Sula Miranda visita Fundação Casa e fala sobre seu testemunho

Durante a visita os jovens também receberam palestras sobre a prevenção das drogas. Noticias Gospel Brasil – Sula Miranda visita Fundação Casa e fala sobre seu testemunho WIDTH=
A fundação é responsável pela recuperação de jovens infratores no Estado de São Paulo
A cantora gospel Sula Miranda esteve no dia 26 de junho visitando a Fundação Casa de Franco da Rocha contando aos jovens que cumprem ali medidas socioeducativas. A visita foi agendada pelo coordenador de evangelização na Fundação, o pastor Geraldo Vilhena, da Igreja Universal do Reino de Deus que também estava presente.
Sula contou como venceu a doença da qual foi desenganada por 40 médicos. “Tive um grave problema na laringe, ela havia ficado muito estreita. Por conta disso, os médicos disseram que mesmo fazendo cirurgia, não poderia mais falar nem cantar”, relembrou.
Com esse diagnóstico ela passou a buscar a Deus e usar a sua fé, e depois da cirurgia ela voltou a falar e a cantar. “Hoje, posso testemunhar o que Deus fez na minha vida,” disse ela que cantou algumas canções aos internos.
Durante a visita os jovens também receberam palestras sobre a prevenção das drogas. Voluntários e ex-dependentes químicos, que foram libertos das drogas por meio da fé, apresentaram aos jovens uma palestra sobre as consequências negativas dos vícios e relataram como alcançaram a libertação.

Fonte: Arca Universal / Jornal Gospel News

Aos 92 anos Adelina Souza leu a Bíblia 208 vezes. Sede pela Palavra de Deus começou há 50 anos quando ela herdou uma Bíblia do sogro

Adelina Souza dos Santos, moradora de Niterói (RJ), é um exemplo vivo de fé e amor pela Palavra de Deus. Aos 92 anos, sem poder mais frequentar a igreja devido a dificuldades de locomoção, ela está lendo em casa o conteúdo integral da Bíblia pela 208ª vez. Mais do que um recorde, a marca é digna de nota por simbolizar superação, devoção e reverência ao Livro Sagrado, além de servir de inspiração aos cristãos mais jovens.
Com a saúde frágil, ela já sofreu quatro AVCs (Acidente Vascular Cerebral) e usa aparelho auditivo, Adelina continua lúcida e cheia de disposição para reler as Escrituras Sagradas. Sua dedicação já foi reconhecida por diversas vezes pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) que já lhe agraciou com vários certificados do programa de leitura bíblica em um ano. Nos últimos anos, ela tem se superado e lido toda a Bíblia num tempo ainda menor, entre seis e oito meses.
Seguindo um ritual diário, Adelina realiza a leitura bíblica com muito afinco: Faz orações, copia e memoriza versículos e lê a Bíblia de 7 a 8 horas por dia. Com cinco filhos, quatro netos e um bisneto, a matriarca criou a família na fé cristã. Ela sempre procura transmitir a amigos e parentes as mensagens bíblicas lidas. “Minha mãe faz o chamado reforço espiritual, selecionando e escrevendo várias passagens da Bíblia para cada pessoa da família”, conta a filha Adeísa dos Santos.
A sede pela Palavra de Deus começou há cerca de 50 anos, quando Adelina herdou uma Bíblia do sogro. “Foi o testemunho de fé do meu sogro que me motivou a ler a Bíblia inteira”, relembra. “Cada vez que leio, sinto me aproximar mais de Deus. Tenho o conhecimento do poder divino e de sua misericórdia com as pessoas”, testemunha.
Mesmo diante da vasta quantidade de leituras que já fez, ela não tem o texto bíblico de cor e salteado na cabeça, como muitos pensam. No entanto, possui na ponta da língua pelo menos alguns versículos de cada um dos 66 livros da Bíblia. “É impossível gravar a Bíblia inteira. A Palavra do Senhor cada hora tem algo novo para ensinar”, relata.
Para quem não leu as Escrituras Sagradas por inteiro, Adelina incentiva. “As pessoas precisam conhecer o amor de Deus para com a humanidade. Esse é o caminho da verdade e da vida.” A fiel leitora já traçou nova meta: a leitura de toda a Bíblia até a ducentésima décima (210ª) vez. Assim, ela acredita que terá cumprido sua missão com Deus.

