Não existe coincidência mas providência de Deus

1A situação era a seguinte: Davi estava fugindo de Saul e se escondeu no deserto de Zife, num bosque. Os zifeus, habitantes daquela região, sabendo disso denunciaram a Saul que Davi estava no meio deles. Saul conhecendo a astúcia de Davi mandou que eles investigassem se ainda estava lá. Porém Davi já tinha mudado de esconderijo, estava agora no deserto de Maom, Saul descobriu e foi ao seu encontro, ele e seus homens conseguiram cercar Davi e seus companheiros, cercado por todos os lados, só podia olhar para cima. Foi aí provavelmente que veio a inspiração para a composição do salmo 121 “De onde virá o meu socorro?”. E o socorro veio. Quando Saul realmente conseguiu cercar Davi, um mensageiro veio informando que os filisteus tinham invadido Israel, foi obrigado a se retirar e deixar de persegui-lo para ir lutar contra os filisteus, então Davi encontrou a resposta à sua pergunta “O meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra.”

O rei da Síria queria encontrar e prender o profeta Eliseu, ficou sabendo que ele estava em Dotã, uma cidade rodeada por muralhas que ficava numa colina. O rei mandou seu exército com cavalos e carros de guerra. Ao amanhecer, eles já tinham cercado a cidade (2 Reis 6:13, 14).

Quando o ajudante de Eliseu se levantou e foi para fora, viu o exército inimigo, ficou com medo e gritou: “Ai, meu amo. Que faremos?” Eliseu disse: “Não tenhas medo, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles.” Depois, o profeta orou: “Ó Senhor, por favor, abre-lhe os olhos para que veja.” O Senhor abriu imediatamente os olhos do ajudante de modo que viu; e eis que a região montanhosa estava cheia de cavalos e de carros de guerra, de fogo, em torno de Eliseu”. (2 Reis 6:15-17) O que podemos aprender disso?

Eliseu estava cercado pelo exército da Síria e ainda assim estava calmo. Ele confiava em Deus e via que O estava protegendo. Podemos dizer que, de certa maneira, nós também conseguimos ver cavalos e carros de fogo nos protegendo, se tivermos fé que Deus está protegendo seu povo e sempre confiarmos nele, nos sentiremos seguros e teremos a bênção dele. (Salmo 4:8).

No tempo certo Ele vai te curar, tira-lo da angustia e do deserto, veio para nos resgatar, porque é fiel e justo. Mefibosete filho de um príncipe estava abandonado, mas não foi coincidência quando Davi o ajudou (2 Samuel 9).

O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma Deus riscará o seu nome do livro da vida. Quando conversamos com Deus, ou seja, oramos, travamos batalhas invisíveis, mas alcançamos vitórias visíveis, compreendemos então que nada vai nos separar dEle, quando estamos com nossos pés limpos, não queremos suja-los, quando nossas mãos estão limpas, não queremos inundá-las com qualquer tipo de sujeira.

Qual situação está lhe tirando sua paz, cercando ou deixando triste e incomodado? nunca e de forma alguma Deus irá te abandonar ou vai batalhar sozinho, situações adversas existem para nos deixar fortes, e conseguir enxergar que Deus existe, porque no inimaginável irá trabalhar e agir, sua vida será forte e mesmo depois de tantas batalhas será coroado.

Davi, Elias, Eliseu, Mefibosete e Daniel, todos eles enxergaram o invisível através dos problemas, não sei se o seu problema é ínfimo ou de tamanho hercúleo, mas sei que a vitória e justiça estão em suas mãos, somente basta acreditar, exercer a fé e trabalhar para que a palavra de Deus se espalhe enquanto está passando por esses problemas.

Enxergando o invisível, todas os problemas daqui em diante não serão nada comparados a experiência de ter Deus ao seu lado para te fazer vencedor e então a história da sua vida será mudada.

