Como identificar frutas de qualidade para o consumo?

 É extremamente importante escolher bem as frutas frescas para consumi-las e saber: quanto mais fresca, melhor! Sem contar que faz muito bem à nossa saúde.
O ideal é comprá-las em feiras livres, onde a qualidade é superior e aproveitar os dias de feira dos grandes mercados, já que nesses dias a variedade e qualidade das frutas tendem a ser maiores e os preços mais em conta.
Frutas – Saudável
Para levar em consideração:
– Prefira sempre as frutas da estação, pois elas estarão mais baratas e terão amadurecido sem o auxílio de produtos químicos.
– Segure a fruta delicadamente, sem furar e sem apertar. A casca deve estar firme e com a cor uniforme.
– Prefira as mais vistosas. As murchas estão menos hidratadas e perdendo nutrientes.
– Escolha frutas nem muito verdes, nem muito maduras.
– Sinta o cheiro da fruta, quanto mais agradável o aroma, mais saborosa ela estará.
– As frutas importadas normalmente recebem um tratamento químico para suportarem o transporte. Evite-as.
– Se a fruta estiver madura, conserve na geladeira para prolongar a qualidade. Se estiver verde, embrulhe em folhas de jornal para acelerar o processo de amadurecimento.
– Evite lavar a fruta se não for consumir logo. Lavada, ela se deteriora com mais rapidez.
Como escolher as frutas?
Abacate – Escolha o mais pesado, firme e de polpa macia. Aperte suavemente para verificar se está firme.
Abacaxi – Puxe uma folha do centro da sua coroa. Se ela se soltar com facilidade, está pronto para ser consumido. O cheiro deve ser doce, a casca dourada e deve estar macio à pressão dos dedos.
Banana – Se for para consumo imediato, escolha as firmes que tenham a casca bem amarela. Se não, escolha as que estiverem ligeiramente esverdeadas. Sempre escolha as bananas que estão bem presas às pencas e que estejam sem manchas escuras.
Coco verde – Para saber se está bom, bata na casca. Se o som for oco, indica que está estragado. Pra saber se tem bastante água, chacoalhe. Se ouvir o barulho da água, é porque tem pouca.
Caqui – Prefira o caqui mais firme e de cor uniforme e observe se não há rachaduras na casca.
Figo – Deve estar firme, sem bolor, partes muito moles ou amassadas.
Fruta-do-Conde – Precisa ter um tom verde-escuro acinzentado. Deve estar macia ao toque, mas não muito mole a ponto de quase se abrir.
Laranja – As mais pesadas possuem mais suco. Nesse caso, pequenas manchas marrons mostram que está bem doce e suculenta. A laranja seleta deve estar com um pedaço do galho (sinal de que foi colhida da forma certa).
Limão-galego – Deve ter casca fina e lisa. Escolha os mais pesados e que cedam levemente à pressão dos dedos.
Mamão – Evite os rachados, escuros ou machucados. Deve ser macio, mas não mole.
Manga – Deve ter cheiro doce e cor amarelo-avermelhado. Deve ser firme e macia ao toque. A casca não deve ter fissuras, picadas, batidas e nem deve estar grudenta.
Maracujá – O bom maracujá é pesado. Quando está muito leve significa que a polpa é pouca ou secou. No maracujá azedo, a casca enrugada significa que já está maduro. O maracujá doce deve ter a casca lisa e brilhante. Em ambos os casos, elas não devem apresentar manchas escuras ou rachaduras. O maracujá está bom para consumo quando cede à pressão dos dedos sem romper a casca.
Melancia – Casca firme, lustrosa, resistente e de cor verde-rajada. Bata na casca e escute o som. Estará pronta para o consumo quando emitir um som oco.
Melão – Casca firme, amarela, sem fissuras ou amolecimentos. Para saber se está pronto para o consumo, sacuda. As sementes devem estar soltas e farão barulho.
Tangerina – As melhores são as tangerinas achatadas nos polos, e com o centro um pouco solto do fruto (basta pressionar ligeiramente no topo). Sacudir a fruta também ajuda a fazer essa checagem.
Uva – As pretas e vermelho-escuras são mais saborosas. Devem ser firmes e estar bem presas ao cacho – evite as manchadas ou murchas.
Com informações de: Panela de Barros

Fonte:  Jornal Gospel News

Marcelo Aguiar na luta contra as drogas na Câmara dos Deputados

lutacontraasdrogasO deputado federal Marcelo Aguiar (DEM-SP), é um dos defensores das famílias na Câmara dos Deputados em Brasília. Durante seus trabalhos nessa semana, Marcelo Aguiar enfatizou sua luta contra as drogas durante sua fala:

“Mesmo que o governo tente legalizar a maconha, vamos lutar até o fim. Não podemos aceitar essa destruição nas nossas vidas e nas famílias”.

O parlamentar que também é um dos defensores da bandeira “Sou Careta, Drogas Bah!”, campanha que tem levado por todo o Brasil a conscientização dos malefícios das drogas e suas conseqüências nas famílias.

Marcelo Aguiar também apresenta um quadro no programa “De Bem com a Vida” da Rede Gospel de TV onde, entre diversos temas, apresenta entrevistas com especialistas sobre o tema drogas. Assista no site duas importantes entrevistas que trarão esclarecimentos e importantes informações sobre a prevenção e o combate às drogas.