Fonte: SBB / Jornal Gospel News

DOS BAILES FUNK’S PARA AS IGREJAS. EX. MC DA FURACÃO 2000

Satrianny, ex  mc da Furacão 2000, hoje é conhecido como:
LC SATRIANNY
O 1º Lc do Brasil, que significa: Levita de Cristo, à 4 anos me converti ao evangelho, e a 2 anos gravei meu primeiro CD de Funk Gospel, com a participação, da Mc. Michele ex. vocalista do grupo de funk Bola de Fogo e as foguentas (atoladinha) que também se converteu, e a participação do Rodrigo Maneiro.
Hoje as apresentações acontecem em lugares variados, como igrejas, comunidades, praças, trio elétrico, etc. minha ultima apresentação aconteceu no ultimo Sábado dia 19 de fevereiro, que foi um marco, pela primeira vez um cantor de Funk subiu ao altar da Igreja Mundial do poder de Deus na Sede Nacional do Rio de Janeiro, onde reuniu-se mais de 2 mil jovens.
VERDADEIRAMENTE O FUNK GOSPEL É O VERDADEIRO FUNK DO BEM, e o mais novo resultado desse nosso trabalho e o Mc Vaguinho ex. vocalista dos Caçadores, da musica dona Gigi, conhecido em todo Brasil, que já cantou, no programa da Xuxa, Faustão, Gugu, e até pra mais de 2 milhoes de pessoas na virada do ano em Copacabana, através de um trabalho evangelistico, Hoje vaguinho abandonou o Funk secular e está me acompanhando nos eventos onde conta seu testemunho de vida.
Por: LC SATRIANNY

Fonte:  Jornal Gospel News

Ex-Globeleza Valéria Valenssa: ´Não consigo me imaginar distante da presença de Deus

