PORQUE NÃO ???


Jesus Cristo de Nazaré foi e continua sendo um dos “homens”- senão o homem- mais influente que passou por esta terra.
Muitos homens poderosos como Reis, mestres, militares, filósofos, cientistas, diplomatas e religiosos se interessavam e se interessam até hoje pela pessoa de Jesus. Alguns crêem nas suas palavras e promessas outros não.
A Bíblia conta-nos uma história que certa feita, Jesus foi abordado por um jovem rico, sendo indagado de
que bem ele precisaria fazer para herdar a vida eterna. Jesus disse que ele deveria primeiramente guardar os mandamentos de Deus: não matar; não cometer adultério; não furtar; não mentir; honrar pai e mãe; e amar os outros como a si mesmo.
O jovem disse que já o fazia desde pequeno. O que precisaria mais?
Disse-lhe Jesus: se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me.
Crendo ou não crendo, a eternidade existe, Deus nos promete uma vida sem fim, paz eterna sem dor e com
felicidade na Sua presença ou sofrimento, angustias e dor na prisão do inferno.
Os ateus acreditam que morreu, apodreceu, acabou, só fica a eterna lembrança . Já outras religiões e seitas acreditam que os seres se transformam ao passar por esta existência. Enfim, a eternidade existe.
A pergunta é: Como você quer viver esta vida? O que você quer deixar como legado e herança pelo fato de você ter tido a oportunidade de existir? Ser mais um na multidão? Andar pelas ruas como um vegetal ambulante? Fazer o que julga certo e achar que isto é tudo e está tudo bem? Estudar, se formar, casar, ter filhos, educa- los, alimentá-los, exercer uma profissão, pagar os impostos, aposentar-se, colocar seu pijama
de flanela, sua pantufa e olhar para traz e perceber que o tempo acabou, e o que você fez foi simplesmente existir?
Quando Jesus diz para se desfazer do que tem e segui-lo, ele não quer exatamente que nós pereçamos ou passamos necessidade, Ele diz para deixarmos de lado aquilo ao que nos apegamos: egoísmo, egocentrismo, dinheiro, materialismo, padrões de beleza, prazeres fúteis e ajudar os menos favorecidos culturalmente,
emocionalmente, financeiramente, espiritualmente, ou seja, em qualquer coisa que possamos compartilhar com os outros e que seja verdadeiramente benéfico para ambos. Fazendo isso, herdaremos um tesouro no céu e seremos perfeito.
O jovem rico foi embora triste, pois achou difícil esta condição.
E você???
Cumprir com os mandamentos já se tornou exceção e não mais uma regra. Ser perfeito então parece impossível.
Você pode!!!
Basta crer e se dispor para que isso aconteça.
Jesus disse também na mesma passagem Bíblica que aos homens isso é impossível, mas para Deus tudo é possível!

Salomar Tagliapietra

Conheça nosso colunista
Veja mais artigos deste colunista

JGN entrevista Pr. Tarcisio Mangrich Presidente do Conselho de Pastores de Florianópolis

O JGN traz com exclusividade para os nossos leitores entrevista dada pelo Pastor Tarcisio Mangrich -Presidente Do Conselho de Pastores de Florianópolis- esclarecimentos sobre a importância do Conselho para as Igrejas, comunidade evangélica e a sociedade em Geral.

