Vídeo: Entrevista completa Pr. Silas Malafaia no programa ‘SuperPop’

O pastor Silas Malafaia participou na segunda-feira (15) do ‘SuperPop’, da RedeTV!. O programa, sob apresentação de Luciana Gimenez, começou ás 22h30. Onde pelo índice de audiência,  foi explorado todo horário em entrevista com o Pastor. A participação do pastor Silas Malafaia no ‘SuperPop’ foi recheado de polêmicas.
A apresentadora perguntou sobre:
Direito dos homossexuais;
Legalização do Aborto;
Dizimo e Religião (Lei da recompensa);
Frase que marcou a entrevista ” Casamento é homem e mulher, o resto é par”
Veja vídeo abaixo com a entrevista completa:

Fonte: Jornal Gospel News

Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho – Veja o vídeo

videoi-marco-feliciano-participa-do-programa-do-ratinho-d17d1101126e4c07f095f82ea04cfa2d.pngO parlamentar se explicou a respeito das polêmicas e manifestações contrárias ao seu mandato da Comissão de Direitos Humanos.

Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho

O deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP) esteve nesta segunda-feira (15) no Programa do Ratinho, no SBT, comentado sobre as críticas que ele tem recebido por ter assumido a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

O apresentador Carlos Massa tentou entender o que há de tão importante na CDHM para haver tanta confusão em torno dela. “Essa comissão foi usada por quase 18 anos para beneficiar um grupo”, respondeu Feliciano citando o grupo LGBT.

Além de ser questionado pelo apresentador, o deputado também respondeu a perguntas dos internautas e de telespectadores que foram entrevistados pela equipe do Ratinho.

A questão sobre religião e homossexualismo permeou o programa, por diversas vezes Feliciano precisou explicar qual a sua posição sobre este tema e deixou claro que não incentiva o ódio contra homossexuais.

A respeito da sua declaração sobre o continente africano, Feliciano se defendeu dizendo: “Não se pode julgar um homem por 140 caracteres”. Ele lembrou que a frase foi retirada do contexto com a intenção de criminalizá-lo.

Feliciano também comentou que existe uma tendência da mídia para distorcer suas falas a fim de prejudicá-lo. E disse que ele seria mais prejudicial ao grupo LGBT se estivesse no colegiado da Comissão de Direitos Humanos do que como presidente, que é apenas um mediador do grupo.

Assista:

Por Leiliane Roberta Lopes

Fonte: Gospel Prime / Jornal Gospel News

EM VÍDEO, PERLLA CONTA TESTEMUNHO DE VIDA – COMPLETO!

Assista, com exclusividade, testemunho completo da cantora, gravado durante culto na Assembleia de Deus Vitória em Cristo, no Rio de Janeiro “Viver com Cristo é você renunciar aquilo que não agrada o coração de Deus. E se tem coisas que atrapalham sua vida para que você não siga com Cristo, você tem que abrir mão delas”. Essa foi uma das frases ditas pela cantora Perlla durante o seu testemunho contado no Culto da Juventude Vitória em Cristo (JVC), que aconteceu na sede da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), na Penha (RJ).

Perlla resumiu, por aproximadamente uma hora, a trajetória de sua vida desde a adolescência até os dias atuais. No vídeo, a cantora relata em detalhes os conflitos que a fizeram afastar-se dos caminhos de Deus, a vida que levava na época em que estava no mundo do funk, o seu processo de volta para Cristo, até chegar ao lançamento do seu primeiro CD gospel, lançado recentemente pela Central Gospel Music, A Minha Vida Mudou.

Para conhecer um pouco mais sobre a história de vida da Perlla e sua conversão ao evangelho, não perca a oportunidade de assistir aos vídeos a seguir e, assim, poder ser abençoado por meio do seu testemunho.

Testemunho Parte 1

Testemunho Parte 2

Fonte: Jornal Gospel News

Revista aborda a trajetória de Whitney Houston

Capa DivulgaçãoRevista “ICN ACONTECE!” estreia nova fase com matéria evangelística que narra com detalhes a trajetória da cantora Whitney Houston, mostrando registro de quando ela ainda cantava no coral Batista até fotos chocantes da artista americana no auge de seu envolvimentos com as drogas. A revista é uma iniciativa dos Pastores Marco Bastos e Elaine Bastos, da Igreja de Cristo em Niterói.