Hoje, aos 39 anos, a ex-globeleza carrega outro título: serva de Deus
Ela se chama Valéria Conceição dos Santos Donner, mas tornou-se conhecida como Valéria Valenssa ou “a ex-globeleza”. Hoje, aos 39 anos, a mulata carrega outro título: serva de Deus.
Casada á 18 anos com o famoso designer gráfico Hans Donner, atualmente trabalha com ele na administração e coordenaçhão de suas palestras ministradas dentro e fora do Brasil, e se dedica aos filhos João Henrique e José Gabriel Donner.
Valéria é evangélica desde 2004, ano em que viveu um período difícil ao ser dispensada pela Globo depois de 15 anos como símbolo do carnaval na emissora. Ela conheceu o amor e a verdadeira felicidade em Jesus, e afirma que não se imagina mais distante de Cristo.
Como aconteceu a sua saída da TV Globo?
Depois que nasceram os filhos a Globo decidiu escolher outra mulata.
O que mudou em sua vida após essa fase?
Tudo.  Primeiro porque pensava que estava preparada para enfrentar qualquer coisa, o que não era verdade. Pensava também que eu era insubstituível, e ninguém é.  Naquele momento não esperava ser dispensada. Aprendi que o homem te coloca num pedestal e o próprio homem te tira dele. Mas com Deus tenho aprendido a andar nas alturas, conforme está escrito em Habacuque 3:19.
Como e quando você se converteu a Jesus Cristo?
Nessa fase em que a Globo me demitiu, em 2004. Um dia estava em casa muito angustiada e triste. Lembrei de um convite que havia recebido algumas vezes, tratava-se de uma reunião de oração feita por funcionários da Globo, às segundas-feiras, no horário de almoço. Resolvi aceitá-lo e lá tive um encontro com o Senhor Jesus Cristo.
Conte seu testemunho.
Sempre fui uma pessoa religiosa e tinha muita fé em Deus, mas não o conhecia.
Quando a Globo me chamou para uma reunião e disse: “hoje você não é mais”, o mundo caiu ali pra mim. Fiz loucuras, coisas que hoje não faria. Eu estava 10 quilos acima do peso. Fiz plástica num período curto de dois meses, perdi 12 quilos. Meu filho tinha oito meses de idade. Virei escrava daquela situação, para provar para o homem que eu poderia alguma coisa. Eu esperei do homem ajuda.
Quando passei por esse momento delicado, cheguei a ficar deprimida, mas foi aí que Deus se revelou para mim e entrou de verdade em meu coração, transformando toda a minha vida. Não consigo me imaginar distante da presença de Deus.
Percebo que minha história é marcada por muitos milagres. Hoje faço questão de testemunhar que sirvo a Deus. Isso está muito nítido na minha vida.
Tenho visto o mover do Senhor. Estou caminhando há sete anos, com muita oração e pedindo muita sabedoria. Tenho dado testemunho em várias igrejas sobre a minha mudança de vida.
O seu marido, Hans Donner, também é?
Ainda não, mas não abro mão da minha promessa em Josué 24:15 “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor”. Ele tem visto o mover de Deus em minha vida.
Você é mãe. Costuma levar seus filhos a igreja? Já falou de Jesus para eles?
Sim, sempre. A Bíblia nos ensina  em Provérbios 22:6 “Instrui o menino o caminho que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele”.
Ser evangélica fez você diminuir a preocupação com o corpo?
Sim, de certa forma.  Mas aprendi na Bíblia, em I Coríntios 6:19 que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, logo preciso ter zelo e cuidados com meu corpo e saúde.
Como foi a recepção das pessoas à sua conversão, principalmente daqueles que te viam antes como símbolo sexual?
As pessoas me vêem com carinho, dizem que sentem saudade. São elas que vão me ouvir falar de Deus.
Desde o momento que chego num ambiente fico “ligada”. Um dia precisei acompanhar meu marido num evento ligado a samba. Tudo depende da minha postura e do que vou falar, como me comportar, como me vestir.
Eles dizem que hoje estou diferente. Temos que passar para as pessoas a diferença daqueles que servem a Deus e dos que não servem. Muitos sabem que estou na igreja, que não faço mais carnaval, mas o amor e o respeito dessas pessoas não mudaram. Sempre busco a oportunidade de dizer que o que Deus tem feito na minha vida pode fazer na delas também.
Você participa de projetos sociais?
Sempre participei. E quando você faz não precisa falar, mostrar. Quando Deus chama, Ele tem propósito, é para pregar a Palavra. Antes eu era madrinha de ONG, cedia a minha imagem para buscar recursos.
Hoje sou voluntária de uma ONG que assiste a mulheres carentes, mães abandonadas que criam seus filhos sozinhas. Dedico um tempo por semana para conversar, apoiar, falar sobre minha experiência de vida com Deus.
Por: Lorena Fraga / Redação CPAD News

