Programa Droga Zero chega a mais 180 alunos da rede municipal

Projeto Pescar também recebeu o Droga ZeroDando continuidade às atividades nas escolas da rede pública municipal, o Programa Droga Zero foi recebido por 180 alunos da Escola Professor Donato Alípio de Campos. Iniciativa da Prefeitura Municipal, o programa está em seu terceiro ano e já atingiu diretamente mais de 6 mil pessoas. Além da mensagem de prevenção às drogas, o programa alerta sobre os problemas causados à saúde e à sociedade pelo uso e/ou tráfico de substâncias ilícitas.

Na Escola Donato, as atividades foram direcionadas aos alunos dos 7°, 8° e 9° anos do turno matutino na terça-feira (25/06/2013) e do turno vespertino na última sexta-feira (28/06/2013).

Os alunos que participaram do programa elogiaram que o combate ao uso do crack ganhou maior ênfase e que as informações e dados repassados durante a palestra comprovam o quanto as drogas são ruins, sendo uma péssima opção para a vida das pessoas.

Além da palestra apresentada pelo Secretário Municipal de Governo, Mário Cezar Simas, com apoio do funcionário Paulo Rodrigo Ferreira, a ação também realiza a distribuição de material educativo, contendo caneta, régua, marcador de página e folder com orientações aos alunos e aos pais.

Projeto Pescar

O Programa Droga Zero também foi recebido por mais sete alunos do Projeto Pescar na quinta-feira (27/06/2013). A palestra aconteceu na sede da Associação Comercial e Cultural de Biguaçu (Acibig). O Projeto Pescar, em parceria com empresas, tem foco na capacitação profissional e desenvolvimento pessoal de adolescentes com idades entre 16 e 19 anos.

Superintendência de Comunicação Social (SECOM)

Prefeitura Municipal de Biguaçu
Luiz Lunardelli – Superintendente – (48) 7812-0093
Martha Huff – Jornalista DRT/SC 2221
Amanda Rosa – Estagiária
Pedro Costa – Estagiário
Fones: (48) 3279-8017 | Fax: (48) 3279-8058
www.bigua.sc.gov.br

Programa Droga Zero intensifica atividades nas escolas municipais em Biguaçu/SC

Ação do programa na Escola RoldãoO Programa Droga Zero está intensificando suas atividades junto aos alunos das escolas da rede pública municipal de Biguaçu. Na última quinta-feira (20/06/2013), a ação de prevenção e combate ao uso de entorpecentes foi recebida na Escola Municipal Manoel Roldão das Neves, na comunidade de Três Riachos, e seguirá nas demais unidades escolares do município.

Sendo uma iniciativa da Prefeitura Municipal, o Droga Zero está em seu terceiro ano e já atingiu diretamente mais de 6 mil pessoas. Além da mensagem de prevenção às drogas, o programa alerta sobre os problemas causados à saúde e à sociedade pelo uso e/ou tráfico de substâncias ilícitas. Também é realizada distribuição de material educativo, contendo caneta, régua, marcador de página e folder com orientações aos alunos e pais.

Luta contra o crack ganha força

Conforme o Secretário de Governo, Mário Cezar Simas, coordenador do programa, após uma reunião com a direção das escolas municipais, o Droga Zero parte para uma nova etapa, com ênfase à prevenção ao uso do crack. Na oportunidade, todos os diretores receberam um CD com material para ser trabalhado junto aos alunos em sala de aula, contando ainda com a continuidade das palestras ministradas nas escolas.

“As informações repassadas aos alunos durante as atividades do Droga Zero são referência para que a criança e o adolescente fiquem livres desse mal que assola a humanidade, e ao mesmo tempo valorizando as relações com a família e a responsabilidade das demais instâncias informais de controle social, como a escola, a igreja e a comunidade. A melhor forma de se livrar das drogas é dizer sempre não”, explicou o Secretário.

Na Escola Roldão, as atividades foram promovidas em dois encontros, reunindo as turmas da 7ª, 8ª e 9ª séries. As palestras forma conduzidas pelo Secretário Simas com o apoio do funcionário Paulo Rodrigo Ferreira. “Recebemos um grande acolhimento na Escola Roldão, vindo da direção, professores e estudantes que participaram e colaboraram com as atividades”, concluiu Simas.