A partir desta edição, o projeto ficou sob-responsabilidade de Luiz Gwyer, a partir daí houve um upgrade no projeto que transforma o impresso numa ferramenta de evangelismo, sua distribuição é gratuita e desde o seu lançamento vem aumentando seu tamanho e números de páginas. Os Pastores que idealizaram e supervisionam atentamente o projeto tem o compromisso firme com o propósito de abençoar famílias através da leitura proposta.

Nesta edição o leitor também encontrará uma matéria com a cantora Eyshila, narrando a batalha contra as drogas que viveu com relação ao seu marido, uma página inteira com dicas para conseguir sair do desemprego e a palavra pastoral com a Pra Elaine Bastos ensinando a olharmos para as tribulações como movimentações que trabalham ao nosso favor.

Interessados podem solicitar uma cópia digital (pdf) pelo site www.igrejadecristoniteroi.com.br ou pelo telefone 21 2621-5306.

Fonte: Jornal Gospel News

ANAJURE atua na liberdade provisória de missionários brasileiros presos no Senegal

Habeas Corpus foi concedido com a instrução jurídica da entidade, juntamente com a RLP e a Advocates International, em associação com corpo de advogados senegaleses.

libertados

Foi concedida hoje, 5 de abril, por volta das 7h30 da manhã, a liberdade provisória dos missionários brasileiros José Dilson da Silva e Zeneide Moreira Novais que estavam detidos em uma prisão na cidade de Thiès, no Senegal. No Habeas corpus, julgado pela Corte de Apelação de Dakar, foi concedida a liberdade provisória para os missionários pelo prazo de 30 dias, período este no qual acontecerá o julgamento definitivo do processo. A ação teve a participação decisiva da Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE, que instruiu e forneceu documentação necessária ao advogado local, Dr. Mbaye Dieng, designado para cuidar do caso.

A ANAJURE foi acionada pelo presidente da Igreja Presbiteriana do Brasil reverendo Roberto Brasileiro da Silva, que solicitou apoio jurídico total para a libertação dos missionários. Em conjunto com a Religious Liberty Partnership, entidade que reúne organizações jurídicas do meio cristão internacional, e com a Advocates International, que atua no meio jurídico internacional em defesa das causas cristãs, a ANAJURE efetivou contatos com familiares e providenciou os meios jurídicos necessários para a libertação dos brasileiros.

José Dilson e Zeneide cumprirão a partir de agora os ritos obrigatórios decorrentes de sua liberdade provisória, como se apresentar todos os dias na prisão de Thiès. A partir desse momento, um advogado cristão senegalês nomeado pela ANAJURE, Dr. Sylva Brice Magna, estará fazendo o acompanhamento processual do caso no país africano juntamente com o Dr. Mbaye Dieng e os demais advogados, em uma somatória de esforços na defesa dos missionários.

Missionário engajado na causa dos pobres, necessitados e crianças na África, José Dílson criou a Escola ABC, que apoia e beneficia centenas de famílias através da educação de seus filhos. A escola tem atualmente 200 alunos inscritos, da pré-escola até o quarto ano, que recebem diariamente alimentação, e são inseridos socialmente por meio do esporte, na forma de escolinhas de futebol em Dakar. Também por meio do projeto Obadias, fundou um orfanato-escola para meninos em situação de abandono social. O projeto contribui decisivamente para o desenvolvimento humano e social de menores que viviam nas ruas do Senegal, oferecendo abrigo, alimentação e ensino.

Atuando em um país no qual 95% da população é muçulmana, os missionários brasileiros foram presos após a queixa do pai de um dos jovens apoiados pelo projeto desenvolvido no Senegal, descontente de ver o filho tornar-se cristão. Segundo ele, seu filho passou a recusar participar dos rituais religiosos do islamismo.

Os missionários estavam presos desde novembro de 2012. Na prisão, se depararam com condições desumanas de encarceramento: superlotação, falta de ventilação, falta de higiene, presença de ratos e baratas, entre outras coisas. Os espaço para os dois era um pequeno colchão estendido no chão.

Os missionários foram pegos de surpresa com a ordem de prisão e foram obrigados a assinarem documentos cujo conteúdo não puderam conhecer. As acusações, de formação de quadrilha, exploração de menores, desvio de menores,  revelaram-se posteriormente pela próprias autoridades locais como infundadas.