Deputado Marcelo Aguiar participa de ato em Brasília em prol da Segurança Pública e o combate às drogas

Durante a tarde de 3/6 em Brasília, o deputado federal Marcelo Aguiar participou de um ato organizado pelo líder do Democratas na Câmara, em protesto aos 600 mil homicídios registrados nos 12 anos de Governo PT. A ação dos deputados presentes aconteceu em frente ao Palácio do Planalto, na Praça dos Três Poderes. O objetivo foi denunciar o fracasso da política de segurança pública durante o período citado.

“A minha bandeira é lutar pela vida e pelas famílias, e não aceitamos isso que está acontecendo. De 730 milhões prometidos em investimentos ao tratamento de dependentes químicos, apenas 76 milhões foram investidos, deixando mais de 54.500 viciados sem tratamento”. Disse o deputado Marcelo indignado com a falta de comprometimento com o combate às drogas no país.

Segundo os organizadores, o Brasil é o sétimo país com maior taxa de mulheres assassinadas. Números assustadores que indicam uma necessidade urgente de mudanças no setor da segurança pública no País.

Como conviver com o idoso

 

 

1- Nunca pergunte a um idoso: qual é o segredo de viver tanto assim? Porque a pessoa não vai lhe convencer ou vai dizer que não sabe a resposta. Quem vai adivinhar como se vive anos e anos, com tanta virose, corrupção, mentira, tapeação, bala perdida, exploração… ruindade!
2- Nunca telefone ou visite um idoso entre 12:00h e 16:00h. TODO idoso gosta de descansar nesse período sagrado.
3- Jamais conte um problema ao idoso. Ele vai poder ajudar? Também não seja o problema do idoso: é covardia. Ele não vai ter como se defender.
4- Nunca interfira na decisão do idoso: se ele decidiu ser enterrado ou cremado. Não fique reclamando do preço da cremação, do túmulo..Nem fique agourando e perguntando o que a família deve escrever por cima do túmulo.
5- Nunca diga ao idoso: essa história você já me contou dez vezes. Diga a ele que a história é interessante e o ajude a resumi-la. Ele vai entender que a história é conhecida!
6- Não estimule o idoso a se lembrar de um fato que lhe cause sofrimento. Desvie sempre a tristeza para o lado bom de tudo.
7- Não explore a disponibilidade do idoso, lembre-se que ele já trabalhou muito e hoje não tem mais resistência, saúde e vigor para tomar conta de problemas e cachorros… dos outros. Deixe em paz o cartão bancário com o pagamento da minguadíssima aposentadoria. Vai à luta!
8- Mude o canal da TV quando o assunto é desgraça!
9- Ao visitar o idoso, leve algo que lhe faça bem à saúde: boa conversa, estímulos, boas notícias… palavras cruzadas, linha para crochê… uma fruta que ele possa consumir… um livro. Nas festas de aniversário e Natal, seja criativo! Chega de tanto pijama e chinelo.
10- Lembre-se: a pessoa idosa tem todo direito à felicidade e não vai ser você que vai atormentar os derradeiros dias da vida de ninguém. Exercite a gratidão, o perdão, a solidariedade e chega de despejar lixos de traumas, tristezas antigas e carências na caçamba que a vida cismou de colocar na porta de quem lutou tanto para resistir às intempéries.

Ivone Boechat

BH recebe Seminário sobre Dependência Química

sbbEm sua segunda edição, evento promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil acontece no dia 7 de abril, tendo como tema “O Recomeço, deixei de usar e agora?”.

“O Recomeço, deixei de usar e agora?” é o tema da segunda edição do Seminário sobre Dependência Química em Belo Horizonte (MG). Promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), com o apoio da Faculdade Batista de Minas Gerais e Colégio Batista Mineiro, o encontro será realizado em 7 de abril, das 13h às 17h, no Auditório 1 da Faculdade Batista.
Aberto a dependentes químicos em tratamento e seus familiares, dirigentes de comunidades terapêuticas, organizações que trabalham na prevenção e tratamento, bem como aos profissionais da área e interessados no assunto, o evento tem como objetivo promover um debate sobre a dependência química e o papel da Bíblia no processo de recuperação e reintegração social.
“São muitos os desafios para os dependentes que conseguem se afastar das drogas e que buscam uma nova oportunidade de vida. Neste processo de retomada, a Bíblia tem se mostrado um importante instrumento, porque leva uma mensagem de esperança tanto às famílias, quanto ao dependente em recuperação”, observa o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert, responsável pela palestra “O papel da Bíblia na Reinserção Social”.
O programa inclui ainda as palestras “A Participação do Estado na Reinserção Social”, com Cloves Benevides, subsecretário de Políticas sobre Drogas de Minas Gerais, e “Reinserção ou recaída?”, com Odair Volpe, coordenador do Grupo de Ajuda Mútua da Igreja Batista Central de Belo Horizonte. Estão previstas também apresentação musical e a participação da Associação Brasileira Comunitária para Prevenção ao Uso e Abuso de Drogas (ABRAÇO).