Superintendência de Comunicação Social (SECOM)

Prefeitura Municipal de Biguaçu

Luiz Lunardelli – Superintendente – (48) 7812-0093
Martha Huff – Jornalista DRT/SC 2221
Amanda Rosa – Estagiária
Pedro Costa – Estagiário
Fones: (48) 3279-8017 | Fax: (48) 3279-8058
www.bigua.sc.gov.br

“Aprender para cuidar” é o tema do Seminário sobre Dependência Química

Fé ajuda derrotar vícios em bebidas e drogasEm sua sexta edição, evento acontece no dia 29 de junho, no Centro de Eventos – Museu da Bíblia, em Barueri (SP). O tema deste ano é um alerta para dependentes e suas famílias.

No dia 29 de junho, acontece a sexta edição do Seminário sobre Dependência Química, realizado pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) em conjunto com a Comter (Comunidades Terapêuticas em Rede), com o apoio do Comad (Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas). Realizado tradicionalmente no Centro de Eventos de Barueri – MuBi, o evento terá, este ano, como tema “Aprender para Cuidar”, visando mostrar ao dependente e seus familiares a importância de se compreender a dependência química.

“É importante que todos os envolvidos recebam informações sobre a doença e saibam como participar do processo de recuperação, pois ela se dá em conjunto. Neste aspecto, é fundamental que a Bíblia esteja no contexto da recuperação, porque ela oferece instrumentos para resgatar o ser humano e leva uma mensagem de esperança tanto às famílias, quanto ao dependente em luta para se recuperar”, observa o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert, responsável pela palestra “A mensagem bíblica no processo de tratamento e manutenção da recuperação”.

O programa inclui ainda a palestra “A participação do álcool no processo da dependência química”, a cargo de Natália Gomes Ragghianti, psicóloga com especialização em Dependência Química. Estão previstas também apresentações das Comunidades Terapêuticas em Rede (COMTER), do Coral Shekiná e depoimentos.

Confira a programação completa:

  • §        8h00 – Café da manhã e credenciamento
    • §        8h30 – Abertura
    • §        9h20 – Palestra “A mensagem bíblica no processo de tratamento e manutenção da recuperação”, por Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB
    • §        10h20 – Apresentação do Coral Shekiná
    • §        10h35 – Apresentação das Comunidades Terapêuticas em Rede (COMTER)
    • §        11h20 – Depoimento
    • §        12h00 – Palestra: “A participação do Álcool no processo da dependência química”, Natália Gomes Ragghianti, psicóloga com especialização em Dependência Química
    • §        13h00 – Encerramento

6º Seminário sobre Dependência Química – “Aprender para cuidar”

Data: 29 de junho de 2013 (sábado)

Horário: das 8h00 às 13h00

Local: Centro de Eventos de Barueri – MuBi

Avenida Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672 – Vila Porto

Barueri – SP

Vagas limitadas

Inscrições: no site www.sbb.org.br/seminario_dep_quimica, ou pelos telefones 0800 727 8888, (11) 3474-5733 ou (11) 3474-5842.

O Conselho Municipal de Políticas sobre DrogasComad é um órgão vinculado à Secretaria de Saúde de Barueri, que coordena as ações de prevenção ao uso indevido de álcool e outras drogas no município. Reporta-se aos Conselhos Estadual e Nacional Antidrogas, diretamente ligados ao Gabinete de Segurança Institucional do Governo Federal. O COMAD coordena, desenvolve e estimula atividades de prevenção, tratamento e reinserção social procurando integrar todos os segmentos sociais, assegurando a maior participação possível dos movimentos comunitários. 

As Comunidades Terapêuticas em Rede (COMTER) foram criadas pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em parceria com comunidades terapêuticas que têm na Palavra de Deus a direção de seus trabalhos. Tem como objetivo ser referência multidisciplinar de reflexão, formação de ideias, discussões de cooperação e desenvolvimento das comunidades terapêuticas. Além disso, busca contribuir na qualidade do desenvolvimento das atividades de comunidades terapêuticas e organizações sociais que trabalham no processo de prevenção e tratamento da dependência química, bem como promover informações, troca de experiência e facilitar o estudo da Bíblia entre o público envolvido nessa questão.