(Oscar Correia)

CT

 

DÊ O SEU MELHOR…

melhor1Eu teria um imenso prazer em convidar Jesus Cristo para entrar na minha casa e jantar comigo; mas teria muita vergonha de convidar o Dr. Puccinelli. E então fico pensando… Jesus Cristo é uma pessoa concreta ou abstrata na minha vida? Interessante que para agradar o Dr. Puccinelli, chego sempre cedo no trabalho, faço cursos de especialização, me esforço sempre fazendo o meu melhor, ficando até horas após o expediente – quem sabe eu consiga aquela tão almejada promoção! Mas quando o “chefe” é Jesus Cristo, não me importo de chegar atrasado ou até mesmo faltar no “trabalho”, de fazer coisas de última hora e de qualquer jeito. Então, devo repensar meus motivos, a ver se de fato acredito em Deus ou se essa coisa de religião é apenas uma forma de entretenimento onde tenho 0 privilégio de viver numa comunidade “legal” e ter a chance de matar minha velada sede de exibicionismo. Brincar de religião pode não me fazer perder o emprego mas pode me fazer perder a salvação – e que “promoção” perdida! Quem sabe eu vá a igreja por desencargo de consciência ou pela herança recebida dos pais. De qualquer forma, ir à igreja tem sua utilidade, mesmo porquê,  tem também um imenso valor terapêutico – ainda que não for com o objetivo de adorar a Deus e ouvir a Sua palavra. Pode até ser que, em alguma dessas reuniões, eu me renda a Ele por algum apelo do Espírito Santo diretamente ao meu coração, através de alguma mensagem que acabou me “incomodando”. Mas o meu recado de hoje não é para esses meros expectantes e sim especificamente àqueles que fazem o trabalho do Senhor exercendo papeis de liderança nos seus diversos departamentos. É sabido de todos que igreja não salva ninguém, porém não deixa de ser uma “agência” de salvação. Portanto, é grande a responsabilidade daqueles que nela atuam, entendendo que estão sendo obreiros do próprio Deus e não de homens. Na construção da arca e do tabernáculo do deserto, Noé e Moisés receberam orientações detalhadas sobre os procedimentos de construção. Os trabalhadores foram escolhidos a dedo e tudo foi feito criteriosamente conforme  a orientação dada por Deus. Nada do que foi feito se fêz “mais ou menos”. Tudo foi cuidadosamente checado para que o lider certificasse que estava exatamente dentro dos  detalhes da planta de Deus. A mesma coisa acontecia com relação às cerimônias e liturgias. Porque Deus é um Deus de ordem e reverência. Ele não exige 101%, mas não aceita 99%. E o 100%  que Ele pede é proporcional ao melhor que você e sua igreja têem a oferecer. Isso está diretamente ligado à maximização dos juros dos talentos que Deus nos confiou e cobrará no dia final de acerto de contas. Está também diretamente ligado à eficácia do trabalho de evangelismo da igreja.  Amigo, Deus não aceita nada “mais ou menos”. Ele não aceita uma adoração “mais ou menos”; não aceita ser um cristão “mais ou menos”; não aceita ser “mais ou menos” obediente; “mais ou menos” fiel; “mais ou menos” verdadeiro. Porque Ele não nos salvou “mais ou menos” e nem é “mais ou menos” Deus. Não se esforce para ser o melhor, mas faça sempre o seu melhor, porque Deus deu a você o melhor – Jesus Cristo.

Por: Rubens Silva

PEQUEI… de novo!

