificado! Que venham outros!
Assista a entrevista e deixe o seu comentário:

Fonte: Verdade Gospel / Jornal Gospel News

Pastor Nill ex-Dominó critica Big Brother: “Onde está o respeito pela dignidade humana?”

pafsastor-Nill-ex-domino “Essa cena me constrange”. Assim começou relatando o pastor Nill, conhecido por participar nos anos 80 do grupo Dominó. Ele criticou  em seu blog o programa Big Brother Brasil 2013 por seu formato e seus integrantes. O ex-Dominó questionou sobre o objetivo das pessoas que aceitam ficar enclausuradas numa casa de vidro dentro de um shopping.
“Pessoas confinadas em uma caixa de vidro colocada dentro de um shopping center, para que mesmo? Pessoas se aglomerando para ver o que se passa dentro de uma caixa com seres humanos, por que mesmo?” criticou Nill.
Nill comparou os participantes do Big Brother a animais. “Ah, eles estão sendo expostos como animais em um pet shop porque desejam conseguir uma carreira de sucesso na TV, querem ficar ricos e famosos! Os outros estão observando para ver quem ficará rico e famoso!”
Pastor Nill já fez parte do grupo Dominó.
Para os leitores, ele deixou ainda uma passagem bíblica que, segundo ele, sintetiza essa atitude: “Os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é raiz de todos os males (1 Timóteo 6:9-10).”
O ex-Dominó, finalmente alerta que os participantes estão sendo enganados por sua cobiça e, consequentemente, estão trilhando um caminho que não lhes trará algo de bom.

Fonte: Folha Gospel/ Pátio Gospel Noticias / Jornal Gospel News

50 tons de esperar em Deus

Deus-nao-se-atrasa-A-gente-e-que-nao-sabe-esperarFifty Shades of Grey (br Cinquenta Tons de Cinza) é um romance erótico bestseller da autora britânica Erika Leonard James publicado em 2011. O primeiro livro de uma trilogia vendeu mais de 10 milhões de livros nas seis primeiras semanas.
Cinquenta Tons de Cinza é o enredo de uma virgem de 21 anos na Faculdade de Literatura que, após entrevistar Christian Grey para o jornal da faculdade, passa a ter um relacionamento com um magnata e se torna escrava sexual de Grey.
Resolvi escrever um artigo contando 50 pontos para aqueles que esperam em Deus. Ao contrário do Livro, não é um conto ou fantasia. Mas a história verdadeira de quem descobriu que liberdade é não ser escravo de seus próprios prazeres e uma pessoa livre é a que tem o poder de dizer “Não!” para tudo aquilo que nos faz mal. Liberdade não faz escravos.
Que estas palavras fortaleça sua decisão e edifique na sua jornada com Deus:
1.       Tudo chega com o tempo, para quem sabe esperar.
2.       O que vale a pena possuir, vale a pena esperar.
3.       Vale a pena esperar por algo que se terá a vida inteira.
4.       Não espere sentado. Espere de joelhos.
5.       No tempo errado é impossível algo dar certo.
6.       A pressa é inimiga do coração.
7.       A questão não é “o que” esperar, e sim “em quem”. Eu Escolhi Esperar em DEUS.
8.       Deus vai dar aquilo que é melhor para você. Mas necessariamente não quer dizer que é aquilo que você quer.
9.       Esperar com um propósito não é perda, é ganho.
10.   Esperar em Deus é confiar sem reservas.
11.   Nenhuma espera é longa e nenhum caminho é distante, quando você sabe com quem vai encontrar-se.
12.   A ansiedade é a evidência de um coração que ainda não aprendeu a descansar na soberania de Deus.
13.   Quantas vezes nós perdemos as bênçãos de Deus porque elas não estão empacotadas como esperamos?
14.   O coração diz o que é melhor pra você agora, Deus diz o que vai ser o melhor pra você o resto da vida!
15.   Eu escolhi esperar não para ter um final feliz, mas a história inteira.
16.   Está demorando? É porque você ainda não chegou no nível que Deus quer te levar.
17.   Se não vale a pena esperar por aquilo que você orou, então não vale a pena pedir.
18.   Quem não está pronto pra esperar a pessoa certa também não está pronto pra tê-la.
19.   Ilusão pensar que esperar é fácil. Mais ilusão ainda é pensar que não vale a pena
20.   O que importa não é a velocidade em que você caminha, e sim a distância que você percorre.
21.   Se o passo que você der não desafiar a sua razão, não será um passo de fé.
22.   Esperar em Deus não é uma ilusão. Ilusão é achar que você pode viver sem Ele.
23.   Esperar não é perder tempo, é ter a certeza que há um tempo certo pra tudo.
24.   Os que esperam precisam fazer do tempo um aliado e não inimigo.
25.   Deus nunca chega atrasado, nós é que não sabemos esperar.
26.   Não adianta seu corpo esperar se seu coração tem pressa!
27.   Uma das grandes desvantagens de termos pressa é o tempo que nos faz perder.
28.   Sua ansiedade não tira a tristeza do seu amanhã, mas rouba sua força no dia de hoje.
29.   Desesperar-se não resolve o problema, aumenta-o.
30.   A coisa certa, na hora errada, se torna a coisa errada.
31.   A impaciência e a ansiedade estão associadas e nos tiram do lugar de onde jamais deveríamos ter saído.
32.   A ansiedade pode roubar dias de vida, nunca acrescentar.
33.   Tome cuidado para não perder o melhor de Deus por ficar esperando o melhor do seu jeito.
34.   Não adianta colocar as suas inquietudes no altar de Deus se não é capaz de esperar o tempo certo de sua resposta.
35.   Aquele que espera pode dormir tranquilo porque não corre o risco de brincar com o sentimento alheio e nem ferir os seus
36.   No processo da espera, uma vitória só não basta.
37.   Seu foco não é a espera. Seu foco precisa ser seu relacionamento com Jesus.
38.   Esperar em Deus não é só ato de amor, mas também um passo de fé.
39.   Não acredite na mentira que pelo fato de esperar pelo tempo certo, você está perdendo tempo. Daqui alguns anos, você verá qto tempo ganhou
40.   Não se frustre caso a resposta de Deus hoje tenha sido “não”. Isso revela que Ele tem algo melhor a seu respeito amanhã.
41.   Quem espera em Deus não está parado. Só não percebeu ainda o quanto já caminhou, mas sabe para onde está indo.
42.   A espera só parece longa quando não sabemos o valor daquilo pelo qual perseveramos.
43.   Quando você finalmente encontrar quem você espera, você vai perceber o quanto valeu a pena ter esperado por ela.
44.   Se você espera o melhor de Deus para você então, por favor, seja o melhor de Deus para a vida de quem também te espera.
45.   Escolha seu futuro cônjuge devagar e bem, pois é o único parente que você pode ESCOLHER.
46.   Quando somos novos queremos fazer tudo correndo. Os mais experientes já aprenderam que andando também chegam no mesmo lugar.
47.   De que adianta correr se você está no caminho errado?
48.   Não esperes esperando: espera vivendo, cada segundo na presença do Criador
49.   Se for para Deus. Se for por Deus. Se for com Deus. Tudo vale a pena. Inclusive a espera.
50.   Não vou dizer que é fácil e que nunca deu vontade de desistir, mas vale muito mais a pena continuar.
Por: Nelson Junior