A SBB e o programa A Bíblia na Recuperação da Dependência Química: Fundada em 1948, no Rio de Janeiro, a Sociedade Bíblica do Brasil tem como missão “promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”. É uma entidade sem fins lucrativos, de natureza religiosa, social e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia, um bem de valor inestimável, que deve ser disponibilizado a todas as pessoas. Por seu caráter social, desenvolve programas com o objetivo de promover o desenvolvimento espiritual, ético e social da população brasileira, entre eles o Fortalecer.

O programa A Bíblia na Recuperação na Dependência Química tem o objetivo de contribuir para a recuperação dos dependentes químicos e prevenir o uso de drogas. É desenvolvido em parceria com organizações especializadas no tratamento terapêutico desse público. Em parceria com essas organizações, a SBB criou a Comter (Comunidades Terapêuticas em Rede), a fim de estimular a troca de experiências e a utilização da Bíblia no processo de recuperação.

Por meio deste programa, a SBB promove, desde 2008, os seminários, cujo grande diferencial é divulgar o papel da Bíblia neste processo e incentivar a participação de dependentes químicos em recuperação, sejam eles internados em comunidades terapêuticas ou em tratamento ambulatorial.

Por: Luciana Garbelini

Fonte: Jornal Gospel News

Marcelo Aguiar participa do CD “Direito de Viver” para ajudar o Hospital do Câncer de Barretos

lancamento-cd-direito-de-viver-12-duplo_MLB-O-3825221429_022013A pouco tempo foi lançada a 12ª edição do projeto “Direito de Viver”. Um CD que traz canções de artistas conhecidos do grande público, com o intuito de levantar fundos para o Hospital do Câncer de Barretos. Nesse último lançamento o projeto conta com a participação de dois grandes nomes da música Gospel, o grupo Diante do Trono (Ana Paula Valadão) e o cantor Marcelo Aguiar.

Em um álbum duplo, além das participações Gospel, o projeto conta com nomes como Gusttavo Lima, Luan Santana, Chitãozinho & Xororó, Michel Telo, Paula Fernandes, Zezé Di Camargo & Luciano, entre outros. Marcelo Aguiar participou com a canção “Me dá o Poder de Filho”, seu principal sucesso.

O CD é uma importante fonte de renda para que o Hospital do Câncer de Barretos continue a promover tratamento digno e de qualidade aos inúmeros pacientes que são atendidos diariamente, e pode ser encontrado no Bazar da Captação de Recursos do Hospital de Câncer de Barretos ou nas agências dos Correios.

“Tenho trabalhado para ajudar essa importante casa de socorro do nosso Brasil, o Hospital do Câncer. Juntamente com a Santa Casa de Barretos e outras instituições de apoio como Casa Acolhedora Vovô Antônio, são lugares onde vidas são tratadas com amor e o devido respeito. Parabenizo a cada uma delas pelo empenho e mais uma vez me coloco a disposição como parlamentar para ajudar no que estiver ao nosso alcance. Deus abençoe e retribua a todos vocês.” disse o cantor.

Marcelo Aguiar que também é deputado federal, tem dado total apoio à área da saúde colaborando com hospitais em diversas cidade do Estado de São Paulo. Entre eles estão o Hospital do Câncer de Barretos, Santa Casa de Misericordia de Barretos, Hospital Mario Covas em Santo André e Santa Casa de Mauá.

Ricardo Costa – Assessoria de Imprensa Cantor e Deputado Marcelo Aguiar
www.deputadomarceloaguiar.com.br

Fonte: Jornal Gospel News

“Aprender para cuidar” é tema de seminário sobre dependência química

Museu da Bíblia Em sua sexta edição, evento acontece no dia 29 de junho, no Centro de Eventos – Museu da Bíblia, em Barueri (SP). O tema deste ano é um alerta para dependentes e suas famílias.