pequei de novoVivemos num mundo complicado, rodeados por nuvens de tentações de todos os tipos, onde precisamos estar em guarda permanente das entradas de nossa alma. Mas precisamos reconhecer que, mesmo sendo cristãos, às vezes caímos, ficamos desanimados, decepcionados e até deprimidos pelos erros que cometemos. O pecado nos separa de Deus, e o inimigo se aproveita de nossas fraquezas e quedas para nos manter no solo. Mas não precisamos ficar no chão!  Jesus Cristo sempre toma a iniciativa e estende Sua mão em nossa direção,  nos oferecendo o Seu gracioso perdão. As duas naturezas que recebemos ao nascer continuará em luta ferrenha pela supremacia, vencendo aquela que for mais alimentada; e assim será até a volta do Senhor, quando Sua igreja passará da categoria de militante para a de triunfante, e nós receberemos uma eterna natureza glorificada. Portanto, não devemos focalizar a atenção em nossos erros e fracassos. Em vez disso, devemos olhar para a cruz de Cristo e nunca desanimar da fé,  porque foi Ele mesmo Quem prometeu: “…e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” João 6:37. Podemos perder algumas batalhas, mas temos a certeza de que a guerra já foi ganha na cruz do calvário! Em nome de Jesus podemos ser mais do que vencedores e nunca desistir,  porque “aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.” Mateus 24:13.  Amigo, jamais permita que suas fraquezas te afastem dos caminhos de Deus.
Fazendo um balanço no final do dia, comecei a enumerar todas as minhas ações. Fiz coisas boas como orar, escrever, ler a Bíblia, dei uma esmola na cidade, ajudei meu vizinho da frente, fiz caminhada, mas a lista logo chegou ao fim. Então vieram as coisas más, como xingar escondido, pensamentos ruins, *#$%!@, falar mal de alguém, kyrbgyrpxm, comi demais, 6HÜ&*Ln, senti inveja, utmw#&)@, raiva no trânsito, ft&$m¨8b,… – desisti de contar. Sentado ali no sofá da sala, vi minha sombra projetada na parede e confesso que fiquei com vergonha da sombra. Fiquei bem chateado comigo mesmo; pensei em orar mas não tive coragem – que vergonha! Eu estava sozinho em casa. Levantei-me dali pedindo desculpas em voz alta e fui para a cama. Me virava de um lado para outro, por horas, incomodado com aquela lista indesejável – simplesmente não conseguia dormir com aquele constante peso pela culpa que me torturava a mente. De repente, ouvi uma voz suave, como se fosse meu anjo falando comigo – e um diálogo se seguiu:
ANJO: eu vi tudo o que você fez, mas durma tranquilo… sua oração foi atendida;
RUBENS: mas eu nem orei!;
ANJO: quando você fazia a lista das coisas boas, eu fiquei preocupado porque percebi certo orgulho da sua parte, mas quando
você começou a enumerar seus erros, pude ver no seu semblante e no coração, o seu pesar, a sua tristeza… vi que você
estava realmente arrependido;
RUBENS: mas eu estava com tanta vergonha de Deus que não tive coragem nem de orar;
ANJO: eu lia o seu coração naquele momento. Sentei do seu lado e te abracei ao ver a sua intensa luta – por isso estou
aqui, vim te acalmar…;
RUBENS: eu não deveria ter feito aquilo… vou pedir perdão agora mesmo!;
ANJO: Meu filho, quando você se levantou do sofá, eu ouvi aquele seu brado e te perdoei naquele momento! Durma tranquilo…
já apaguei a sua lista, sou Jesus Cristo.
RUBENS: Obrigado Senhzzzzz…

Por: Rubens Silva

VITÓRIA DA FRAQUEZA

vitoriaVivemos numa sociedade perversa, mas que rotula maus cidadãos. Esse fenômeno está dentro de uma normalidade previsível, porque mesmo uma sociedade inimiga de Deus necessita de um código moral e de conduta para manter o bom andamento das comunidades. Na igreja  não é diferente. São necessárias normas e regras para manter o bem estar dos fiéis, que devem ser baseadas na única regra de fé, a palavra de Deus. Bom seria se a sociedade secular adotasse o código moral do decálogo; assim teríamos menos hospitais, prisões e empregos para os aplicadores da lei. O problema surge quando a igreja começa a absorver a proposta secular de justiça. É lamentável que em alguns casos, no exercício da aplicação disciplinar, a balança da justiça pende para o lado legalista onde a compaixão, a misericórdia e a restauração são deixadas de lado, em nome do “zelo”. Há casos em que o crente pecador é rotulado e tirado de circulação e o inimigo sai vitorioso. Dessa forma, muitos abandonam a fé, sentindo a maldição de um Deus que supostamente seria ilimitado em perdoar, sendo-o de fato. Deixam de ir à igreja porque mantém algum vício, algum pecado ou mesmo não possuem roupas adequadas – tudo por vergonha, medo da rejeição, críticas ou mesmo receio de serem marginalizadas. É claro que é preciso admoestar e aplicar a disciplina, afinal, vivemos numa coletividade; mas até para isso, Jesus já deixou toda a orientação por escrito para evitar qualquer confusão ou caprichos pessoais, sendo a regra para tal, o amor e a restauração. Jesus Cristo disse: “Os sãos não necessitam de médico, e sim os doentes; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.” Marcos 2:17  Se a igreja é um hospital, por que os bem “doentes” devem ficar fora dela, principalmente aqueles que estão em “estado terminal”? O evangelho de Cristo não se contradiz e tem o objetivo de receber e salvar o pecador. “O que vem a Mim, de maneira nenhuma o lançarei fora.” João 6:37  é o próprio Jesus Cristo afirmando. Todos erram, mas alguns erram mais não é? E para esses que erram muito, dou o meu recado de hoje.
Deus tinha um grande projeto para José, mas ele era um ser arrogante. Como resultado, sofreu humilhação e a dura vingança dos irmãos. Finalmente aprendeu a lição e ficou apto para assumir o governo egípcio e trazer a família de Israel para o Egito.
Deus tinha um grande projeto para Moisés, mas ele era um ser violento, chegando mesmo a cometer um assassinato. Sofreu um castigo de 40 anos no deserto, até que ficou manso e apto para assumir a solene missão de tirar o povo de Israel do Egito.
Paulo  executava pessoas friamente, mas caiu do cavalo e foi humilhado até aprender a lição da misericórdia e humildade. Finalmente foi escolhido como o grande apóstolo aos gentios.
Pedro era violento e genioso. Traiu o Mestre e chorou amargamente. Mas com apenas um penetrante olhar de Jesus, teve sua vida transformada. Finalmente estava apto para ser o apóstolo aos Judeus e líder da igreja primitiva.
O rei Davi era mulherengo e sanguinário; sofreu muito, mas arrependeu-se até o pó. Foi o grande rei de Israel e considerado o homem segundo o coração de Deus.
Amigo, se você tem muitos defeitos ou aquele defeito enorme e por ele sofre alguma consequência, não desanime. Aceite humildemente a repreensão de Deus; pode ser que através dela é que Deus esteja preparando-o para um grande projeto que somente você poderá realizar. Quando somos humildes diante de Deus e buscamos o Seu perdão, não há defeito que nos desqualifique para cumprirmos Seus projetos.