Confira a programação:

13h00 – Credenciamento
14h00 – Abertura
14h20 – Apresentação musical da Missão Jericó
14h40 – “O papel da Bíblia na Reinserção Social, com Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB
15h20 – Vídeo sobre a Bíblia de Estudo Despertar
15h30 – Compartilhando experiências com a Associação Brasileira Comunitária para Prevenção ao Uso e Abuso de Drogas (ABRAÇO)
15h50 – “A Participação do Estado na Reinserção Social”, com Cloves Benevides, subsecretário de Políticas sobre Drogas da Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais
16h10 – “Reinserção ou recaída?”, com Odair Volpe, coordenador do Grupo de Ajuda Mútua da Igreja Batista Central de Belo Horizonte
16h50 – Entrega de certificados
17h00 – Encerramento

Serviço
II Seminário sobre Dependência Química em Belo Horizonte
Data: 7 de abril de 2014
Horário: das 13h às 17 horas
Local: Auditório da Faculdade Batista de Minas Gerais
Endereço: Rua Plombagina, 305 – Auditório 1 – Belo Horizonte – MG
Informações e confirmação de presença: 0800 727 8888, (31) 3343-9118 ou (31) 3343-9121.

A SBB e o programa A Bíblia na Recuperação da Dependência Química: Fundada em 1948, no Rio de Janeiro, a Sociedade Bíblica do Brasil tem como missão “promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”. É uma entidade sem fins lucrativos, de natureza religiosa, social e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia, um bem de valor inestimável, que deve ser disponibilizado a todas as pessoas. Por seu caráter social, desenvolve programas com o objetivo de promover o desenvolvimento espiritual, ético e social da população brasileira, entre eles o Fortalecer.
O programa A Bíblia na Recuperação na Dependência Química tem o objetivo de contribuir para a recuperação dos dependentes químicos e prevenir o uso de drogas. É desenvolvido em parceria com organizações especializadas no tratamento terapêutico desse público. Em parceria com essas organizações, a SBB criou a Comter (Comunidades Terapêuticas em Rede), a fim de estimular a troca de experiências e a utilização da Bíblia no processo de recuperação.
Por meio deste programa, a SBB promove, desde 2008, os seminários, cujo grande diferencial é divulgar o papel da Bíblia neste processo e incentivar a participação de dependentes químicos em recuperação, sejam eles internados em comunidades terapêuticas ou em tratamento ambulatorial.

Por: Luciana Garbelini

6º Encontro para uma Sexualidade Sadia discute vida sexual de acordo com padrões de Deus

Na ocasião também serão abordadas as distorções humanas a respeito do sexo, e como isso acarreta a desestruturação familiar.

cristao-e-a-sexualidadeO 6º Encontro para uma Sexualidade Sadia discutirá este ano os princípios para os quais Deus estabeleceu o sexo e também as formas como o pecado distorceu seu uso, com um debate a respeito das raízes da homossexualidade e seu desenvolvimento entre os homens e mulheres. O encontro faz parte das atividades paralelas do 16º Consciência Cristã, e vai ocorrer entre os dias 1º e 4 de Marco, em Campina Grande, na Paraíba.

Participarão das palestras o pastor Geremias Couto, que fará uma preleção sobre o tema “Princípios para uma Sexualidade Sadia”, quando explicará as consequências da desestruturação familiar que possuem origem na deturpação da sexualidade. “A sexualidade é uma dádiva de Deus ao ser humano e tem algumas funções definidas, entre as quais o prazer mútuo entre os cônjuges. É óbvio que o pecado distorceu o seu uso e o desfigurou do padrão original, o que significa dizer que ele pode ser praticado de forma pecaminosa, fora dos padrões para os quais Deus o estabeleceu. Mas se os princípios que o regem forem levados em conta, a prática da sexualidade sadia é algo perfeitamente possível”, pontua Couto.

Também o reverendo Augustus Nicodemus fará uma participação com o tema “O lugar do sexo no casamento”, com uma análise das respostas do apóstolo Paulo aos crentes da igreja de Corinto sobre casar ou ficar solteiro, pureza sexual e o propósito do sexo no casamento.

O pastor Joide Miranda e sua esposa Edna Miranda farão diversas participações onde abordarão temas como “A Raiz da Homossexualidade e seu Desenvolvimento”, “Amor restaurado (paternidade)”, “Homossexualidade: opção ou orientação?”. Em uma ocasião especial o pastor Joide dará seu testemunho de vida contando como passou de travesti a pregador do Evangelho e sua transformação após se converter a Cristo.

Também o pastor Pr. José Pontes explanará a respeito da “A herança sexual histórica e sua influência nos dias de hoje”, e por fim o pastor Renato Varges falará sobre “A igreja e o dilema da crise da masculinidade que envolve a família brasileira”.

O encontro é aberto a todos e as inscrições são gratuitas. Para se inscrever nesse encontro, bem como nos demais eventos paralelos basta acessar o site. Veja a programação completa e horários no site do 16º Encontro para a Consciência Cristã.