No dia 29 de junho, acontece a sexta edição do Seminário sobre Dependência Química, realizado pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) em conjunto com a Comter (Comunidades Terapêuticas em Rede), com o apoio do Comad (Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas). Realizado tradicionalmente no Centro de Eventos de Barueri – MuBi, o evento terá, este ano, como tema “Aprender para Cuidar”, visando mostrar ao dependente e seus familiares a importância de se compreender a dependência química.

“É importante que todos os envolvidos recebam informações sobre a doença e saibam como participar do processo de recuperação, pois ela se dá em conjunto. Neste aspecto, é fundamental que a Bíblia esteja no contexto da recuperação, porque ela oferece instrumentos para resgatar o ser humano e leva uma mensagem de esperança tanto às famílias, quanto ao dependente em luta para se recuperar”, observa o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert, responsável pela palestra “A mensagem bíblica no processo de tratamento e manutenção da recuperação”.

O programa inclui ainda a palestra “A participação do álcool no processo da dependência química”, a cargo de Natália Gomes Ragghianti, psicóloga com especialização em Dependência Química. Estão previstas também apresentações das Comunidades Terapêuticas em Rede (COMTER), do Coral Shekiná e depoimentos.

Confira a programação completa:

  • §        8h00 – Café da manhã e credenciamento
    • §        8h30 – Abertura
    • §        9h20 – Palestra “A mensagem bíblica no processo de tratamento e manutenção da recuperação”, por Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB
    • §        10h20 – Apresentação do Coral Shekiná
    • §        10h35 – Apresentação das Comunidades Terapêuticas em Rede (COMTER)
    • §        11h20 – Depoimento
    • §        12h00 – Palestra: “A participação do Álcool no processo da dependência química”, Natália Gomes Ragghianti, psicóloga com especialização em Dependência Química
    • §        13h00 – Encerramento

6º Seminário sobre Dependência Química – “Aprender para cuidar”

Data: 29 de junho de 2013 (sábado)

Horário: das 8h00 às 13h00

Local: Centro de Eventos de Barueri – MuBi

Avenida Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672 – Vila Porto

Barueri – SP

Vagas limitadas

Inscrições: no site www.sbb.org.br/seminario_dep_quimica, ou pelos telefones 0800 727 8888, (11) 3474-5733 ou (11) 3474-5842.

O Conselho Municipal de Políticas sobre DrogasComad é um órgão vinculado à Secretaria de Saúde de Barueri, que coordena as ações de prevenção ao uso indevido de álcool e outras drogas no município. Reporta-se aos Conselhos Estadual e Nacional Antidrogas, diretamente ligados ao Gabinete de Segurança Institucional do Governo Federal. O COMAD coordena, desenvolve e estimula atividades de prevenção, tratamento e reinserção social procurando integrar todos os segmentos sociais, assegurando a maior participação possível dos movimentos comunitários. 

As Comunidades Terapêuticas em Rede (COMTER) foram criadas pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em parceria com comunidades terapêuticas que têm na Palavra de Deus a direção de seus trabalhos. Tem como objetivo ser referência multidisciplinar de reflexão, formação de ideias, discussões de cooperação e desenvolvimento das comunidades terapêuticas. Além disso, busca contribuir na qualidade do desenvolvimento das atividades de comunidades terapêuticas e organizações sociais que trabalham no processo de prevenção e tratamento da dependência química, bem como promover informações, troca de experiência e facilitar o estudo da Bíblia entre o público envolvido nessa questão.

A SBB e o programa A Bíblia na Recuperação da Dependência Química: Fundada em 1948, no Rio de Janeiro, a Sociedade Bíblica do Brasil tem como missão “promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”. É uma entidade sem fins lucrativos, de natureza religiosa, social e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia, um bem de valor inestimável, que deve ser disponibilizado a todas as pessoas. Por seu caráter social, desenvolve programas com o objetivo de promover o desenvolvimento espiritual, ético e social da população brasileira, entre eles o Fortalecer.