Os próximos passos na atuação da ANAJURE em favor dos missionários são o acompanhamento processual, a instrução do processo com provas da inocência e a regulamentação e assistência jurídica completa ao Projeto Obadias.

“A ANAJURE agradece a todos pelas orações em favor do bom termo desta missão de primordial importância na defesa das Liberdades Civis Fundamentais e da liberdade religiosa e de expressão. É para ações deste tipo que os juristas brasileiros estão engajados, dependendo sempre da graça e da misericórdia do Senhor. Vamos continuar agora até o julgamento final da causa. Foi apenas uma primeira vitória. O caminho é árduo, mas se o Senhor é por nós, quem será contra nós?”, concluiu Uziel Santana, presidente da ANAJURE.

Fonte: Jornal Gospel News

Globo Repórter mostra “lado positivo” dos evangélicos; assista!

Programa apresentado nesta sexta (29/3) dá destaque para a Cristolândia

 O programa GloGlobo Repórter mostra “lado positivo” dos evangélicos; assista!bo Repórter desta sexta-feira (29) teve como tema “Os novos caminhos do cristianismo”. Basicamente, o programa mostra histórias de líderes religiosos que fazem a diferença na vida das outras pessoas.

Questionando os novos rumos que o Papa Francisco parece impor para mudar a Igreja Católica, apresentou um padre que tirou 200 famílias do lixão e vive numa casa de barro, outro sacerdote católico que ajuda ex-presidiários.

Abordou ainda sobre como alguns religiosos atraem multidões para as igrejas, quem é Nhá Chica, a filha de uma escrava considerada “santa” em Minas Gerais e a produção das chamadas “pílulas sagradas” de Frei Galvão.

O destaque para o trabalho das igrejas evangélicas foi focado na Cristolândia, Missão Batista que trabalha na recuperação dos viciados em crack no centro de São Paulo.

Mostrou como o trabalho já recuperou cerca de mil e quinhentas pessoas e as dezenas de recuperados que hoje formam um coral gospel. Deu destaque ainda para o pastor cantor Fernandinho, que incluiu o coral da Cristolândia na gravação de seu DVD mais recente.

É digno de nota que a rede Globo mostrou algo positivo sobre os pastores depois de semanas dando destaque à rejeição do pastor Marco Feliciano.

Assista:

Por Jarbas Aragão

Fonte: Gospel Prime / Jornal Gospel News

Pastor do Uzbequistão, pôde abraçar sua família novamente através da ajuda da Portas Abertas

CampanhaPr. Markset e famíliaMakset Djabbarbergenov, Pr. Markset e famíliapastor do Uzbequistão, pôde abraçar sua família novamente através da ajuda da Portas Abertas. Ele foi preso por pregar a Palavra de Deus. Sua libertação é um marco de vitória na luta contra a perseguição religiosa em todo o mundo.

Projetos de ações institucionais da Portas Abertas auxiliam cristãos como Djabbarbergenov em diversos países. Apoie projetos em prol da liberdade de nossos irmãos! Para doar, use o boleto que acompanha a revista ou acesse o site.

Participe desta campanha você também,
clicando aqui!

Deus abençoe sua vida!
Portas Abertas

Como tudo começou?

É impressionante a maneira como algumas igrejas tratam suas páginas de apresentação na Internet. 95% não têm o resumo de sua história. Não se pode considerar resumo de história o espaço de uma linha com o título nossa história. Resumem tanto que só informam a data da organização e a lista de pastores que passaram por lá. Às vezes incompleta, equivocada. Mais nada.
Os livros de atas das igrejas muitas vezes não têm o devido resguardo e ficam arquivados em lugares nada recomendáveis: armários cheios de traças, salas multiuso (entulhadas). Isto quando um faxineiro desavisado não toca fogo em tudo para desocupar espaço, como tem acontecido. Amanhã, quando um jovem perguntar como surgiu esta igreja ou aquela, quem saberá contar?
Toda igreja deve ter alguém designado oficialmente e responsável pela preservação de sua história. É fascinante quando se abre o site de uma igreja e lá estão contados o seu início, os nomes dos membros fundadores, as lutas enfrentadas, as vitórias e a galeria de fotos dos pioneiros, com o devido período anotado embaixo da foto.
O comportamento indiferente à história das raízes da implantação do Evangelho nas cidades, relega a plano nenhum, de consideração, a luta que os antepassados travaram para que a liberdade religiosa fosse respeitada. Os que estão chegando precisam saber como tudo começou para valorizar toda essa conquista. Não foi nada fácil. Nos estudos dominicais, pelo menos uma vez por ano, as igrejas deveriam estudar a vida e a obra dos pioneiros do Evangelho na sua cidade.
“O pastor Bowen foi o primeiro missionário enviado ao Brasil pela Junta de Richmond, associação de igrejas batistas do Sul dos Estados Unidos. Sua missão era organizar uma igreja de língua inglesa para os imigrantes americanos. Também tinha intenção de trabalhar entre os escravos, já que vinha de um longo período como missionário na África, onde inclusive aprendera o dialeto iorubá, corrente entre os negros traficados para o Brasil”.
“Além de sofrer sérios problemas de saúde, o pastor foi impedido pelas autoridades de propagar uma mensagem cristã que se caracterizava pela distância com os ensinos católicos, até então a religião oficial do país”.