Sobre o Consciência Cristã

Campina Grande (PB) abriga há 15 anos o Encontro para a Consciência Cristã, um evento essencialmente voltado ao desenvolvimento da igreja e à propagação dos valores cristãos entre toda a sociedade. Ao longo de suas edições, ganhou força e notoriedade não só no cenário nordestino, mas nacional e internacionalmente, sempre apresentando líderes e temas da mais alta relevância para o meio cristão.

A participação intensa do público contribuiu significativamente para o crescimento do encontro, e todos os anos, a VINACC realiza levantamentos e pesquisas com o foco em aprimorar e oferecer a melhor organização, visando ainda a seleção de líderes e preletores que fazem a diferença para o meio evangélico.

Sobre a VINACC

Responsável pela organização do Encontro para a Consciência Cristã, a VINACC realiza o evento todos os anos no período do feriado de Carnaval. Difunde ainda outros projetos de evangelização e campanhas a respeito de temas do interesse da família e da comunidade cristã, como no caso da que foi feita contra a aprovação da PLC 122/06.

Com escritório em Campina Grande, a VINACC opera como uma instituição sem fins lucrativos e por meio de seus projetos, mantido por ofertas voluntárias, vem contribuindo significativamente para a propagação do Evangelho genuíno no Brasil.

Mais informações


Jussara Teixeira – Assessora de Imprensa

(19) 988228108 teixeiracomunica@gmail.com

Curta a fanpage do Consciência Cristã e acompanhe os preparativos

https://www.facebook.com/conscienciacristavinacc?fref=ts

Siga-no no Twitter: @VINACC_BR

www.conscienciacrista.org.br

Any e Viny em Turnê no Rio de Janeiro

divulgação

De 12 a 17 de novembro, a dupla de cantoras e apresentadoras de TV, Any e Viny, estará no Rio de Janeiro em turnê de divulgação.

Com uma agenda intensa, durante seis dias as cantoras se apresentarão em Igrejas e programas de TV e rádios da região.

Está confirmada a participação nos programas: Identidade Musical da Rit TV, programa apresentado pela pastora Denise Gonçalves do Ministério Nova Jerusalém, programa Cabeça Pra Cima da Rede Boas Novas; programa Identidade Musical da RIT TV e programa Arrebatados na Radio Betel 98FM e na Rádio 93FM da Gravadora MK Music.

A dupla de irmãs já tem quatro anos de carreira, uma indicação á categoria “Revelação” do Troféu Promessas 2013 chegando a competir na segunda fase com nomes já consolidados no mercado e dois álbuns: “Convite Especial” (2010) e “Herdeiros’’ (2012). O último álbum reúne canções de celebração, louvor e adoração, com destaque para a participação do cantor Fernandinho, composições de Anderson Freire, Viny e outros.

Recentemente lançaram uma nova canção que fará parte do terceiro álbum da dupla. “Geração Liberta” é uma versão da música “We Are The Free” de Matt Redman feita pelo cantor português Davi Neutel e tem sido muito bem recebida pelos internautas. (Confira o Lyric Video da canção).

 

Confira a agenda de divulgação das cantoras no Rio de Janeiro

 

Programa Identidade Musical

Local: RIT TV

Endereço Estr. dos Bandeirantes, 4998 – Curicica  – Rio de Janeiro, 22775-112

Data 12/11/2013

Horário 16hs

 

Radio Betel 98 FM

Endereço: Rua Agostinho Gama n 41 Freguesia – Jacarepagua – Rio de Janeiro

Horário: 16h

http://www.radiobetel98fm.com.br

 

Programa Cabeça Pra Cima

Local: Rede Boas Novas TV

Endereço Estr. dos Bandeirantes, 5920 – Curicica  – Rio de Janeiro,

Data 14/11/2013

Horário 11hs

 

Programa Inter CJC

Local: RIT TV

Endereço Estr. dos Bandeirantes, 4998 – Curicica  – Rio de Janeiro, 22775-112

Data 14/11/2013

Horário 14hs

 

Programa Os Arrebatados na Radio 93FM

Local: Radio 93 FM – MK MUSIC

Endereço Rua Gotemburgo, 211 – São Cristóvão/RJ – CEP: 20941-080

Data 16/11/2013

Horário 15hs

 

Igreja Videira – Jacarepaguá

Local: Igreja Videira

Endereço Est. do Tindiba, 1282 – Jacarepaguá Cep.: 22740-361

Data 16/11/2013

Horário 19hs

Mais informações: Louvor, Testemunho e Palavra

 

Igreja Evangélica Maranatha

Endereço R. Rodolfo Portugal Milward, 120 – Curicica, Rio de Janeiro – RJ, 22780-590

Data 16/11/2013

Horário 19hs

Mais informações: Louvor, Testemunho e Palavra

 

Igreja Videira – Realengo

Local: Igreja Videira

Endereço Av. Pedro da Cunha, 20 – Realengo Largo da Piraquara – RJ

Data 17/11/2013

Horário 19hs

 

 

Por Assessoria de Imprensa Any e Viny

SBB promove encontro de pessoas com deficiência visual, evento acontece em 5 de outubro, no Centro de Eventos de Barueri / Museu da Bíblia (SP), com o tema “Ser Cidadão”.