Fonte: CPAD News / Jornal Gospel News

Minerador chileno fala do milagre de Deus

Estudo da Bíblia e pregação da Palavra começou a mudar a vida dos mineiros, como sempre faz`, disse Henrique
O resgate de 33 mineiros de uma mina que desabou no Chile foi um milagre até mesmo para os ateus, segundo o testemunho do mineiro José Henrique, em Londres, esta semana. Ele falou sobre o milagre que Deus fez na vida deles, que ficaram presos no subsolo durante mais de dois meses no ano passado.
Ele disse que para terem sobrevivido até os primeiros 17 dias antes do contato já foi um milagre em si. Com apenas algumas latas de atum e biscoitos para o alimento, os homens aderiram em jejum obrigatório, por vezes, até três dias, só para fazer a comida durar.
Quando se tornou evidente que só por um milagre poderiam ser salvos, foi Henrique, conhecido como o “pastor” do grupo, que se aproximou para guiá-los em oração.
Os mineiros vieram de diferentes denominações e alguns eram ateus, mas todos os 33 participavam das reuniões de oração.
“Nós tivemos um grito de oração desesperada e um propósito juntos. Todos nós estávamos orando: Senhor abre uma porta de escape. Não há outro caminho a não ser que o Senhor o faça”, disse ele.
As reuniões de oração logo evoluíram para estudos da Bíblia, com a pregação de Henrique e com o canto em conjunto de canções de adoração.
E continuaram a orar diariamente para que a presença de Deus começasse a ser sentida com mais força, Henrique lembrou.  “No começo foi um caos e desespero. Nós todos reagimos de maneiras diferentes. Mas através da oração Deus mudou o nosso coração e nós nos reunimos em um só propósito. Começamos a perder nossos medos e ganhar esperança”.
O primeiro grande teste de fé veio quando o primeiro exercício foi feito, mas ao invés de desistir, só incentivou-os a orar a Deus, ainda mais que ele iriam ajudar os socorristas  a localizá-los.
Quando a segunda broca veio para baixo, olharam e viram uma pedra no ângulo direito entrar com uma câmara, “todos, inclusive os ateus, concordaram que era um milagre”, disse ele.
Depois disso, os homens oravam duas vezes por dia. Comida, remédios, e as mensagens da família foram enviados para eles, mas foi quando cada um recebeu a sua própria pequena Bíblia que a mudança nos homens tornou-se ainda mais profunda.
“O estudo da Bíblia e pregação da palavra começou a mudar a vida como sempre faz”, disse Henrique.
A extensão da mudança foi tão evidente que as esposas dos mineiros começaram a dar testemunho de que seus maridos não xingam mais, mas sim tentam pregar para elas. Até o final da prova, 22 dos mineiros receberam Jesus como seu Salvador.
“Ninguém pode negar que eles viveram por lá. Somos testemunhas do poder de Deus e o que Ele fez por lá”, disse Henrique.