JGN – O que é o Conselho de Pastores de Florianópolis?
Pastor Tarcisio- O conselho de Pastores compreende um conselho de Pastores e Ministros do Evangelho na Cidade de Florianópolis. É a união de todos os Obreiros chamados para este Ministério, independente do tamanho da sua comunidade. Não importando se a comunidade é grande ou pequena pois ele é um Pastor constituído pelo Senhor. Ou seja é a união de todos os Pastores da Cidade de Florianópolis, que
também está aberto para Pastores que residem em outras cidades.
JGN – Como é formado o CPF?
Pastor Tarcisio- É compreendido por uma Diretoria com um Presidente Pr. Tarcisio Mangrich, Vice Presidente Pr. André Alves, 1º Secretário Pr. Marlon Borges 2º Secretário Pr. Moisés, 1º Tesoureiro Pr. Jaziel Vieira e 2º Tesoureiro Pr. Moisés Martins e também por uma comissão de ética formada pelo
Presidente: Pr. Jota Ribeiro de Araujo, Membros: Pr. Davi Campos, Pr. Paulo Sérgio Azevedo, Pr. Joás Pereira, Pr. Ariovaldo Correa, Pr. Manoel Alcântara.
JGN – O que precisa para ser membro do CPF?
Pastor Tarcisio- Quando o Ministro deseja fazer parte do conselho, ele passa por uma análise da comissão de ética, apresentando uma carta da sua Igreja ou da sua Convenção, a comissão de ética analisa o candidato e a partir desta analise ele passa a ser membro do CPF.
JGN – Qual é o propósito do CPF?
Pastor Tarcisio- O propósito do Conselho, já que não somos conselhos de Igrejas e sim de Pastores é a unidade. No meio da diversidade, buscamos a unidade. O que nos une, é muito maior do que as pequenas
coisas que nos separam. Independente da placa, a denominação que este Pastor pertença o propósito do conselho é este, unir todos os Pastores porque a chamada para o ministério é a mesma, as lutas, os revezes, os ventos também são os mesmos. O propósito é estarmos juntos em oração para que o Senhor nos fortaleça a cada dia.
JGN – Quais são as principais ações do CPF?
Pastor Tarcisio- Nós nos reunimos todos os meses, sempre as terças-feiras, uma vez por mês, é oferecido
um café pela Igreja que está hospedando; sempre nesta reunião, há um momento de oração, um momento de louvor e uma palavra que é ministrada aos pastores para que esse vínculo de amizade e companheirismo seja fortalecido a cada dia e a cada reunião.
JGN – Como o CPF vê a união Eclesiástica em Florianópolis e Região?
Pastor Tarcisio- É uma luta constante. Mas, hoje nós vemos como um grande avanço do CPF é a unidade dos Pastores. O CPF é uma entidade Jurídica, tem seu CNPJ e acima de tudo, estamos organizados. Portanto hoje posso ver que por mais diferente que possam ser nossas igrejas ou comunidades estamos unidos num mesmo princípio: O propósito de ganhar Florianópolis para Jesus e o que a gente vê em cada
Pastor é a Salvação de almas.Temos com isso conseguido um grande avanço na unidade Eclesiástica.
JGN – Quem sustenta o CPF?
Pastor Tarcisio- Nós não temos _ ns lucrativos nenhum, nem possuímos receita.
Os cafés são oferecidos pela própria Igreja onde está sendo realizada a reunião. Nenhum membro paga mensalidades ou taxas. É realizada uma oferta na reunião para efeitos administrativos, como impressos, boletins, etc. O custo operacional para o conselho é zero.
JGN – O que a comunidade evangélica pode esperar do CPF?
Pastor Tarcisio- Ver que neste conselho, os membros são homens de Deus, que foram escolhidos e
chamados para o Ministério. Esperar deles sempre uma palavra de fé, de esperança e motivação. Porque os membros se espelham no seu Pastor. Se o Pastor esta tomando uma direção, ela vai atrás sabendo que se ele tomou determinada direção, é porque Deus deu a direção para ele. Então é isso que o conselho motiva e busca. Que cada Pastor membro do CPF tenha no seu coração esta fé, para passar para o seu grupo, seu rebanho, algo que Deus tenha para dar. Mesmo que ele esteja passando por momentos de luta onde os ventos possam estar soprando contrários, ele vai estar sempre pronto para passar uma palavra de con_ ança. A comunidade se espelha nele e é isso que eles vêem: o meu Pastor está presente, está pregando a palavra e foi Deus que o constituiu para aquela comunidade.

Contato: tmangrich@hotmail.com / Fone: (48) 8824 1442

De Surfista de Cristo a Vice Prefeito da Capital

Família Bita e Cláudia     Foto de Luiz PeixotoBita e Cláudia 2 Foto de Luiz Peixoto