SBBA Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) promove, em 5 de outubro, às 8 horas, o VII Encontro de Pessoas com Deficiência Visual de São Paulo, realizado tradicionalmente no Centro de Eventos de Barueri (SP), onde está localizado o Museu da Bíblia (MuBi). Com o tema “Ser Cidadão”, o evento visa despertar a pessoa com deficiência visual para a conquista de seus direitos, valorizando o que já foi conquistado nesta histórica luta e mostrando o que ainda pode ser feito para que esse público seja incluído na sociedade, em consonância com a Bíblia Sagrada.

 

“A cidadania só pode ser alcançada com inclusão e acessibilidade. A Bíblia em Braile, desde seu lançamento, há mais de 10 anos, tem sido responsável por muitas conquistas nestes campos: além de estimular o aprendizado em braile, a obra tem sido protagonista em casos de superação ao oferecer o contato com a Palavra de Deus”, afirma o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert. Por meio do programa A Bíblia para Pessoas com Deficiência Visual, a SBB distribui gratuitamente a Bíblia Sagrada em braile a mais de 2,5 mil pessoas cadastradas.

 

O encontro no MuBi oferecerá uma programação cultural e interativa, focada na disseminação das Sagradas Escrituras. Entre os destaques, está a exibição do vídeo sobre o programa A Bíblia para Pessoa com Deficiência, a palestra “A SBB servindo pessoas com deficiência”, a cargo de Erní Seibert, apresentação musical e a encenação teatral “História da pessoa com deficiência visual no mundo”, com o grupo Nós na Mala.Também ocorrerá a premiação do V Concurso Literário de Contos e Poesias, cujo tema abordou “A importância do nascimento de Jesus nos dias atuais”. O evento contará com audiodescrição realizada por Lívia Motta, especialista na área.

 

Entre as organizações de apoio ao deficiente visual convidadas para esta edição, estão Dorina Nowill, Laramara, Cadevi, Adeva, URDV e Instituto de Cegos Padre Chico. A SBB disponibilizará transporte gratuito para o local a partir da estação do Metrô Santa Cruz (em frente ao Colégio Arquidiocesano), às 7h15, e da estação de trem de Barueri, às 8 horas. Os telefones para confirmação de presença são (11) 3474-5733, (11) 3474-5842 e 0800-727-8888 (SBB).

 

Confira a programação completa

 

08h00 – Cadastramento e café da manhã
08h30 – Abertura e boas-vindas
09h00 – Apresentação musical
09h30 – Palestra “A SBB servindo pessoas com deficiência” – Erní Walter Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB
10h00 – Vídeo “Nascimento de Jesus” (com audiodescrição)
11h00 – Peça teatral “História da pessoa com deficiência visual no mundo” (audiodescritiva), com o Grupo “Nós na mala”
12h00 – Premiação do Concurso Literário
12h30 – Encerramento

 

A SBB e a Bíblia em Braile – A Sociedade Bíblica do Brasil é uma organização sem fins lucrativos, de natureza filantrópica, assistencial, educativa e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia Sagrada, um verdadeiro manual para a vida, que promove o desenvolvimento espiritual, cultural e social do ser humano, provocando, assim, a transformação daquele que com ela entra em contato. Para cumprir a missão de distribuir, de forma relevante, a Bíblia a todas as pessoas, desenvolve programas de assistência social e espiritual em todo o País. Fundada em 1948, construiu sua trajetória com base na missão de “promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”.

 

Composta por 38 volumes, a Bíblia completa em braile é produzida pela SBB, na Imprensa Braile, integrada à Gráfica da Bíblia – localizada na Sede Nacional da entidade, também no município de Barueri. Com texto bíblico na Nova Tradução na Linguagem de Hoje, uma tradução que adota estrutura gramatical e linguagem mais próximas da falada pelo brasileiro, foi idealizada com o objetivo de ser mais acessível à maioria das pessoas com deficiência visual, alfabetizadas em braile.

 

Os volumes da Bíblia em Braile são fornecidos gratuitamente pela SBB aos deficientes visuais cadastrados no programa A Bíblia para Pessoas com Deficiência Visual. Os inscritos no programa recebem um volume da publicação a cada trimestre. Ao ampliar a oferta de literatura bíblica em formato adequado para esse público, o programa tem contribuído no processo de inclusão social, desenvolvimento cultural, amparo espiritual e na reabilitação das pessoas com deficiência visual. No site www.sbb.org.br, há uma seção para o cadastramento. Informações podem ser obtidas também pelos telefones 0800-727-8888 e (11) 3474-5733.

 

Devido ao alto custo da publicação, para alcançar a totalidade desta população a SBB tem empreendido grande esforço no sentido de que a Bíblia em Braile esteja disponível em todas as bibliotecas públicas do País. A Bíblia em Braile completa custa R$ 1.400,00 (encadernação espiral) ou R$ 2.800,00 (com capa dura).

 

VII Encontro de Pessoas com Deficiência Visual

Data:           5 de outubro de 2013 – sábado

Horário: das 8h00 às 12h30

Local: Centro de Eventos de Barueri / Museu da Bíblia (MuBi)

Av. Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672 – V. Porto, Barueri – SP

Inscrições: (11) 3474-5733, (11) 3474-5842 e 0800 -727 -8888

 

Por: Luciana Garbelini

O que Deus fala em relação ao uso de PIERCING

PiercingSe tivéssemos tanta vontade assim de termos as marcas de Cristo, de forma alguma iriamos querer obter qualquer outra marca e seriamos a geração mais forte que já existiu depois dos apóstolos. Paulo expressa muito bem sobre isso em Gálatas 6:17.