O programa A Bíblia na Recuperação na Dependência Química tem o objetivo de contribuir para a recuperação dos dependentes químicos e prevenir o uso de drogas. É desenvolvido em parceria com organizações especializadas no tratamento terapêutico desse público. Em parceria com essas organizações, a SBB criou a Comter (Comunidades Terapêuticas em Rede), a fim de estimular a troca de experiências e a utilização da Bíblia no processo de recuperação.

Por meio deste programa, a SBB promove, desde 2008, os seminários, cujo grande diferencial é divulgar o papel da Bíblia neste processo e incentivar a participação de dependentes químicos em recuperação, sejam eles internados em comunidades terapêuticas ou em tratamento ambulatorial.

Por: Luciana Garbelini

Fonte: Jornal Gospel News

Campanha ANAJURE/ Brasil Sem Aborto – Votação do Estatuto do Nascituro é adiada

anajureEntidades envolvidas na campanha solicitam que a população permaneça exercendo pressão sobre parlamentares para garantir a votação da matéria.

A votação do PL 478/2007, conhecido como Estatuto do Nascituro, foi mais uma vez adiada na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (8), por falta de quórum. A ONG Brasil Sem Aborto e a ANAJURE, engajadas na campanha em favor da aprovação projeto, incentivam que a população continue exercendo pressão sobre os parlamentares, com o envio de emails e telefonemas aos seus respectivos representantes. A mensagem aos deputados é para que votem favoravelmente ao Estatuto do Nascituro, acompanhando o parecer pela adequação orçamentária, nos mesmos termos apresentados pelo relator da matéria, deputado Eduardo Cunha.

A garantia da aprovação na Comissão de Finanças é necessária para que o PL seja encaminhado para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara, e, por fim, em última instância, será apresentado em Plenário para sua aprovação final. Após isso, a proposta seguirá para o Senado Federal.

A ANAJURE realiza todas as segundas-feiras, às 22h00 (horário de Brasília), um programa de rádio em que são debatidos os principais temas da agenda pró-vida e pró-família no Brasil e no mundo. Em sua última edição, a Dra. Lenise Garcia, presidente da Brasil Sem Aborto, falou sobre a questão, abordando o seu aspecto social e político.

A melhor política que pode ser feita é orientar e apoiar a mulher que está pensando em abortar por causa de uma gravidez em crise. Deve haver iniciativas que prestem assistência à mulher nessa situação”, ressaltou. Segundo ela, ”quando há um efetivo apoio psicológico, além de financeiro à mulher grávida, elas percebem que iam cometer um grande erro [realizando o aborto] e ficam imensamente gratas por evitar esse erro, e por alguém ter lhes prestado apoio”, esclarece.

De acordo com Lenise, as casas de acolhimento, locais onde é prestada assistência a mulheres grávidas, são iniciativas sociais de grande importância – “a partir disso nossos legisladores percebem que esse é o caminho para que se evite o aborto, que é maléfico tanto para a criança como para a mãe, do ponto de vista físico e psicológico”.

Lenise, que é professora do Departamento de Biologia Celular da Universidade de Brasília (UnB) e membro da Comissão de Bioética da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), falou durante o programa de rádio da ANAJURE que uma das principais frentes de atuação se refere à efetivação de políticas preventivas, que incluem medidas sócio-educativas que instruam adolescentes no uso consciente de sua sexualidade, e que possam esperar o momento em que tenham condições de assumir as consequências de uma gravidez. Daí a importância de pensarmos em termos de políticas positivas, não só fornecendo condições à mãe, mas também com implementações práticas. Pois a lei é muito importante, não há dúvida, mas muitas leis acabam ficando no papel por causa da falta de políticas práticas que favoreçam sua implementação junto à sociedade”, destaca.

Para o Dr. Zenóbio Fonseca, diretor de assuntos estratégicos da ANAJURE, que também participou do programa de rádio, não se deve relativizar o direito à vida no Brasil. Ele explicou que a intenção da carta aberta emitida pela associação em função da circular do Conselho Federal de Medicina (CFM) era expor os motivos da inviolabilidade do direito à vida, garantida pela Constituição Federal. “Nós da ANAJURE repudiamos veementemente qualquer tipo de reforma ao Código Penal que venha a minimizar o direito à vida. Quando um país perde a direção quanto ao direito à vida, ele se perde também com relação aos outros pontos”, completa.