Por: Rubens Silva

NO FUNDO DO POÇO

depressionAlguém me disse: às vezes me sinto no fundo do poço – e a conversa tomou esse rumo… Mas o que será realmente esse fundo do poço? É justo que alguém saudável, com comida e um teto para morar sinta-se no fundo do poço? Então, o que é poço? o que significa estar no fundo dele? A postura diante de um mesmo problema pode variar dependendo da estrutura emocional ou o temperamento do sujeito que o carrega; o que é poço para um pode ser poça para outro. Na verdade, estar no fundo do poço é quando se perde o chão e permanece num profundo sentimento de fragilidade, tendo a estrutura emocional abalada por erros repetidos ou pelas vicissitudes da vida que pegam de surpresa; por ex. perda patrimonial, vícios, doença, divórcio, prisão, etc… É quando se perde o respeito e  também a dignidade; quando os amigos fogem, familiares desprezam e sente-se até o abandono de Deus. Essas perdas progressivas comprometem a autoestima e põe o indivíduo diante de um muro intransponível de descrença e ausência de solução. Como sair dessa situação é algo que envolve muita paciência e perspicácia. O  melhor a fazer com alguém que está no fundo do poço é o silêncio amigo e compreensivo ou uma ponderação razoável de quem passou por problema similar. Fuja dos argumentos simplórios e da impulsiva inconveniência. Mesmo ao falar sobre Deus é preciso usar de prudência e aguardar em silêncio pelo momento oportuno de receptividade. É preciso entender que existe uma força superior que sustenta o ser, mesmo nos momentos que este se encontra no fundo do poço. É sóbrio compreender que Deus não é apenas tema de religião entre adoradores saudáveis. Ele é uma realidade sustentável e concreta. Deus não é o responsável pelas misérias da vida, mas respeita as escolhas individuais.  Ainda assim, Deus jamais nos deixa a mercê das circunstâncias, nos abandonando na hora que mais precisamos Dele, mesmo culpados. É preciso admitir nossas fragilidades e não abandonar a Deus só porque nos encontramos vulneráveis. Minhas fraquezas não significam necessariamente que eu não ame a Deus, assim como um conflito no casamento também não significa necessariamente a ausência de amor. Essa atitude humilde e sincera diante de Deus me manterá mais próximo dEle. Não se incomode com aqueles que, sem conhecer suas lutas, se dão ao trabalho de julgar, acusar e condenar com o único objetivo de destruir em nome de um zelo equivocado; alguns o fazem apenas por cruel entretenimento. Assim é a vida. Desanimar e não aceitar os problemas da vida significa negar a própria humanidade. O Mestre do perdão disse: “No mundo tereis aflições, tende bom ânimo…”(João 16:33). 