Sempre fui um garoto aplicado na escola, tirando excelentes notas e chegando a ganhar medalha de melhor aluno de um colégio muito bem conceituado de Florianópolis. Jogava basquete, mas queria um esporte onde não tivesse que dividir a vitória com outros. Foi então que optei pelo surf.
No meio de toda esta história tinha um vazio muito grande em meu coração que tentei preencher com namoradas, viagens ao exterior (minha família tinha um nível de vida bastante alto e podia me proporcionar o que eu desejasse), amigos, festas, passei no vestibular e ganhei um carro, namorava até uma miss, mas nada disso me fazia a cabeça, bem pelo contrário, sentia que a cada dia a euforia passava e o vazio continuava.
Foi então que me apresentaram as drogas. Durante dois anos me afundei usando direto e não conseguia mais passar sem ela… e o vazio foi aumentando. Até que um dia após ganhar um campeonato, deixar a namorada em casa, indo em meu carro novo para o apartamento na beira-mar, um amigo me disse a frase
que ficou martelando minha cabeça: – Bita, você deve ser o cara mais feliz do mundo! Eu olhei para ele e, sinceramente não consegui responder aquela frase com convicção. Aos 21 anos de idade uma idéia passou a ser fixa em minha mente: desejo de morrer. Aquele desejo não saía da minha mente e comecei a pensar em várias maneiras de alcançar meu objetivo. Nesta loucura toda, uma noite olhei dentro da gaveta ao lado de minha cama e lá estava uma Bíblia que os Gideões Internacionais haviam entregado no Colégio
Catarinense 11 anos antes. Peguei aquela Bíblia e ao abrir a primeira coisa que li foi: Jo. 3:3-5-
“E HAVIA entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele. Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. “Aquela expressão: “nascer de novo” não saía da minha cabeça… Nascer da água e do Espírito… Eu precisava nascer de novo. Foi então que no dia 7 de julho, às 7:00h da manhã eu senti um impulso que me levou à praia do “Santinho”. Lá eu entrei no mar e dei o mergulho da minha vida. Desci até bater os pés no fundo de areia e voltei à superfície gritando:
Eu nasci de novo, eu nasci de novo!

Minha namorada da época olhou e pensou que tinha ficado pirado. Cheguei em casa comecei a gritar para os meus pais que havia nascido de novo e que a partir daquele dia não usaria mais drogas (detalhe: eles nem sabiam que eu as usava e ficaram apavorados). No mesmo dia passei por uma psiquiatra. Daquele dia em diante comecei a orar toda hora e me alimentar da Palavra. Como na minha cabeça “crente” era tudo o que representava cara fechada e tinham usos e costumes, eu continuei freqüentando a Igreja de tradição dos meus pais.
A sede por Jesus aumentava. Meus pais não se conformavam e não satisfeitos, me levaram a mais três psiquiatras que deram um mesmo veredicto: o que ele tem é uma admiração enorme por Jesus e isto ninguém vai poder tirar dele. Aleluia!!!
Neste tempo comecei a achar que praia não deveria ser o lugar de um cristão. Não estava mais conseguindo bons resultados nos campeonatos e pensava seriamente em parar de surfar, achando que isto era um sinal de Deus para que eu parasse. Na noite em que eu estava bem decidido a não ir mais à praia tive um sonho maravilhoso: Eu, entrando em uma igreja com uma prancha azul marinho escrito Jesus Salva em amarelo ouro. No outro dia mandei fazer a prancha e meu patrocinador da “Tropical Brasil”, Avelino Bastos relutou, mas fez a prancha com os detalhes que Deus havia me mostrado no sonho. Um mês depois saía no Fantástico uma reportagem feita pelo Cacau Menezes sobre a mudança de vida do hoteleiro surfista que virou surfista de Cristo. Naquele momento revi pela televisão as cenas do meu sonho: eu entrando em uma igreja, com a prancha e declarando que Jesus agora era o meu Senhor. Esta mesma reportagem passou no Esporte Espetacular e circulou por vários programas locais. Assim fiquei conhecido como o primeiro surfista de Cristo do Brasil.