O Dr. Uziel Santana, presidente da ANAJURE, acredita que os deputados efetivarão a aprovação do PL, acompanhando a maioria da população brasileira, que é contra o aborto, a despeito da tentativa do Partido dos Trabalhadores de evitar a qualquer custo a aprovação.Na América Latina, infelizmente, temos visto um avanço das propostas abortistas, como é o recente caso do Uruguai e o caso da sentença da Corte Interamericana de Derechos Humanos de novembro passado, que, arbitrariamente, modificou a interpretação do art. 41 da Convenção Americana de Direitos Humanos, para afirmar que o início da vida não se dá na concepção. Seguimos firme lutando contra este tipo de política e ideologia promotora da Morte.”, destacou Santana.

Também participante do programa de Rádio da ANAJURE, o Dr. Gerardo Amarilla, presidente da Federación Inter Americana de Juristas Cristianos, e deputado federal no Uruguai, além de compartilhar como está a questão do aborto naquele país, elogiou o Congresso Nacional brasileiro pela iniciativa do Estatuto do Nascituro, uma “legislação certamente pró-ativa que visa a apresentar alternativas às mulheres em estado de gravidez, assim como acolher plenamente o nascituro”, disse ele.

O áudio do programa de rádio da ANAJURE pode ser ouvido em http://www.anajure.org.br/radio/ e ao vivo, todas as segundas-feiras, às 22h00 neste mesmo site.

Sobre a ANAJURE

A Associação Nacional dos Juristas Evangélicos – ANAJURE foi fundada com a missão de constituir-se uma entidade de promoção e defesa das liberdades civis fundamentais – em especial a liberdade religiosa e de expressão. Empenhada na defesa dos deveres e direitos humanos fundamentais, em especial o princípio da dignidade da pessoa humana, sua atuação está pautada nos pilares do Cristianismo e do Estado Democrático de Direito.

Em seu corpo diretivo constam nomes do mais alto gabarito da cena jurídica nacional. Cada região brasileira está representada por meio de juristas, procuradores, juízes e desembargadores, entre outros, que integram o Conselho Diretivo e Consultivo da associação.

Com domicílio na cidade de Campina Grande, Paraíba, possui seu escritório de representação em Brasília – DF.

Mais informações:

Jussara TeixeiraAssessora de Imprensa – (11) 9 5256-6182 / imprensa@anajure.com.br

Angélica BritoInternational Press Officer / press.officer@anajure.org.br – (83) 8758-4988

Wanda Galvão – Secretária Administrativa – (83) 8899-3771 / secretaria@anajure.org.br

Fonte: Jornal Gospel News

Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho – Veja o vídeo

videoi-marco-feliciano-participa-do-programa-do-ratinho-d17d1101126e4c07f095f82ea04cfa2d.pngO parlamentar se explicou a respeito das polêmicas e manifestações contrárias ao seu mandato da Comissão de Direitos Humanos.

Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho Marco Feliciano participa do Programa do Ratinho

O deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP) esteve nesta segunda-feira (15) no Programa do Ratinho, no SBT, comentado sobre as críticas que ele tem recebido por ter assumido a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

O apresentador Carlos Massa tentou entender o que há de tão importante na CDHM para haver tanta confusão em torno dela. “Essa comissão foi usada por quase 18 anos para beneficiar um grupo”, respondeu Feliciano citando o grupo LGBT.

Além de ser questionado pelo apresentador, o deputado também respondeu a perguntas dos internautas e de telespectadores que foram entrevistados pela equipe do Ratinho.

A questão sobre religião e homossexualismo permeou o programa, por diversas vezes Feliciano precisou explicar qual a sua posição sobre este tema e deixou claro que não incentiva o ódio contra homossexuais.

A respeito da sua declaração sobre o continente africano, Feliciano se defendeu dizendo: “Não se pode julgar um homem por 140 caracteres”. Ele lembrou que a frase foi retirada do contexto com a intenção de criminalizá-lo.