Fonte: Guiame / Jornal Gospel News

Jovens que aderiram ao “Escolhi Esperar” são destaque em jornal da Rede Globo

Geração Escolhi EsperarUma matéria produzida pelo ESTV, programa jornalístico da Rede Globo no Espírito Santo, teve como destaque um evento promovido pelo movimento Escolhi Esperar. Liderado pelo pastor Nelson Junior, o Escolhi Esperar tem como sua principal bandeira a prática sexual apenas depois do casamento.
Na reportagem, a jornalista Tati Braga apresenta vários casais que tomaram a decisão de, seguindo os ensinamentos bíblicos, só se relacionarem sexualmente depois do casamento. A ideia defendida pelos jovens é apresentada pela repórter como algo “fora dos padrões normais dos dias de hoje”.
A motivação da reportagem foi um encontro promovido no estado pelo líder do movimento, Nelson Junior, que trabalho com um ministério que, segundo ele, serve de apoio para os jovens que decidem ir contra o que é comum, e seguem os ensinamentos da Bíblia acerca do sexo depois do casamento.
Clique aqui para assistir a reportagem no site da Rede Globo.
Por Dan Martins

Fonte: Gospel+/Jornal Gospel News

Ministério voltado à recuperação de casais relata conquistas ao longo de 2012: “Um casamento salvo a cada seis minutos”

Focus on the familySe em 2012 um cristão foi morto a cada cinco minutos devido à perseguição religiosa mundo afora, o ministério Focus On The Family (FOTF) – em tradução livre, Foco na Família – contribuiu com inúmeros casais ajudando-os a permanecerem juntos.
Segundo relato divulgado pelo próprio FOTF, um casamento a cada seis minutos foi restaurado através das iniciativas realizadas pelo ministério.
O vice-presidente do FOTF John Fuller declarou, em entrevista ao Christian Post, que a separação em alguns momentos, é uma tentação: “O estado de casamento é difícil, e eu não sei de nenhum cristão que não são atraídos pelo divórcio, de alguma forma ou de outra”.
Porém ele afirma que há motivos de esperança e fontes de inspiração: “Para cada casamento à beira da falência, sei que há um que alcançou 40, 50, 60 anos de fidelidade, o que tem tudo a ver com a união”.
John Fuller é apresentador do programa de rádio que é transmitido diariamente desde 1977 pelo FOTF. Ele divide os microfones com Jim Daily, com quem recebeu o título de “Programa de Rádio do Ano 2012”, da National Religious Broadcasters, uma associação de mídia do segmento.
-O que fazemos na transmissão é tentar chegar… A transmissão em particular, tem grande impacto emocional sobre as pessoas. O que tentamos dizer a eles é: se você não tem a quem recorrer, se você não tem um pastor ou amigo de confiança que você se sinta confortável em confiar ou falar sobre alguns passos para chegar onde você precisa estar, faça-nos uma ligação – revela Fuller.
Por: Tiago Chagas

Fonte: Gospel+ / Jornal Gospel News