Amigo, você está no fundo do poço não é? Pois foi do fundo do poço que José do Egito renasceu para o brilho e mudou a história de Israel. Foi do fundo de uma cova cheia de leões famintos que Daniel viu o seu anjo, e dali saiu para ser o grande porta-voz  de Deus. Interessante que Deus não impediu que esses homens passassem por essas horríveis experiências, mas foi exatamente lá do fundo que Ele manifestou-Se a eles. Saiba que mesmo se você for o culpado pela sua situação atual, algo maravilhoso poderá acontecer para tirá-lo de onde você se encontra neste exato momento, porque “Ele veio salvar o que se havia perdido”(Mat. 18:11). Ele mesmo disse: “Aquele que vem a Mim, de maneira nenhuma o lançarei fora.”(João 6:37) Pense nisso…

Por: Rubens Silva

Quando as lutas vierem contra você

1Quando estiver no deserto Deus enviará o maná, ele alimenta tanto sua alma com seu conhecimento da verdade, mesmo que a luta seja ferrenha, precisamos perseverar, se ficarmos parados de braços cruzados ou desesperados, esse problema irá se tornar em mais alguns, mas como podemos nos desvencilhar desses problemas? Somente pedindo ao Deus todo poderoso, não existe outra forma.

Quando as lutas vierem contra você, ponha os olhos no Senhor Jesus, somente dEle virá o socorro a sua angústia e falta de ânimo, com isso será vencedor e o poder de Deus será sobre sua vida. Com certeza sua casa será transformada.

Quando não lutamos para resolver os problemas, começam a surgir dúvidas em nossa mente, a revolta torna-se presente, então o inimigo começa a abordar de forma operacional, a pessoa começa ter pensamentos de dar um tempo para Deus, àquele que sempre esteve ao seu lado.

Um caminho novo é colocado em sua frente, à estrada mais segura para a perdição é aquela gradativa, com decline suave, piso macio e sem curvas acentuadas, sem sinalização, sem aviso de quilometragem, sem placas de sinalização, o caminho largo e fácil.

Esse caminho que muitas das vezes nos é oferecido com coisas lindas, fáceis e gratuitamente, para agradar nosso ego, bem estar e nossa carne, o valor que nos custa a obter tudo isso é nada. Muitas pessoas quando estão com problemas procuram a solução no adultério, na bebida e nas drogas, mas no final o problema ainda continua lá e aparecem mais outros por causa dessa atitude. Mas o Senhor quer nos fazer vencedores, isso não vai acontecer com nossas próprias forças.

Por maior que seja a luta, é notório para todos que, aqueles que ficam firmes diante das batalhas no final conseguem se desvencilhar dos problemas, adquire experiência para uma batalha maior e, além disso, consegue usar sua experiência para ajudar outros. Aqueles que não têm forças para fazer isso, o Senhor irá ajudá-lo, então deixará para trás suas limitações.

Existem algumas circunstâncias que problemas não vêm por causa dos nossos inimigos, mas sim por causa da ausência de Deus, nossa mente e sentimentos ficam desguarnecidos.

Não vivemos de esperança, nós oramos. Assim quando as lutas vierem teremos suporte para aguentar, estratégias para dissipar o mal da melhor forma possível, força nas mãos para continuar trabalhando e cuidar da família, para que possamos entender o amor e o porquê de cada luta.

A palavra servos, que se origina da palavra grega doulos, é a mesma que os apóstolos Paulo e Tiago usaram quando se referiram a si mesmos como prisioneiros de Jesus Cristo. A principal função de um servo de Cristo é divulgar o evangelho da graça de Deus. Nessa jornada nossas forças aumentam e conseguimos entender muitas coisas que são pecado, que Deus desaprova, mas o homem desobedece ao Senhor e deixa implantar coisas que sempre foram desaprovadas, enfraquecendo a vida de muitos que querem trilhar o caminho certo, você é um servo valoroso e Deus tem um cuidado especial, nada irá confundir aqueles que estão sempre de joelhos pedindo a Ele, nem problemas irão tirar sua paz.

Seu conhecimento e paixão pelas coisas de Deus, aliados à sua habilidade de comunicar-se com pessoas leigas no assunto, irá transformá-lo em inimigo número daquele que quer nos derrubar.

“porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.” Efésios 6:12.

(Oscar Correia)

CT

 

Deus não os livrou da fornalha, mas sim na fornalha

1Havia um homem chamado Bartimeu que era cego, talvez tivesse sido um acidente ou um problema congênito, mesmo com problemas físicos de visão, havia uma aguçada visão espiritual.

Mesmo com seu grave problema aceitou a Jesus como o filho de Davi, sabia que poderia ser ajudado, o impossível poderia acontecer, era palpável, deixaria aquela vida miserável, então tomou a decisão de clamar, “Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim”.

Esse clamor foi provavelmente a melhor decisão na vida de Bartimeu, ignorou todas as pessoas que estavam pedindo para que se calasse, ignorou aqueles que deveriam dar palavras de apoio, eram palavras de desesperança e zombaria, mas em seu coração havia a certeza de continuar acreditando na solução do seu problema. “Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” Salmos 51:17. Sua fé, persistência e força chamaram a atenção de Jesus, pediu para que se levanta-se; então a pergunta foi lançada, aquele homem respondeu, essa obediência foi essencial e sua fé indispensável para que fosse curado. Saiu de uma situação que durante anos o reprimia.