Feliciano também comentou que existe uma tendência da mídia para distorcer suas falas a fim de prejudicá-lo. E disse que ele seria mais prejudicial ao grupo LGBT se estivesse no colegiado da Comissão de Direitos Humanos do que como presidente, que é apenas um mediador do grupo.

Assista:

Por Leiliane Roberta Lopes

Fonte: Gospel Prime / Jornal Gospel News

Deputado comemora anúncio de centro médico para vítimas de contaminação

Roberto de Lucena é o autor da proposta que contempla pescadores artesanaisO deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) celebra a primeira vitória da Comissão de Direitos Humanos e Minorias em sua atual composição. Trata-se do anúncio da construção de um centro médico especializado para atender as vítimas de contaminação por chumbo na cidade baiana de Santo Amaro da Purificação.

A pedido do parlamentar, a Comissão de Direitos Humanos promoveu em março uma audiência pública sobre a situação das vítimas. O debate contou com participação de representantes do Ministério Público Federal, dos Ministérios do Trabalho, Saúde e Meio Ambiente, assim como de pessoas que sofrem na pele os efeitos da contaminação.

“Na oportunidade, apesar do tumulto inicial, conseguimos discutir as reais necessidades daquela população contaminada, dos trabalhadores contaminados. Foi a primeira vez que o drama das famílias foi discutido no Congresso Nacional, mobilizando vários atores políticos”, destacou Roberto de Lucena.

Semanas após o evento na Câmara Federal, a imprensa noticiou que a Justiça Federal determinou que a Fundação Nacional de Saúde construa um centro de tratamento especializado para as vítimas da contaminação por chumbo, em Santo Amaro da Purificação.

“Quero aplaudir a decisão da Justiça e a ação do Ministério Público, mas sabemos que apenas esse centro não resolverá o problema das famílias. Hoje pela manhã conversei com o presidente da Associação das Vítimas da Contaminação por Chumbo, Adailson Pereira Moura, que lembrou que isso ainda é muito pouco dada a gravidade da situação”, completou.

Roberto de Lucena trabalha em favor das vítimas desde maio de 2011 e garantiu que continuará a lutar para que as autoridades competentes tomem providências urgentes visando outras medidas para compensar a situação de centenas de moradores da cidade baiana.

“Os trabalhadores do Recôncavo Baiano precisam, com urgência, do reconhecimento de suas aposentadorias pelo governo federal. Isso, sim, é urgente. Precisam ser aposentados por invalidez. Os trabalhadores doentes não têm mais como labutar e garantir o sustento de suas famílias. Vamos continuar pressionando até que isso aconteça”, finalizou.

Por:  Assessoria Roberto de Lucena

Fonte: Jornal Gospel News

Deputado celebra posição pró-vida de conselhos regionais de medicina

Roberto de Lucena é o autor da proposta que contempla pescadores artesanaisOs conselhos regionais de medicina de Minas Gerais (CRM-MG), Goiás (CREMEGO), Paraná (CRM-PR) e do Maranhão (CRM-MA) divulgaram sua oposição à proposta de mudança legal que permite o aborto, por vontade da gestante, até a 12ª semana da gestação.

Os referidos conselhos regionais divergem do Conselho Federal de Medicina (CFM), que recentemente divulgou documento de apoio às propostas de “ampliação dos excludentes de ilicitudes penais em caso de aborto”, conforme anteprojeto de reforma do Código Penal.

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP), que foi o primeiro parlamentar a questionar publicamente o documento pró-aborto do CFM, parabenizou os conselhos regionais por sua “firmeza e coragem na defesa da vida humana a despeito do forte lobby contrário”.

“Um terço dos conselheiros discordou da decisão do CFM. Em outras palavras, o documento pró-aborto do Conselho Federal de Medicina não é matéria de consenso entre os 27 conselhos regionais de medicina do Brasil. O CFM não tem o apoio da categoria”, enfatizou o deputado.

Ele citou o presidente do conselho de medicina de Minas Gerais, João Batista Soares, que apresentou razões científicas para embasar a posição pró-vida. O médico acredita que “a partir do momento em que o óvulo é fecundado, já começa a existir um ser”.