No começo muitos amigos diziam que eu estava louco, principalmente quando resolvi evangelizar na própria praia, levando comigo a prancha. O primeiro campeonato nacional que participei com aquela prancha, fui escolhido como surfista revelação saindo uma reportagem na Revista Veja. Foi muito interessante, pois uma das baterias quem estava correndo como meu adversário era o Dadá Figueiredo; na época ele era doidão, punk e demonstrava um estilo de vida totalmente oposto ao meu. O Jornal Folha de São Paulo colocou uma matéria enorme com o título: “Deus contra o diabo”. Depois de mais ou menos dez anos Dadá Figueiredo foi a uma de nossas reuniões com surfistas e aceitou Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Agora jogamos no mesmo time: mais do que vencedores. Assim como estes fatos com o Dadá muitos amigos tiravam a maior onda, tentavam me fazer fumar maconha novamente e fazer tudo aquilo que não fazia mais parte da minha nova vida. Estes mesmos amigos hoje me pedem oração, alguns já estão convertidos e outros admiram e respeitam muito nosso trabalho.
Neste tempo terminei com a namorada que tinha. Já conhecia a Cláudia, tínhamos namorado nos tempos de loucura. O que Deus fez foi maravilhoso: um mês antes de eu ler a Bíblia sozinho, ela se converteu e também mudou radicalmente de vida. Quando nos encontramos de novo já éramos novas criaturas e logo vimos que o sentimento do passado voltou muito forte e começamos a namorar. Fomos juntos para uma Igreja Evangélica e ficamos cada vez mais firmes e determinados em nosso propósito de pregar a Palavra. Namoramos dois anos e meio e casamos. Já estamos casados há 24 anos e temos dois fi-lhos: Paula (20) e Rubinho (13).

Na fase de namoro montamos uma reunião para “ATLETAS de CRISTO”. Muitos jovens se converteram atletas ou não. Fazíamos uma reunião semanal e quando íamos aos campeonatos pregávamos com a galera na praia ou à noite em hotéis e clubes. Foi um tempo de muita colheita. Fizemos durante anos uma vez por semana um show dos Atletas de Cristo na frente da Catedral.
Infelizmente não mais permitiram. Freqüentamos uma Igreja Batista e depois de muito tempo resolvemos sair. No mesmo mês entramos para outra Igreja Evangélica, onde fomos consagrados a bispos e ficamos durante 16 anos.
Em 2004 fomos convidados a ser vice-prefeito de Florianópolis, junto com Dário Berger. Como homem público tivemos a oportunidade de mostrar o quanto um cristão pode contribuir com sua cidade. Muitas foram às oportunidades de pregar sobre o amor de Jesus a diversas camadas da sociedade. Hoje ocupamos duas pastas na Prefeitura: Secretário para Assuntos Internacionais e Secretário de Defesa do Cidadão e Segurança Pública.
Em 2007, saímos da Igreja em que estávamos e fundamos outra aqui em Florianópolis, com o nome LIVRE EM JESUS. Lá evangelizamos, reunindo semanalmente para shows de rap e rock centenas de jovens e finais de semanas reunimos as famílias destes jovens. Podemos afirmar que seguir a vontade de
Deus é a chave da felicidade eterna, pois “estamos como quem sonha”.

Existe um Pai que cuida de Você

Você tem um pai que se faz presente, que se preocupa contigo, que está 24 horas por dia cuidando, guardando e zelando pela sua vida.

Não importa que idade você tenha, que cor ou raça você pertença, qual o seu sexo profissão ou estilo de vida que você leva. Ele está de braços abertos, pronto para te dar o melhor desta terra.
A Bíblia nos revela que Ele amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que Nele crer, não pereça, mas tenha a vida eterna.
Se quiseres entender o amor de Deus, não é fácil, pois a “tal” maneira que Ele amou o mundo é muito abrangente.
Podemos buscar como exemplo a Parábola do filho pródigo, que mesmo o filho tendo menosprezado o que o pai tinha para lhe dar, que ia muito além dos bens materiais, saiu do seu lar para usufruir dos prazeres mundanos. Tendo perdido tudo que tinha, lembrou que seu pai poderia ao menos dar-lhe um emprego.
Qual foi sua surpresa, quando o pai o acolheu com amor e o cobriu de bênçãos e farturas.
E como Deus é o próprio amor, te reserva uma eternidade para viver ao seu lado, sem dor, sofrimento ou enfermidades.
Onde Ele é a própria luz, te preparou uma morada nas mansões celestiais e cearás com Ele e todos os santos.
O Deus Pai te Ama.