História dos Batistas

“Os primeiros missionários junto aos brasileiros foram William Buck Bagby, Zachary Clay Taylor e suas esposas (1881-1882). O primeiro membro e pastor batista brasileiro foi o ex-padre Antônio Teixeira de Albuquerque. Em 1882 o grupo fundou a Primeira Igreja Brasileira em Salvador, na Bahia. A Convenção Batista Brasileira foi criada em 1907”.

HISTÓRIA DO PROTESTANTISMO NO BRASIL

Assim como Dr.A.B. Christie, os missionários que vieram ao Brasil e se distribuíram por todos os estados brasileiros, tinham a tarefa de lutar pela liberdade do culto, evangelizar, plantar escolas, igrejas, orfanatos, desde a recente data de tolerância da igreja católica que durante mais de 300 anos perseguiu e proibiu qualquer entrada ou iniciativa contrária aos seus dogmas. Esses missionários lutavam pela liberdade religiosa.
A história registra: “Em virtude do predomínio do catolicismo no país e do fato de a Igreja Católica ser a religião oficial, os protestantes, tanto estrangeiros como brasileiros, enfrentaram sérios entraves ao longo de boa parte do século 19. Suas casas de culto não podiam ter a forma exterior de templos, os fiéis não podiam casar-se legalmente ou registrar os seus filhos, as crianças evangélicas sofriam discriminação nas escolas públicas e havia outras formas de intolerância aberta ou disfarçada. Outra restrição imposta aos protestantes dizia respeito aos cemitérios”.
Quem não fosse católico não tinha direito nem ao sepultamento nos cemitérios. Dentre milhares de fatos iguais um exemplo desta realidade aconteceu no dia 29 de setembro de 1867, em Iguape-SP, o líder religioso protestante, Frank McMullan faleceu e foi enterrado no quintal da casa de um outro alemão.
“Aos estrangeiros protestantes só cabia a opção de construir seus próprios cemitérios ao ar livre como era feito com os escravos e marginais”.
http://salvadorhistoriacidadebaixa.blogspot.com.br/2011/04/cemiterio-dos-ingleses.html

Em 1810, o artigo 12 do Tratado de Navegação e Comércio estabeleceu que “deveriam ser escolhidos alguns terrenos para servir de cemitério aos súditos britânicos que, por não serem católicos, não podiam ser enterrados em templos católicos ou em pequenos cemitérios a eles anexos, devendo ser enterrados em qualquer outro lugar: nas praias, nas campinas ou em outras áreas descampadas”.

Um apelo: pesquise a história da sua Igreja.

Para ler mais sobre o assunto, consulte os sites:
http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php?option=com_content&view=article&id=567
http://www.mackenzie.br/10221.html
http://www2.uol.com.br/debate/1624/cadd/cadd.htm
http://www.pibrj.org.br/historia/arquivos/historia_batistas_I.pdf
http://pt.wikipedia.org/wiki/Conven%C3%A7%C3%A3o_Batista_Brasileira

Ivone Boechat

Pastor Feliciano Amaral está no livro dos recordes como cantor mais velho na ativa