Fonte: Christian Today / Jornal Gospel News

Poder da fé recupera moradores de rua

O poder de Deus é cada vez motivos de testemunhos de pessoas que depois de O aceitarem tiveram suas vidas totalmente modificadas. Prova disso é Welington Brito, que segundo o site Arca Universal, viveu nas ruas por 2 anos, até conseguir se livrar das drogas, graças ao trabalho desenvolvido pela Igreja Universal do Reino de Deus.
Em todo o mundo, a IURD realiza ações sociais em diversos setores da sociedade: hospitais, presídios, comunidades carentes, orfanatos, clínicas de recuperação, asilos, entre outros.
Recentemente, voluntários do grupo “A gente da Comunidade”, do Rio Grande do Sul, criaram um projeto de apoio aos moradores de rua, chamado “Anjos da noite”, com o objetivo de promover ações sociais no centro da capital gaúcha. O trabalho existe desde 2006 e é coordenado pelo obreiro Alex Mendes, que uma vez por semana se dirige aos pontos de concentração de moradores acompanhado de voluntários para distribuir sopas, jornais e orações a todos os necessitados.
– Esse trabalho é muito importante, pois todos os colaboradores tem se doado para alcançar pessoas que sofrem com o abandono, a solidão e a dependência química. Nós estamos fazendo nossa parte e não esperando apenas pelas ações dos órgãos públicos, explica o obreiro.
Durante a ação, muitos moradores se sentiram acolhidos e aceitaram o convite para participar de reuniões no templo da Igreja. Convite que um dia o ex-andarilho Welington Brito, de 51 anos, recebeu e desprezou. Ele conta que tinha uma família feliz, um ótimo trabalho e já havia sido convidado para participar das reuniões da Igreja Universal, mas sempre recusava. Porém, a curiosidade de conhecer o mundo das drogas fez com que ele perdesse tudo e vivesse por dois anos nas ruas.
– Eu deixava de colocar comida dentro de casa para poder comprar o crack. Diante desta situação, minha esposa e eu nos separamos e ela teve de ir morar com a mãe dela, lembra.
Embora ele estivesse longe, a esposa, Cecília Brito, de 50 anos, que já frequentava a Igreja Universal, buscava pelo marido em oração. Mas, com o passar do tempo e falta de notícias, Cecília decidiu se separar judicialmente dele.
– Ela pensava que eu havia morrido e sido enterrado como indigente, conta Brito.
Em meio à vida de vícios, o andarilho procurava abrigo em casas abandonadas e favelas, até que foi surpreendido com uma situação desesperadora: “Devido ao meu envolvimento com traficantes, passei a ser procurado pela polícia e fui jurado de morte pelos próprios colegas do tráfico que me ofereciam drogas. Sem ter a quem pedir ajuda, lembrei dos convites que recebi que me falavam de Deus e decidi ir para a casa do meu irmão, que me acolheu.”
Determinado a largar os vícios, Brito começou a frequentar a Igreja Universal, onde travou uma luta contra a própria vontade por 8 meses, até se livrar completamente do domínio do crack.
– No começo foi muito difícil, pois eu sonhava com a droga. Mas eu estava decidido a abandonar aquela vida e queria fazer uma surpresa para a minha família, diz.
Após ter superado a fase de desintoxicação, ele enviou flores à esposa, com uma foto e um cartão, explicando a transformação que Deus fez na vida dele. Hoje, 12 anos depois, aquele homem andarilho e viciado deu lugar a um empresário bem sucedido, sóbrio, que tem uma família unida e feliz.
– Voltei para casa e eu e minha esposa casamos novamente. Mesmo liberto, eu queria mais, pois sabia que o mesmo Deus que me libertara também poderia me fazer prosperar. Eu participei das campanhas de fé da Igreja e conquistei minha empresa, carro, casa própria e a paz que tanto procurava. Agradeço ao Senhor Jesus por tudo o que Ele fez e tem feito na minha vida, finaliza.

fonte: arcauniversal.com

Atacante do Ceará, Magno Alves faz pregação em Igreja Evangélica

Principal destaque do time do Ceará no Campeonato Brasileiro, o atacante Magno Alves está seguindo o rumo de outros colegas da profissão como o zagueiro Lúcio, o meia Kaká, e o ex-atacante Muller: pregador da palavra de Deus.
Na semana passada, segundo informações do Blog Estrelas do Ceará, o camisa 34 do Vozão participou de um culto evangélico, em Fortaleza, onde fez o testemunho sobre sua vida. O jogador tem visitado algumas igrejas evangélicas e participado ativamente das cerimônias religiosas.
Artilheiro do time cearense com oito gols, ao lado do meia Geraldo, Magno Alves chegou a Porangabuçu após a Copa do Mundo e precisou de apenas poucas partidas para cair nas graças da torcida alvinegra. A torcida do Ceará, inclusive, já lançou uma campanha no Twitter #ficamagnata para que o atacante permaneça no clube na próxima temporada.
O jogador, no entanto, prefere desconversar e diz que sua intenção é, primeiro, classificar o clube para a Copa Sul-Americana e só depois é que vai pensar no futuro.

Fonte: Lance Net

Raio X do Culto Racional

Como tudo começou?