Precisamos chamar a atenção de Deus, mas como fazemos isso? com nossos pensamentos limpo e puro, atitudes em ajudar o próximo, em respeitar marido, esposa, filhos, amigos e desconhecidos, apressar os pés para obter moral e caráter e tendo uma vida segundo a bíblia. Bartimeu estava cego, mendigo e triste, no minuto seguinte foi curado e seguindo a Jesus.

Naamã, mergulhou sete vezes no Jordão, cada mergulho representava algo: humildade, obediência, coragem, fé, perseverança, visão e coração aberto para ouvir.

O pecado lhe convida e você diz não, mas ele é insistente, até em sonhos tenta nos perseguir, mas se nós deixarmos levar, então esquecemos de Deus, do que fez por nós e no que nos transformou.

O segredo é reconhecer que Deus é misericordioso e perdoador, quer saber como está sua vida hoje, seu passado não pode atormentar sua vida. O que Deus tem te pedido? o que precisa fazer para ficar mais próximo dele? Naama mergulhou sete vezes no Jordão, foi algo simples, mas precisou ter obediência para ser abençoado então houve milagre, coração aberto para servir a Deus, encontrar o caminho para restaurar sua vida com Deus, é preciso de jejum, oração e louvar o seu Santo nome.

Para cada um desses sete atributos existe um objetivo. Precisamos ser sal da terra, os que nos observam precisam ter sede de conhecer a palavra de Deus. O Senhor irá nos medir por nossa fidelidade para estarmos no céu algum dia, precisamos fazer algo hoje.

Sadraque, Mesaque e Abednego foram levados como escravos, tinham todos os argumentos para se tornarem revoltados, depressivos, maldizentes e até fazer coisas erradas, não tinha ninguém olhando e além disso estavam num lugar propício a vários tipos de pecados. Mesmo diante de milhares de pessoas de vários povos, mesmo diante da pessoa mais poderosa na terra na época, diante do perigo, morte, sofrimento e consequências, não traíram os princípios deixados por Deus, não se amedrontaram, ou recuaram, poderiam pensar “é só um pecado, depois peço perdão”.

Então um desafio foi lançado pelo rei Nabucodonosor “E quem é o Deus que vos poderá livrar das minhas mãos?”, por muitíssimo menos, pessoas teriam pecado sem esforço nenhum, ou iriam temer diante da frase lançada, mas neles tiveram um efeito contrário, gerou mais forças para continuarem sendo fieis a Deus. Não prostraram-se diante da estátua de ouro, por isso foram jogados em uma fornalha ardente, como sempre Deus sempre faz além daquilo que pedimos porque seu amor é eterno. Neste momento todos pensaram que eles iriam morrer, menos eles.

Quando os três jovens foram jogados na fornalha, aqueles que o jogaram morreram queimados só por chegarem perto. Dentro da fornalha não haviam apenas três, mas quatro pessoas e nada aconteceram com eles, nem sequer um fio de suas cabeças queimou, o anjo do Senhor estava com eles e Deus foi além, não os livrou da fornalha mas sim na fornalha.

Talvez a tribulação que está passando seja a disciplina imposta por Deus. Quando não estamos caminhando com Ele como deveríamos, então entra em cena como um pai amoroso para nos proporcionar circunstâncias que foram projetadas para nos levar de volta a santidade.

Quando Deus nos deixa passar por um período de problemas e dificuldades, nem sempre é porque fizemos algo errado ou por causa das circunstâncias normais envolvidas em se viver num mundo perdido que está amaldiçoado pelo pecado. Às vezes Deus quer dizer alguma coisa àqueles que estão ao seu redor, e Ele quer usar você para transmitir essa mensagem

(Oscar Correia)
CT
 

Você mudaria se pudesse?

1O inimigo de nossas almas tem lutado com toda brutalidade contra nós e sem compromisso moral, eles são milhões contra você, mas o poder e as promessas de Deus são tão grandes que estamos totalmente protegidos contra qualquer ataque e além disso, temos toda sorte de benção para nossas vidas.

Situações que nos deixaram no desconhecido, onde os pés podem falhar e as consequências são irreversíveis como uma doença por causa do adultério ou uma vida promiscua onde é pregado, o que vale é seu prazer pessoal, a felicidade está vinculada a essas situações.