“O doutor João Batista Soares foi taxativo ao dizer que a primeira tarefa da medicina é a defesa da vida e que um feto com 10, 12 ou 20 semanas é uma vida de qualquer maneira. Os médicos pró-vida do Brasil precisam ser ouvidos na Câmara Federal”, sugeriu o parlamentar.

Roberto de Lucena também citou o argumento do presidente do conselho de medicina de Goiás, Salomão Rodrigues Filho, que alerta para a possibilidade de que o aborto seja utilizado como método contraceptivo se a proposta de mudança do Código Penal for aceita.

“O doutor Salomão Rodrigues Filho nos chama atenção para o fato de que, da forma como está sendo discutido, o aborto não será colocado em segundo plano, mas em primeiro plano como um simples método contraceptivo”, citou o deputado federal.

Roberto de Lucena colocou seu mandato à disposição dos conselhos regionais de medicina do Brasil “cujos representantes são médicos gabaritados que estão trazendo à luz argumentos científicos em defesa do direito humano mais básico, que é o direito à vida”.

Fonte: Jornal Gospel News

SBB promove encontros de Comunidades Terapêuticas

SBB Realiza Seminário Sobre Dependência Química em RecifeCom o objetivo de capacitar lideranças e disseminar informações entre instituições interessadas em integrar a rede COMTER, o evento ganha três edições em 2013. A primeira delas acontece no dia 01/04, em São Paulo.

No dia 1 de abril será realizado o Encontro de Comunidades Terapêuticas, promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Visando capacitar lideranças e conhecer as práticas desenvolvidas por estas instituições, a programação terá como destaques a apresentação do programa A Bíblia na Recuperação da Dependência Química, da SBB, e a palestra “Orientação para Instalação e Funcionamento das Comunidades Terapêuticas no Estado de São Paulo”, a cargo da especialista em dependência química, Laura Fracasso. O evento acontece das 8h30 às 15h00, na Secretaria Regional da SBB (Av. Tiradentes, 1.441 – Ponte Pequena), em São Paulo. A capital paulista terá, ainda neste ano, mais duas edições do evento, a serem realizadas nos dias 26 de agosto e 28 de outubro.

Os participantes também terão a oportunidade de se filiar à COMTER – Comunidades Terapêuticas em Rede, criada a partir da união de entidades voltadas à recuperação de dependentes químicos, que têm na Palavra de Deus a orientação para seus trabalhos. “É importante voltarmos nossa atenção aos líderes, monitores e técnicos destas comunidades. Para isto, são promovidos encontros específicos e capacitações constantes, que visam o aprimoramento de suas instituições”, afirma o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert.

Sobre a palestrante

Laura Fracasso: Formada em Psicologia, é especialista em Dependência Química e presta assessoria sobre assuntos relacionados à dependência química e comunidades terapêuticas para a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, assim como para outras instituições de renome.

A SBB – Fundada em 1948, no Rio de Janeiro, a Sociedade Bíblica do Brasil tem como missão “promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”. É uma entidade sem fins lucrativos, de natureza religiosa, social e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia, um bem de valor inestimável, que deve ser disponibilizado a todas as pessoas. Por seu caráter social, desenvolve programas com o objetivo de promover o desenvolvimento espiritual, ético e social da população brasileira.

O programa A Bíblia na Recuperação da Dependência Química tem o objetivo de contribuir para a recuperação dos dependentes químicos e prevenir o uso de drogas. É desenvolvido em parceria com organizações especializadas no tratamento terapêutico desse público. Em parceria com essas organizações, a SBB criou a Comter (Comunidades Terapêuticas em Rede), a fim de estimular a troca de experiências e a utilização da Bíblia no processo de recuperação.

Encontro de Comunidades Terapêuticas

Data: 1 de abril de 2013

Horário: Das 8h30 às 15h00

Endereço: Av. Tiradentes, 1.441 – Ponte Pequena – São Paulo – SP.

Confirmação de presença: 0800-727-8888 e (11) 3248-8981 / 3245-8985

 Fonte: Jornal Gospel News