Felipe – Um projeto de resgate que Deus fez em nossas vidas… Quando eu estava desviado em 2006, sem propósito nenhum de vida, fui fazer uma visita na Igreja Quadrangular do Bairro Ipiranga e ali Deus impactou meu coração de uma forma diferente. Então eu disse: Deus hoje eu quero começar uma nova história. Um mês depois de eu ter me reconciliado com o Senhor, teve um festival de talentos lá nesta Igreja. Embora não houvesse um nome ou caráter de grupo começamos um projeto de usar o rap como forma de evangelismo para ganhar almas.

Como se deu a formação do Grupo?

Felipe – Em maio de 2006. A formação era eu o Carlinhos e o Sandro, que hoje faz parte do grupo Eficaz. O espaço para o Rap Gospel era muito carente, as portas eram muito fechadas com relação ao Rap. Conheci o Carlinhos que era Diácono da Igreja e começamos uma amizade muito grande. O Carlinhos era sedento para ganhar almas. Eu tinha uma experiência com Rap e o Carlinhos tinha experiência com Deus, o que ele tinha faltava em mim e o que eu tinha faltava pra ele e Deus nos usou para unir as coisas.

Paulista – Eu congregava na mesma Igreja, eu e o Carlinhos somos irmãos de sangue. Fui convidado pra bater foto das apresentações do grupo e achava bacana o que Deus tava fazendo e Ele falou ao meu coração através do Rap, pois nunca tinha visto aquilo dentro da Igreja.

Mirian – Eu vim do Rio Grande do Sul, nasci num lar cristão, desde os 09 anos cantava no coral da Igreja e toda minha família canta e são músicos. Sempre fiz parte do Ministério de louvor. Vim morar e congregar em São José na Igreja dos guris, e quando surgiu a noite dos talentos me vieram com o convite para fazer o “back” pra eles. Nunca tive pretensão de cantar rap, sempre fui mais de louvor e adoração. Então fui orar pra ver se era da vontade de Deus que entrasse pro grupo – sempre levei a obra de Deus muito a sério. Deus já tinha falado comigo, mas nunca imaginei que seria através do Rap…

Cris – Eu já tava formado no colegial, gostava de rap por gostar, tava só trabalhando com Sonorização que aprendi na Igreja, mas recebi convite pra trabalhar no mundo também. Tanto em evento gospel como secular, só que eu vi que daquele jeito tava me afastando da igreja. Conheci os meninos cantando em eventos gospel, nunca passou pela minha cabeça ser DJ ou entrar numa banda de rap. Mas orei, pedi pra Deus um ministério pra poder ficar mais firme porque eu vi que aquele ali não era o meu caminho.

No que consiste o projeto?

Felipe – Nós determinamos que não importaria quem nos escutasse, o que aconteceria o objetivo era ganhar almas pra Jesus. O Carlinhos sempre falava uma coisa muito importante: “A gente tem que ser acima de tudo homens de Deus, não só ir lá e cantar as músicas, temos que ser homens de Deus”.

Quem compõe as músicas?

Carlinhos – O Felipe me ensinou a escrever para Honra e Glória do Senhor e a gente divide a maioria das composições. Mas, todo mundo participa e escreve.

Qual a mensagem que o Culto Racional procura transmitir através das suas músicas?

Carlinhos – Em primeiro lugar a Glória de Deus manifesta, na seqüência o testemunho vivido, a gente não canta coisas que a gente nunca viveu. A gente prega aquilo que a gente já passou e aquilo que a gente ta passando e vivendo.

Felipe – A gente procura passar nas músicas a solução não os problemas. O rap tem muito disso, mostrar o problema, nós mostramos em todas as nossas músicas a solução. Relatando o que Deus fez em nossas vidas, o que Ele pode fazer.

Houve renuncia pra levar adiante o projeto?

Felipe – Quando eu convidei o Carlinhos pra fazer parte do Culto Racional eu disse:”Cara tu quer mesmo fazer isso?” Então esquece todos os outros compromissos, com exceção da família é claro, e vamo embora, nós vamo ter que ensaiar. E ele Meu vamo aí… Porque isso ardia muito no nosso coração.