DSC_0104Aos 92 anos, pastor Feliciano Amaral esbanja saúde e disposição.
No meio evangélico, o pastor é reconhecido internacionalmente.
Aos 92 anos, o pastor Feliciano Amaral está no livro dos recordes como o cantor mais velho no mundo que ainda está na ativa. “Foi uma surpresa para mim, aconteceu e eu nem sabia. Muitas pessoas começaram a comentar comigo”, conta.
Feliciano é de Minas Gerais, mora em Pernambuco e veio ao Espírito Santo para fazer um tratamento. No meio evangélico, o pastor é reconhecido internacionalmente. Escreve os próprios hinos e já gravou muitos louvores famosos. Ao todo, gravou 39 discos, que foram transformados em CDs e percorrem gerações. “Realmente, sou o cantor mais antigo nos dois sentidos, na gravação e em idade, dou graças a Deus por isso. Apesar da idade, posso cantar com o mesmo fôlego de antigamente”.
O segredo da vitalidade é não guardar o que faz mal. “Quando a gente tiver uma dor, a gente tem que esquecer dela. Senão vai continuar doendo. Quando a gente chega a uma certa idade, quando aparecem os probleminhas, tem que esquecer deles. Eu faço isso sempre”, afirma.
Viúvo depois de 42 anos de casamento, o pastor Feliciano casou de novo. Hoje sobra energia para o trabalho e para o amor. “Ele é uma pessoa muito calma e tranquila, eu que sou mais agitada, ele que me socorre nas agitações, sempre passa mensagem de esperança, de que as dificuldades vão passar. Ele ainda me ajuda na cozinha e lava a louça”, conta a esposa Rubenita do Amaral.

Fonte: G1 / Jornal Gospel News

“Pastora Brown” – Filme conta história de stripper que tornou-se pastora

484304_544456178910672_946628098_n“Pastora Brown” mostra que qualquer um pode ser chamado para servir a Deus
A rede de TV Lifetime teve bom retorno ao exibir um filme baseado em uma história real, que mostra uma espécie de “versão moderna da parábola do filho pródigo”. “Pastora Brown” é a cinebiografia de Jesse Brown, filha de um pastor batista que abandonou a família para tentar a vida fácil em Nova York e acabou se tornando uma dançarina em uma casa de strip tease.
Quando o pai de Jesse fica gravemente doente, ela é forçada a voltar para sua cidade-natal, Atlanta, e com isso repensar sua vida ao lado do leito de morte do pai.  Aos poucos ela recomeça sua vida e tenta provar a todos que não esqueceu o chamado divino que tinha desde criança. O longa tem a participação especial do conhecido televangelista e autor Creflo Dollar  e várias músicas gospel na trilha sonora.
“Esta mulher teve uma incrível jornada de vida… é um grande filme para inspirar as pessoas”, disse a atriz principal Salli Richardson-Whitfield “Não importa o que você tenha feito em sua vida ou a que ponto chegou, sempre poderá se recuperar com a ajuda de Deus… Eu acho que essa é uma mensagem maravilhosa para ser lembrada”.
A atriz principal, que é evangélica, ressalta “Minha família toda vai à igreja e Deus tem nos dado graça e perdoado os nossos pecados … É sobre isso que se trata o filme… O caminho percorrido por (Jesse) é longa e mostra bem os conflitos com sua irmã, seu pai e seu filho, que ela abandonou e agora quer reconquistar”. É difícil uma mulher com um passado ‘nebuloso’ provar às pessoas que mudou de vida e recebeu um legítimo chamado de Deus.
O diretor, produtor e ator do filme Rockmond Dunbar, já participou de outros filmes cristãos e seriados de TV conhecidos, mas disse que há uma cena particularmente impactante nesta produção.
Trata-se do momento em que o pastor Brown, sabendo que vai morrer, pede que o diácono Harold Todd cuide da igreja e de sua família por ele. Segundo Dunbar, isso mostra força do amor entre os cristãos em um mundo que parece não acreditar mais que isso seja possível.
O filme demorou quase três anos para estrear. Estava pronto desde o final de 2010, mas não encontrava abertura dos canais de TV e teve problemas com a empresa que o produziu. Mas agora, com a recepção positiva que teve, Dunbar comemora a chance de vê-lo se tornar um seriado. Ele afirma que isso seria uma grande oportunidade de levar valores cristãos para a casa das pessoas.
“Pastora Brown” foi escrito por Rhonda Baraka e estreou nos EUA em 15 de fevereiro. Não há informações de quando chegará ao Brasil.

Fonte: Christian Post / Jornal Gospel News