Precisamos notar os precedentes bíblicos, precisamos ter o zelo acima de tudo. Em Genesis 35:4 fala que Jacó iria levantar um altar, mas não poderia ser de qualquer jeito, Deus não só queria o coração e dedicação, mas queria que a parte externa do corpo estive-se limpo. Como assim? eles tiveram que dar todos os deuses estranhos a Jacó e tirar os adornos que estavam em suas orelhas.

A origem dos piercing e tatuagens estão ligadas a costumes de muitas civilizações antigas e possuem vários significados de acordo com cada época e cultura.

No Egito, piercing no umbigo eram identificadores de realeza e beleza, uma forma de cultuar o corpo e a sensualidade. Não podemos usar nossos corpos para a sexualidade, precisa ser guardado para a espera do noivo e uma pessoa conhecedora e seguidora de Cristo não pode representa-lo com sexualidade a outros homens, fora outras muitas ações que isso pode acarretar.

Os Maias usavam tatuagens e piercing por motivos religiosos (aos deuses, ou seja, aos anjos caídos).

No Império Romano, os escravos eram tatuados como sinal de senhorio. Entre os hebreus perfurar a orelha simbolizava um pacto de escravidão (Êxodo 21:6). Não podemos ser escravos do mundo, de alguém ou de alguma situação. Isso é agravante para conhecermos verdadeiramente a Deus e obter a vida eterna. Esse é o texto usado como base para condenar o uso de brincos (para os homens) e piercing em geral.

Em Êxodo 32:2-3 descrevem homens e mulheres que usavam brincos nas orelhas como um tipo de adorno, os mesmos usaram esse ouro para fazer uma imagem e adora-la, Moises estava no monte tanto ele como Deus irritou-se com aquela atitude. Sair do Egito significava a morte para as coisas mundanas, e mesmo assim ainda usavam artefatos que eram egípcios, esses brincos tanto como para mulheres e homens, era porque eles eram escravos.

A prática de perfurar a orelha entre os judeus era símbolo de uma aliança de escravidão voluntária. Todas as pessoas que vissem um homem com orelha furada saberiam que ele escolheu, de livre e espontânea vontade, ser escravo de alguém.

Tal costume também fazia parte do conjunto de Leis dado ao povo de Israel, como eles aos poucos iam escutando a voz do Senhor, muitas das práticas dos povos vizinhos foram deixadas de lado, os juízes que governavam Israel colocado por Deus, não tinham tanto trabalho em relação a isso. O povo compreendia sobre esse assunto. Precisamos orar e fazer algumas perguntas para Deus, tais como:

1. Por que quero fazer isso no meu corpo?  “quer vocês comam, bebam, ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para glória de Deus.” I Coríntios 10:31, esse PIERCING será para a gloria de Deus?

2. Isto prejudicará outras pessoas?  “…façamos o bom propósito de não colocar pedra de tropeço ou obstáculo no caminho do irmão. ” Romanos 14:13.

3. Está decisão viola de alguma maneira a autoridade dos meus pais, dos meus líderes espirituais ou governo? “Aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu.” Romanos 13:2.

4. Vai causar algum tipo de mal ao meu corpo? “O homem bom cuida bem de si mesmo, mas o cruel prejudica o seu corpo.” Provérbios 11:27. Tenho visto muitas pessoas com inchaço por causa de PIERCING.”A falta de controle sobre quem insere o piercing tem causado inúmeros casos de infecções graves. O piercing está longe de ser um procedimento sem riscos. Até 15% das pessoas apresentam algum tipo de complicação e 1% precisa de internação hospitalar.” relata o médico Pedro Pinheiro (Médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)).

5. Vai deformar de alguma forma a minha dignidade humana? “Vivam de maneira digna da vocação que receberam.” Efésios 4:1. Vejo muitos comentários de homens que em vez de prestarem atenção nas palavras proferidas pelas mulheres da congregação, eles estão prestando atenção em seus ornamentos.

6. A natureza do que pretendo fazer é para satisfazer desejos carnais ou é para satisfação espiritual? “Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus.” Colossenses 3:17.

7. Trará edificação ou a glória de Deus? “Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.” 1 Coríntios 6:20.

8. Posso testemunhar da minha fé enquanto faço isso? “Estejam sempre preparados para responder a qualquer pessoa que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.” 1 Pedro 3:15.

9. Minha consciência terá paz se eu fizer assim? “Conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé.” 1 Timóteo 1:19.

10. Está com dúvida se isso agrada ou não a Deus? “Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado.” Romanos 14:23. Precisamos ter em mente que nossos corpos, assim como nossas almas, foram redimidos e pertencem a Deus. Se nossos corpos pertencem a Deus, deveremos sempre nos certificar de que temos Sua clara “permissão” antes de neles deixarmos “marcas” com tatuagens e piercings.