Qual a mensagem que o Culto deseja deixar pros leitores?

Carlinhos – Algo mais importante que quero deixar até mesmo de referência pras outras bandas, pros outros grupos é a Honra. A honra é uma palavra que faz toda a diferença na vida de quem quer ta fazendo a obra de Deus, pra quem quer ta nessa pegada. Porque tu honrar o teu pastor, ser submisso, saber a hora certa de ir, saber ouvir, se calar, principalmente receber o não. Se o Pastor disser que hoje não vamos cantar, não cantamos, pode ser marcha pra Jesus, SC Gospel Festival, se ele falou não é não. Ele é o nosso visionário, foi ele que Deus constituiu como nosso Pastor. E, se isso é quebrado, o grupo sofre conseqüências até mesmo de acabar. É de extrema importância ser submisso ao pastor, respeitar a liderança da Igreja, freqüentar os cultos e não só fazer shows, ser membro verdadeiramente da sua Igreja.

Os pastores são que nem os pais, eles sabem o que é melhor para nós bem mais do que as ovelhas.

A obediência quebra a maldição.

Como vocês encaram o ministério do Culto Racional?

Carlinhos – É muito especial, é de muita seriedade cada vez que a gente sobe no altar, pode ter 10 ou 10.000 pessoas, a gente pá mano, a gente não sobe de qualquer jeito e Deus sempre tem nos surpreendido. Tem coisas que a gente faz pra Deus que as câmeras não registram, temos ido a presídios, centro de recuperações, febens, trocamos nossos momentos de sono, de descanso muitas vezes para estarmos ministrando pras mais diferente pessoas. Já ministramos pra milhares de pessoas num só evento, mas nada substitui a alegria de tu ter um tempo pra ministrar, contar teu testemunho, fazer um apelo e ver as pessoas ali aceitando a Jesus.

Como vocês vêem o Culto Racional em si?

Paulista – Pra mim é minha segunda família, toda honra e toda glória seja dada a Deus. Mas, foi o projeto que me resgatou.

Cris – Pra mim é o amor de Cristo pelas almas, a gente só ta devolvendo aquilo que ele nos deu, assim como ele nos ama, nós estamos falando do amor Dele pra quem não conhece.

Mirian – É uma família, eu digo que os meninos são meus outros irmãos, a gente ta muito ligado, entrelaçados.

Carlinhos – Pra mim é: Corpo de Cristo, Obra de Deus e estilo de vida.

Felipe – Deus usa a vida deles pra manter a minha vida e se pudesse botar o Culto Racional no meu sobrenome seria a minha vida. Não falo de rap, não falo de música nem de subir no palco. Falo de Culto Racional, falo disso aqui que tu ta vendo e de cada um porque eu não consigo mais viver minha vida sem eles, porque já são parte de mim.