Paulo já alertava sobre isso em Romanos 1, muitos não querem mudar porque falam que nasceram assim e irão morrer assim, mas se eu te falar que sendo uma nova criatura tudo em sua vida mudaria? centenas de milhares de pessoas estão incomodadas com a vida que levam hoje, mas o descontentamento é o primeiro passo para a mudança.

Se ficarmos martelando no passado, nós definitivamente iremos perder o futuro, a mudança neste caso seria primordial. O que você mudaria se pudesse? se tivesse uma chance ou o recurso certo?

Em nossas vidas temos perdas e ganhos, silêncio ou a atividade, ambas podem mudar toda uma situação, o nascimento e a morte são outros fatores que mudam nossa vida, mas em meio a tudo isso existe o caminho da imortalidade, do descanso eterno, do prêmio maior, mas para obter a vida eterna você mudaria de vida se pudesse?

Neste novo século essa nova geração tem recebido diversos tipos de informações, conforme vai aumentando o conhecimento e a liberdade, tem vontade de experimentar nossas situações sejam elas boas ou ruins, independente da consequência, muitas de nossas escolhas deixam marcas para o resto da vida, outras podem ser até remediadas.

Mas e se mudarmos nossas vidas visualizando uma comunhão com Deus? enxergar valores e novas opções de atitudes? é claro que uma vida entregue aos caminhos do Senhor também enfrentará provações e dificuldades, porque tudo e todos irão lutar contra você para desistir dessa ideia, mas que tal passar pelas tempestades aprendendo a dançar na chuva e viver acima das circunstâncias?

Nunca confunda mudanças com perdas, por vezes na vida precisamos perder para ganhar e Deus não irá permitir você temer os contrários da vida. O que dão mais resultados, uma vida com alegrias passageiras e temporárias ou infindável sem violar sua honra e valores?

Hoje ensinam que podemos beijar quem quiser, que o amor é alternativo, o seu prazer pessoal está acima dos outros e de valores apresentados pela sociedade e religião, mas não ensinam as consequências dessas atitudes. Deus faz a inflexibilidade de uma pessoa alterar-se para uma nova percepção do presente, tamanha é essa força para entender o máximo da vida, a mudança se tornará algo fácil de entender e sentir, mas você mudaria se pudesse?

Paulo ensina a não nos moldarmos segundo os padrões deste mundo, mas que sejamos transformados pela renovação da mente e assim sejamos capazes de comprovar a agradável e perfeita vontade de Deus, e qual seria essa vontade? que tivéssemos vida com abundância na verdade e justiça, no conhecimento das coisas santas.

E se lhe fosse oferecido o presente da vida eterna e a promessa de nunca mais passar por aflições, o que você faria? até que ponto iria para conseguir esse objetivo? e depois de estar no caminho certo, o que poderia tirar o desejo de obter vida eterna?

“Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos.” 1 João 3:2.

(Oscar Correia)
CT

 

UM ASSUNTO LEGAL

Cumberland_School_of_Law_Justice_and_Mercy_2Vamos dizer, numa hipótese, que roubei 25 milhões de dólares há vinte anos. Mas me arrependi, fui até a polícia local e confessei o meu crime. Irei receber o perdão do juiz? Certamente que NÃO. Como a legalidade não prescreveu, irei preso imediatamente, no correto cumprimento da lei. Mas, e se arrependido, eu for até Deus e com humildade e tristeza pedir-Lhe perdão, será que Ele irá me perdoar? Ele assegura que SIM(Prov. 28:13). E nem irá me entregar para a justiça dos homens, porque o Seu perdão é soberano. Percebe a diferença entre a justiça de Deus e a dos homens? Deus não vai pedir para eu fazer qualquer restituição, porque sabe que não será possível fazê-la. Foi o que aconteceu com o rei Davi. Ele se arrependeu amargamente. Após secreta confissão, foi absolvido por Deus, pelo perdão recebido; não perdeu a coroa e nem pagou pelo que fêz, porque a vida de Urias não tinha preço. Mas se Davi tivesse cometido esse crime no Estado do Texas/USA, por ex., certamente e segundo as leis do Estado, teria ido para o corredor da morte. Então, Deus é injusto? Não. Acontece que somente Deus conhece o coração do homem. Somente Ele sabe quando o nosso arrependimento é genuíno. Entenda que o perdão de Deus é completo e QUITADO. Ele não fala: vai lá e devolva, depois volte para receber o perdão. Se a qualificação para o perdão de Deus fosse a restituição, alguns pecados jamais seriam perdoados, como exemplos, o assassinato e o estupro, que não tem como devolver à vítima. A justa devolução material, quando possível, atenua o agravante, sendo um benefício para a reputação do réu, mas não opera a justiça de Deus. Mas lembre-se, Deus não é um Deus de impunidade. Ele visita a maldade do transgressor, e ai daquele que cai pelas Suas mãos. A pena estabelecida por Deus para o transgressor obstinado é a morte, e morte eterna. As consequências não são um pagamento pelo erro e sim um resultado inevitável da transgressão; a vítima não recebe qualquer benefício material pelas naturais consequências do réu.
O amor e a justiça de Deus são temas que jamais se esgotam. Não cabe ao homem avaliá-Lo, tampouco questioná-Lo. Deus é justo em todos os Seus caminhos.
“Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia;” Isa. 64:6