Ora, não sejamos enganados por muitos com cargos eclesiásticos que tem falado para essa nova geração que pode desde que não se abuse. Não existe pecadinho ou pecadão, existe pecado, então; ou pode ou não pode, não existe meio termo a bíblia que é a palavra de Deus assim nos ensina. Quem tem mais crédito, Deus ou os homens?

Deus deixa bem claro que até os anjos serão julgados (os que deixaram o céu) e as coisas pertencentes a está vida. (1 Coríntios 6:3).

Fiz uma entrevista com o Escritor Jerry B. Jenkins, criador da serie de livros Deixados para Trás, em relação ao novo filme que será estrelado pelo ator Nicolas Cage, uma das perguntas era sobre alguns temas de extrema importância que não era mais pregado nesse novo século, o mesmo respondeu “A profecia prevê que nos últimos tempos as pessoas vão querer ouvir apenas o que agrada seus ouvidos ou que eles querem ouvir, não o que os assusta”.

 

(Oscar Correia)
CT
 

 

Bibliografia
Bíblia Sagrada, tradução João Ferreira de Almeida
Bíblia em Inglês – King James

Deputado pró-vida afirma que as críticas ao PLC 03 foram distorcidas

Roberto de Lucena é o autor da proposta que contempla pescadores artesanais“Sou solidários às vítimas de estupro, mas implacável contra o aborto”, diz Roberto de Lucena

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) lamentou as distorções na mídia dos motivos que o levaram – com outros parlamentares e lideranças – a criticar o PLC 03/2013, projeto que regulamenta o atendimento para mulheres vítimas de estupro. Roberto de Lucena declarou que o texto do projeto é obscuro e poderia abrir caminho para a legalização do aborto.

A polêmica teve início ontem quando a imprensa noticiou que a presidente Dilma Roussef sancionaria o projeto sem vetos. O deputado reagiu com discurso na tribuna da Câmara, se posicionando contra a obscuridade do texto. Roberto de Lucena cobrou do governo federal uma explicação objetiva sobre o termo “profilaxia da gravidez” que aparece no texto do PLC.

“A bancada evangélica, a bancada da família, a bancada católica, bem como organizações sociais levaram à presidente Dilma as suas preocupações de que essa expressão obscura poderia abrir uma brecha legal para a prática do aborto. Por isso o governo deve encaminhar ao Congresso o projeto esclarecendo expressamente que o termo profilaxia da gravidez não significa aborto”, cobrou o deputado federal na tribuna do Congresso.

 Pró-vida

Apesar de expressar claramente que sua crítica estava limitada à possibilidade de que o projeto fosse instrumentalizado para a causa da legalização do aborto, a posição pró-vida de Roberto de Lucena– assim como de toda bancada evangélica – foi amplamente distorcida.

“Indigna-me a manipulação que se faz ao afirmarem, algumas pessoas, que a bancada evangélica se posicionou contra projeto que dá garantias às vítimas de estupro. Isso é absolutamente inverídico! Ninguém em sã consciência se oporá ao óbvio, ao lógico, ao correto, que é o atendimento emergencial com um protocolo bem definido de atendimento na rede do SUS às vítimas de violência sexual, sejam mulheres, crianças ou idosos”, rebateu.

Roberto de Lucena lembrou que a reação contra o PLC 03/2013 veio da própria sociedade civil, cujos representantes já haviam encaminhado pedido à presidente Dilma Roussef para que vetasse dois dispositivos do texto, sendo que um deles fala da “profilaxia da gravidez”.

“Ora, o termo profilaxia da gravidez é dúbio e sua aplicação poderá, sim, oferecer variáveis ao entendimento pretendido. O objetivo em pedir o veto à presidente foi exatamente o de se poder trabalhar melhor o texto, clarificá-lo, fazendo um adendo à lei”, completou o deputado.

Roberto de Lucena afirmou ainda que é solidário às mulheres vítimas de violência, mas que na condição de deputado pró-vida não pode deixar passar nenhuma brecha para o aborto. O parlamentar disse que o aborto não é uma discussão religiosa, mas, sobretudo, ética.

“É uma desonestidade intelectual tentar enquadrar uma discussão ética, como o aborto, no âmbito da discussão religiosa, para desqualificar os que fazem o debate na perspectiva da defesa da vida. É lamentável que instituições seculares como a igreja católica, que fez e faz importantes contribuições à academia e à ciência, tenha sido considerada descredenciada para a discussão, bem como a igreja evangélica. Lamento que a presidente Dilma não tenha compreendido essas angústias e preocupações da sociedade civil”, finalizou.

Por: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Fonte: Jornal Gospel News

“A terapia psicológica é de fundamental importância para quem quer deixar a homossexualidade”, atesta Ex-travesti Joide Miranda

joide-mirandaLíderes religiosos, incluindo um ex-travesti, reafirmam a importância e necessidade da orientação psicológica para ex-gays.

O pastor e ex-travesti Joide Miranda afirmou que a terapia psicológica é fundamental para ajudar quem quer deixar o estado da homossexualidade.  Em debate no Programa de Rádio da ANAJURE, ocorrido na noite desta quinta-feira (27), ele ressaltou que as sessões com a psicóloga foram de extrema necessidade em seu processo pessoal de volta ao padrão natural e normal de heterossexualidade. O programa abordou o tema  “Como superar a prática da homossexualidade”, e contou também com a presença do reverendo Alberto Thieme, criador do projeto ajudagay.org.