Salomar Tagliapietra

Conheça nosso colunista
Veja mais artigos deste colunista

Igreja Livre em Jesus

Nossa história teve início no dia 23 de junho de 2007, quando saímos da Igreja que freqüentávamos. Vínhamos
de uma caminhada de conquistas cuidando por 16 anos de em média 13 Igrejas.
Cumprindo a vontade de Deus deixamos tudo o que construímos e partimos do zero para um novo tempo, debaixo da instrução do Senhor e da confiança de que Ele estava nos dirigindo à Sua perfeita vontade.
No dia 1º de julho de 2007 fizemos uma reunião no Hotel Cecomtur com a expectativa da vinda de trinta pessoas que nos ligaram num ato de verdadeira fraternidade em Cristo. Para nossa surpresa encontramos mais de 180 pessoas apertadas dentro de um salão, onde mais de 30 foram embora por falta de lugar. Foi uma noite memorável, onde podemos compartilhar daquele sentimento de entrega nas mãos do Pai na certeza da vitória. Aquele dia foi um marco de que o passado é parte da história, realização incontestável da ação de Deus em nossas vidas e o futuro uma estrada a percorrer por aqueles que desejam vencer.
Muitas vezes enfrentamos tempos difíceis, mas sempre fomos marcados pela escrita inconfundível do Pai nos orientando a saída, a estratégia. Quando nosso coração está tatuado com a forma de Cristo, passamos em vitória pelo deserto, pelo desalento, pela injustiça. Ele não se esquece de nós; mesmo quando nos achamos esquecidos Ele vem, com braço forte e arranca as coisas que entristecem e que ferem.
Abrimos nosso coração para este novo tempo, onde a esperança é nossa companheira de viagem, alimentando-nos com a fé nas promessas do nosso redentor Jesus Cristo.
Na segunda reunião, dia 08 de julho fomos para o Floph Hotel, onde aumentou significativamente o número de pessoas queridas.
Muitas pessoas que não imaginávamos que estariam ao nosso lado, acabaram se revelando parceiros maravilhosos. Outros sempre presentes em nossa jornada, como estacas firmadoras de relacionamentos
e firmeza na vida fraterna. Outras ainda, surpresas gratas, presentes do céu que Deus nos deu.
Foi então que o Bispo Bita em uma inspiração de fé, conversando com o Marcos Santaiana tiveram a idéia de alugar o Cine São José. Para muitos era loucura, pois o aluguel era extremamente alto e estávamos apenas iniciando um trabalho.
O que encontramos lá foi desanimador para muitos, mas foi tomado como um desafio para o Bp. Bita.
Na união de vários irmãos queridos começamos a arrumação primeiramente do que chamamos de Salão B e já no dia 05 de agosto de 2007 fizemos nosso primeiro culto já no prédio alugado.
A alegria invadia nossos corações.
Tudo o que sonhávamos que poderia existir de maravilhoso estava nos acontecendo.
Reformamos o Salão A, que era a parte principal do prédio. As transformações do local eram grandes a cada culto.
E, ¬ finalmente inauguramos nosso Salão à Rua Padre Miguelinho, nº 96, com um Show com Maurílio Santos no dia 27 de outubro e ¬ zemos nosso Culto de Ações de Graças no dia 28 de outubro de 2007.
Nestes dois anos que estamos com a LIVRE EM JESUS aberta vivemos muitas alegrias, momentos emocionantes que ficarão marcados para sempre, e temos presenciado a vontade de Deus se cumprir em cada salvação, em cada cura, em cada transformação, em cada milagre.
Hoje, com a ajuda do Senhor temos pessoas que nos auxiliam e que estão ¬ firmes ao nosso lado para levar adiante esta história de amor.
Não conseguiríamos expressar nossa gratidão a Deus e a todos que participaram de mais uma etapa de nossa história.
Nosso muito obrigado pelo carinho e afeto demonstrados até aqui àqueles que foram verdadeiros companheiros e amigos ¬ fiéis nesta nova jornada.
O MELHOR DE DEUS AINDA ESTÁ POR VIR… Aleluia!!!
A ELE toda honra e glória… Estamos vivendo como quem sonha…
Venha você também ser LIVRE EM JESUS,
Bps. Bita e Cláudia Pereira
A Igreja está fundamentada em três capítulos do NT que contém sete princípios.
1º – Pregar: Mc. 15:15 Pelo fato de Deus ter me chamado como evangelista a primeira determinação que recebemos foi a de pregar o Evangelho, levar a palavra para fora das quatro paredes da Igreja. Sendo assim, cada membro da Igreja é formado com potencial para pregar através do seu testemunho de vida e da palavra.
2º – Fazer discípulos: Mt. 28:19 A Igreja está dividida em grupos de discipulado e nosso objetivo é inserir cada membro e cada visitante em um destes grupos. O discipulado traz comunhão, tira dúvidas, ensina a caminhar em comunhão e motiva uns aos outros a respeito do amor. Além do discipulado estamos em fase de construção de nossa Escola Bíblica onde vamos formar pessoas libertas de religiosidade e que sejam apaixonadas pela Palavra.
3º – Libertar os cativos: Mc. 16:17 Passando conhecimento da Palavra e orando para que as pessoas sejam livres de toda opressão.
4º – Ministrar cura: Mc. 16:18 O homem precisa ter a alma, o espírito e o corpo curados pelo Senhor Jesus.
5º – Falar em outras línguas: Mc. 16:17b O Batismo, o Fruto do Espírito e os dons do Espírito são fundamentais para manter a Igreja saudável.
6º – Ajudar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações: Tg. 1:27 Cremos que nossa fé sem obras é morta. Portanto, temos uma assistência social ativa na Igreja.
7º – Não se contaminar com o mundo: Tg. 1:27b Queremos ser uma Igreja contextualizada, porém, sempre contra o pecado.