Por: Rubens Silva

Existe um memorial escrito diante de Deus para aqueles que o temem

1“Então aqueles que temeram ao SENHOR falaram freqüentemente um ao outro; e o SENHOR atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o SENHOR, e para os que se lembraram do seu nome. E eles serão meus, diz o SENHOR dos Exércitos; naquele dia serão para mim jóias; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve. Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.” Malaquias 3:16-18.

Quem compreender essa palavra e este assunto terão várias respostas as indagações da vida. Não temos problemas nenhum com Deus enquanto nosso espirito estiver presidindo nossa vida, mas no momento que desobedecemos o pecado entra em nós, então começamos a enxergar pela perspectiva da carne todas as coisas, entramos em situações erradas e novas que antes nunca tínhamos feito antes, experiências erradas já não parecem mais erradas.

Alternativamente, nos acostumamos com os pecados ocultos, pensamentos que nos contradizem e não notamos esses erros. Não podemos andar por emoções, sentimentos, apetites, desejos, ambições, cobiça, inveja, nem com mentiras. O Senhor nos dá um espirito regenerado, uma nova capacidade e nos coloca no lugar certo.

Ninguém é igual a você, o próprio Deus está te avaliando e aquilo que lhe foi tirado será restituído, Jó nos deixou um exemplo que até aqueles que o deixaram, esses também os amou. Existem outros dentro da bíblia que nos deixaram um grande exemplo para nossas vidas, você não é anônimo seu nome está escrito no memorial de Deus.

Não pode haver honra maior do que essa, ter o nome achado no memorial do grande e altíssimo Deus. Vemos Hur e Arão que ajudaram a Moises, ergueram suas mãos assim o povo prevaleceu, eles demonstraram amor.

Ebede-Meleqie também praticou o amor, era um simples funcionário mas corajoso, ajudou o profeta Jeremias. Havia um homem paralítico esse tinha quatro amigos que ajudaram a ser curado por Jesus, se não fosse por esses, como poderia ser ajudado? eles praticaram o amor na hora certa.

Jael foi muito importante para o povo de Deus e bendita entre as mulheres, houve uma grande batalha, sua coragem e ajuda foi crucial, aqueles que te perseguem Deus está vendo assim como a palavra diz em Juízes 5.31, porem os que amam ao Senhor serão como o sol quando sai a sua força. Mesmo diante da adversidade estava preparada, porque se não, nada teria conseguido, mesmo diante do inimigo não amedrontou-se mas buscava a presença de Deus, o livro da lei estava em seu coração e em seus lábios.

Qual é a sua batalha hoje? qual é o Jordão que está passando? o que está deixando seu coração inquieto? precisamos nos preparar para passarmos diante das dificuldades, mas precisamos estar alicerçados na palavra de Deus, andar em seu caminho santo, então iremos resistir as tempestades que afronta nossas vidas, ora, o Senhor está te observando e enviará a vitória, ter seu nome escrito no memorial de Deus é uma honra insubstituível, trilhando o caminho certo, mostrará a fidelidade do Senhor.

Às vezes temos a oportunidade em nossas mãos, lutamos ou desistimos, o meio-termo disso se chama infelicidade. Ao compreender que seu nome está diante de Deus, a felicidade e força tornam-se sempre presentes.

Existe uma força interna que o mantêm em pé, que o faz seguir em frente, impedindo-o de sucumbir ao desespero como ocorrem com pessoas que estão vivendo a mesma situação. Deus manda lhe dizer, continue em frente de qualquer maneira, caminhe ao lado do Senhor, não adiante nem atrase seus passos.

(Oscar Correia)
CT