Kaká, Exemplo Mundial de Atleta de Cristo

Ricardo Izecson dos Santos Leite, mais conhecido como Kaká (Brasília, 22 de abril de 1982), Kaká é um futebolista brasileiro que joga como meio-campo.
Foi o ganhador dos prêmios Bola de ouro e Melhor jogador do mundo do ano de 2007, Kaká também foi nomeado em 2008 como uma das 100 personalidades mais importantes da atualidade.
Kaká juntamente com o jogador da Internazionale Zlatan Ibrahimovic, possui um dos maiores salários de jogadores no mundo.
Carreira
Kaká foi revelado pelo São Paulo em 2001 e se destacou, de logo, marcando os dois gols do São Paulo FC contra o Botafogo, na vitória por 2 a 1, na final do Torneio Rio – São Paulo, quando tinha apenas 18 anos de idade. Em 2003 foi contratado pelo Milan por 8,5 milhões de dólares, o que foi muito questionado devido às
pessoas acharem que o valor foi muito baixo em relação ao talento que ele possui. Conquistou o título italiano logo em sua primeira temporada. Kaká esteve na Seleção Brasileira que conquistou a Copa do Mundo de 2002 e na seleção que disputou a Copa do Mundo de 2006.
Ministério
O meio de campo Kaká, da Seleção Brasileira está se preparando para evoluir, em sua religião. Segundo informações do Jornal O Globo, o jovem, que é evangélico convicto, está se preparando para virar pastor. O jogador, que é casado com Caroline Celico, está estudando Teologia, para atingir seu objetivo.
Ainda de acordo com o jornal, a revelação foi feita pelo próprio jogador, e foi ao ar no Esporte Espetacular na Rede Globo.
No papo, ele contou ainda que entrou em campo sem condições de jogo na partida que eliminou o Brasil da Copa do Mundo de 2006, contra a França.
A reportagem do site OFuxico entrou em contato com a assessoria de imprensa do craque que revelou que Kaká pretende se tornar um pastor assim que se aposentar dos campos.
Kaká é evangélico praticante desde criança e freqüenta a Igreja Renascer em Cristo. Nas comemorações de seus gols, a frase mais usada pelo jogador é: Deus é Fiel, que também está gravada em sua chuteira. Além disso, o craque não deixa de usar uma pulseira com o nome Jesus. June 9, 2009 por Alex Lima • Leave a Comment.
Kaká tem se comportado como um verdadeiro homem de Deus, diante de sua carreira, imprensa e televisão, sempre dando bom testemunho, o craque tem grandes planos para o futuro, e revela “Um dia serei pastor!”.
Em entrevista, o atleta admitiu detalhes de sua intimidade com a mulher Caroline.
Em entrevista à publicação Vanity Fair, Kaká, meia do Milan e da Seleção Brasileira, admitiu detalhes de sua intimidade com a mulher Caroline. O atleta confessou a dificuldade de se casar sem nunca ter tido uma relação sexual. “Sou um jovem normal e não foi fácil chegar ao casamento sem nunca ter estado com uma mulher”, disse. “Com Caroline, nos beijávamos e o desejo existia, mas sempre soubemos parar” continuou.
Kaká explicou o motivo que os levaram à escolha pela virgindade até o matrimônio. “A Bíblia ensina que o verdadeiro amor se alcança apenas com o casamento, com a troca de sangue, o que a mulher perde com a virgindade”, afirmou. “Para nós, a primeira noite foi belíssima”, completou o jogador evangélico.
O meia disse ainda que, ao lado de sua mulher Caroline, fez muitos sacrifícios no passado. “Entre nós, quando ela ainda estava no Brasil, havia um pacto: podíamos sair com os amigos, mas, à meia-noite, voltávamos para casa e nos ligávamos”.
Clubes
2000-13/08/2003: São Paulo FC-SP
14/08/2003-08/06/2009: Milan AC – Itália
09/06/2009: Real de Madrid – Espanha
Títulos por equipe
Torneio Rio – São Paulo: 2001
Supercampeonato Paulista: 2002
Copa do Mundo: 2002
Supercopa da Europa: 2003 e 2007
Campeonato Italiano: 2004
Supercopa Italiana: 2004
Copa das Confederações: 2005
Liga dos Campeões da Europa: 2007
Mundial dos Clubes FIFA: 2007
Troféu Berlusconi (Milão): 2005
Títulos pessoais
Bola de ouro brasileira (Placar): 2002
Maior esperança do campeonato italiano: 2003
Melhor jogador do campeonato italiano: 2004
Il Bravo (Melhor estrangeiro do campeonato italiano): 2004
Melhor artilheiro da Liga dos Campeões (Europa): 2007
Melhor jogador FIFPRO: 2007
Bola de ouro (revista France Football): 2007
Melhor jogador da  nal da Copa Intercontinental: 2007
Melhor jogador FIFA: 2007
Jornal El Pais (melhor jogador): 2007
Copa das Confederações: 2009