Igreja Livre em JESUS

Livrando nosso filho adolescente dos prazeres do mundo

“Filho meu, não te ponhas a caminho com eles, desvia o teu pé das suas veredas; Porque os seus pés correm para o mal, e se apressam a derramar sangue.” (PV 1:15e16).
O mundo tem oferecido aos nossos jovens um manjar satânico que nos assusta.
Os prazeres mundanos são tantos que nos leva a clamar: Meu Deus!
Como agir numa fase da vida onde lidar com isso está tão difícil?
Sim, somente Deus. Somente Nosso Soberano criador dos céus e da terra, Ele que nos conhece e nos formou desde o ventre da nossa mãe, saberá nos dizer como agir nesse momento. Temos que lutar por quem amamos, não sucumbindo perante este desafio.
Na experiência pessoal que Deus me proporcionou, posso relatar o que pode fazer a diferença nesta batalha:
Quando estive afastada dos caminhos do Senhor, o mundo me levou para o abismo, atraiu-me com sua beleza para tristeza do meu pai Celestial. Pois Deus não deseja que aquele a quem ele escolhe com tanto amor, liberta, cura, salva, caia em tamanha desgraça.
Você pode perguntar: O que me trouxe de volta?
E eu te respondo: “Deus. Que através da sua misericórdia, me revelou, me constrangeu e me atraiu, pelo incondicional amor que Ele tem por nós.”
Quando em sua palavra nos fala que o amor é: “sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre tudo crê tudo suporta (1Co 13: 4-7).
Foi o amor. A maneira como Deus me tratou, mesmo tendo abandonado os seus caminhos. Ele cuidou de mim com carinho e zelo, o que me deixou envergonhada com o maravilhoso amor de Cristo que excede a todo entendimento, o qual não era digna de merecimento.

Passei a entender que assim é com os nossos adolescentes. Para ganharmos eles para Cristo e não perdê-los para o mundo, devemos agir com o mesmo amor que Deus agiu comigo.
Amá-los, dar-lhes a verdadeira educação Cristã, proporcionar carinho, afeto e cuidados é o mínimo que podemos fazer pelos nossos filhos, independentemente do que eles estejam vivendo ou fazendo. Creio que isso nos fará vencermos satanás e as concupiscências da carne e os manjares do mundo que atraem nossos filhos.
Somente o amor faz cair por terra as propostas que o mundo oferece a eles.
Oremos juntas para que o Senhor nos capacite através do Espírito Santo a vencermos esta batalha e nos dê o mesmo sentimento que Ele tem por nós pelos nossos adolescentes.
Que Deus abençoe a você, minha amada, e te conceda sabedoria, força e principalmente muito AMOR!