Abordando fatos de seu testemunho pessoal, Miranda reassaltou que a função da terapia não é obrigar ninguém a mudar sua orientação sexual, e sim fornecer apoio emocional a quem já optou por voltar à sua orientação sexual original. Ele ainda revelou que a demanda de pessoas que não estão satisfeitas com sua opção sexual é muito grande. Ele próprio atende gays de todo o mundo que buscam ajuda e o exemplo de quem um dia deixou a prática. “Por que não ajudar essas pessoas que estão desesperadas e querem deixar o estado da homossexualidade?”, questionou.

O líder religioso, ex-gay, enfatizou que ninguém nasce homossexual. “Isso é uma mentira que está sendo pregada pela mídia neste dias”, destacou.

Deserto

Miranda contou que sua maior batalha foi travada no nível mental. “Minha mente era totalmente pervertida, mas depois que eu comecei a ser evangelizado, eu deixei todas as minhas amizades, pois naquele momento elas só iam me prejudicar. Passei a buscar coisas novas, vieram muitos conflitos e noites mal dormidas, foi uma luta muito grande no meu interior”, revelou.

Segundo ele, tem que haver uma renúncia, para que a pessoa tenha sua mente transformada. “Se você tinha um natureza pecaminosa, tem que lutar para que essa natureza nova sobrepuje a velha. Não é um processo fácil, é uma trajetória pelo deserto, tem que pagar o preço.” Mas ele ressaltou que a vitória vem com a luta depois de passar pelo “vale”.

Ele voltou a falar da extrema importância que teve com o apoio de uma profissional de psicologia. “Meu interior estava todo bagunçado. Eu colocava meus sentimentos para fora, e a Dra. Rosalba me ajudou a resgatar minha verdadeira identidade”, atesta.

Ele contou que enquanto estava na prática homossexual tinha uma vida abastada e gozava de fama e prestígio como travesti na Europa. Revelou também que alternava momentos de aparente alegria com depressão, pela perspectiva sombria dos anos vindouros, a exemplo de seus amigos mais velhos.  “Eu vivia momentos alegres, hoje tenho uma felicidade plena”, revelou.

O reverendo Alberto Thieme, que fundou instituições e orfanatos que abrigavam crianças de rua explicou que atualmente também trabalha com homossexuais. Coordena atualmente o projeto ajudagay.org, que surgiu com a necessidade de atender aos pedidos de diversos homossexuais que manifestavam querer deixar a prática.

PDC 234/2011

O Projeto de Decreto Legislativo 234/2011, de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), foi aprovado pela Comissão de Direitos Humanos, presidida pelo deputado Marco Feliciano (PSC-SP). Entre outros pontos, permite que psicólogos atendam homossexuais que expressem sua vontade de deixar a prática.

O PL propõe a suspensão da validade de dois artigos de uma resolução do Conselho Federal de Psicologia, em vigor desde 1999. Um dos trechos da Resolução nº 1/99 que o deputado quer suprimir é o parágrafo único do Artigo 3º, que estabelece que psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades. Além desse trecho, propõe a suspensão do Artigo 4º, que proíbe a manifestação pública que reforcem “preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais”.

Segundo o reverendo Thieme, depois de 1999, seus ministérios passaram a sofrer restrições com a resolução do Conselho Federal de Psiciologia. “Então as instituições hoje estão sofrendo por não poder contar com a ajuda desse profissionais que colaboram e muito no suporte psicológico aos que necessitam”, descreve o reverendo Thieme.

O projeto já ajudou 68 pessoas em oito meses de existência. Quem quiser participar e receber ajuda deve entrar no blog www.defesahetero.org ou enviar email para o email defesa_hetero@yahoo.com.

Sobre a ANAJURE

A Associação Nacional dos Juristas Evangélicos – ANAJURE foi fundada com a missão de constituir-se uma entidade de promoção e defesa das liberdades civis fundamentais – em especial a liberdade religiosa e de expressão. Empenhada na defesa dos deveres e direitos humanos fundamentais, em especial o princípio da dignidade da pessoa humana, sua atuação está pautada nos pilares do Cristianismo e do Estado Democrático de Direito.

Em seu corpo diretivo constam nomes do mais alto gabarito da cena jurídica nacional. Cada região brasileira está representada por meio de juristas, procuradores, juízes e desembargadores, entre outros, que integram o Conselho Diretivo e Consultivo da associação.

Com domicílio na cidade de Campina Grande, Paraíba, possui seu escritório de representação em Brasília – DF.

Mais informações:

Jussara TeixeiraAssessora de Imprensa – (11) 9 5256-6182 / imprensa@anajure.com.br

Angélica BritoInternational Press Officer / press.officer@anajure.org.br – (83) 8758-4988

Wanda Galvão – Secretária Administrativa – (83) 8899-3771 / secretaria@anajure.org.br

Curta a fanpage da ANAJURE e acompanhe o desenvolvimento dos trabalhos

https://www.facebook.com/anajure.oficial?ref=ts&fref=ts

Siga-nos no Twitter: @anajure_oficial

 Fonte: Jornal Gospel News