Por: Arlei Tagliapietra
Conheça nossa colunista
Veja mais artigos desta colunista

Cuidados com o Corpo

Em conformidade com a carta de Paulo aos Coríntios no Capítulo 3:16, o nosso corpo é templo de Deus onde habita o Espírito Santo. Nós mulheres cristãs devemos tomar alguns cuidados para nos mantermos santas e agradáveis ao Senhor.
Nesta edição vamos tratar destes cuidados relacionados à alimentação, que é imprescindível para um equilíbrio entre corpo, alma e espírito.
Uma alimentação adequada é importante para nós mulheres buscarmos uma satisfação pessoal, tendo uma boa saúde física e mental. O que nos proporciona uma melhor auto-estima. Pois além de absorvermos os nutrientes necessários para o nosso organismo, adquirimos um equilíbrio em relação ao peso e estatura de cada uma. Consultar (www.canderel.pt/PT/saude/calcule_peso.asp#) para saber a sua condição atual.
Devemos tomar certos cuidados com determinados alimentos que estão presentes diariamente em nossas
mesas, como: o açúcar refinado, cafeína, gorduras saturadas e a grande quantidade de alimentos industrializados.
Ninguém se preocupa em ler os ingredientes constantes nas embalagens e ver a quantidade de produtos
químicos que se ingere diariamente. Que bem pode fazer à saúde um leite que dura 06 meses dentro de uma caixa, alimentos recheados de agrotóxicos, carnes inchadas com promotores de crescimento, um complexo de substâncias químicas e cremosas intituladas margarina que se passa generosamente em pães que à custa de conservantes duram mais de 30 dias numa prateleira de supermercado e assim por diante.
Além disso, podemos melhorar nossa saúde com alimentos diversificados e variados inclusive com baixos
custos através de legumes, verduras, frutas e cereais.
Portanto amadas, cuide do seu “templo” com carinho, sabendo que tudo que fizeres a ti mesma estarás
fazendo para o Senhor. Para que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. (Rm 12:01)

Por: Arlei Tagliapietra

Conheça nossa colunista
Veja mais artigos desta colunista

Fonte: Jornal Gospel News

Crise. Já que o assunto é esse…

Crise

Desde os mais remotos tempos, a civilização conhece e vivencia momentos de crise.

Com a criação do mundo, também foi criado o primeiro homem, Adão, que segundo a Bíblia, levava uma vida tranquila, sem problemas, contemplando a natureza, nomeando os animais, cultivando e cuidando o Jardim.

Em harmonia com tudo que Deus fez. Porém, ele vivia só. E Vendo que estar só não era bom para ele, Deus criou a mulher, para ser sua companheira e ajudadora. E tudo era bom.

Num certo dia, Eva contemplava uma árvore, que segundo o compromisso que o casal tinha com seu criador, era a única que não deveriam comer do fruto, pois se o fizessem seriam sentenciados a morte. Mas, sendo tentada por Satanás em forma de serpente, cedeu e comeu do fruto. Adão vendo que o pacto tinha sido quebrado, com medo de ficar sem sua companheira também comeu do fruto e foram destituídos da vida que levavam.

Enfrentaram a primeira crise relatada na história humana e sofreram a punição, sendo expulsos do Jardim e passado o tempo, morreram.

Essa história encontra-se nos primeiros capítulos de Gênesis e é tão moderna quanto o Ipod, banda larga pela rede elétrica, carros biocombustíveis, aquecimento ou crise Global.

Estamos vivendo as conseqüências da desobediência do homem, que mesmo com consciência que não deve comer “determinados frutos de determinadas árvores”, continua provocando sua própria desgraça com os desmatamentos para exploração do plantio, minérios, madeira e produção de drogas; o consumismo desenfreado de produtos e subprodutos; a insatisfação coletiva pelo anseio de novas aquisições; o apoio maçante dos gigantes da mídia apelando para sensualidade, sexualidade e banalidade através
dos padrões contemporâneos de beleza e sucesso.

Embora o homo sapiens saiba das conseqüências de tais absurdos, não usa a sua sapiência para realizar uma mudança radical nos conceitos adquiridos pelas massas. É mais fácil, quando vem o castigo, culpar a serpente (crise).

Entretanto, compete a nós, como indivíduos, recusar comer dos frutos que não edificam e desfrutar dos bons frutos compartilhando-os com os outros.

Afinal, nós temos o poder de escolha: Comermos os frutos que aos olhos parecem bons e agradáveis, sendo influenciados pelos outros e pelo sistema que rege este mundo, sofrendo suas conseqüências ou comemos os frutos gerados por Deus e seus bons costumes na certeza de que no mínimo, não provocarão uma reação indigesta.

…faça a sua Escolha.