CONSTRUINDO UMA CASA DE ADORAÇÃO PARA DEUS

Construindo um palácio para Deus

Casa de Adoração 24/7

“A casa que eu estou para edificar deve ser grande, porque o nosso Deus é grande…(2º Cr 2:5)

No último sábado, 01/02, o Ministério Engel celebrou 25 anos de sua “Casa de Oração 24/7”. O projeto consiste em em manter grupos de oração que se revezam em vigílias, mantendo assim o local em constante vigília (24 horas por dia / 7 dias por semana).

Há 7 anos o projeto ganhou um templo, que já está sendo concluído, na cidade de Faxinal do Soturno (RS).

Segundo ele conta, uma visão lhes foi dada, tendo como inspiração, o Tabernáculo de Davi e assegurou a relevância deste trabalho em seu ministério de forma geral.

“A visão que Deus nos deu fala do Tabernáculo de Davi. Deus nos mandou levantar 24 horas de Oração. Este é o carro chefe de nosso ministério”, destacou.

Construção

Engel revelou que a celebração da conclusão do templo terá expressões diversas de gratidão, como 50 dias de jejum e orações (vigílias) e a entrega de ofertas no altar.

“Iniciamos a obra para conclusão do Templo e também iniciamos nossa consagração de 50 dias de Jejum e orações e vigílias. Os intercessores estarão orando pelas ofertas que o povo de Deus está enviando para a construção”, disse.

Segundo Engel alertou, a construção de uma Casa de Oração não deve ser tratada como qualquer outro tipo de edificação, mas sim seguindo o exemplo de Neemias.

“A construção de uma casa de oração não é uma obra qualquer. Ela deve ser feita com oração e jejum assim como Neemias reconstruía os muros de Jerusalém (Nee 4:17,18). Enquanto no mundo material concluímos a obra, no mundo espiritual cremos que Deus levantará verdadeiros adoradores em todo o mundo, que edificarão o Tabernáculo de Davi. Enquanto os pedreiros trabalham na construção, nós estaremos no monte, em consagração “, ressaltou.

Hospitalidade

Um dos objetivos da construção do templo é poder receber pessoas que queiram dedicar um tempo à oração e meditação na Palavra de Deus.

“A casa de Oração tem vários andares. Cada andar vai ter alojamento para intercessores que virão se consagrar e adorar. Depois de concluída a obra estaremos recebendo pessoas que virão de várias partes do mundo para ficar um tempo buscando a Deus”, contou.

O Ministério Engel também está recebendo neste período de vigílias, pedidos de oração, que podem ser enviados para os emails ministerioengel@hotmail.com ou joelengel@terra.com.br .

Outras informações sobre a celebração também podem ser obtidas pelos endereços de e-mail acima citados.

Participe desta obra orando, jejuando e contribuindo:

Caixa econômica federal

Ministério Engel

Ag 1151

Op 003

CC 0661-0

Tel: 55-81394783

Por João Neto

Fonte: GUIAME

Educação financeira, a começar pela nossa casa

É possível começar a lição desde cedo. Levar a criança ao supermercado e fazê-la entender a relação de troca dinheiro/produto é um bom exercício, Assim, ela começa a verificar que, muitas vezes, para ter um produto mais caro, precisa abrir mão de outros. Ou, então, aprender que, se ela comprar algo mais barato hoje, terá a chance de adquirir mais alguma coisa amanhã. Desta forma, a criança percebe que a aquisição do objeto de desejo não depende dos pais, mas do dinheiro que ela consegue manter em mãos.

Mesada tendo como objetivo a educação financeira

A medida que os filhos vão crescendo, os pais podem adotar a mesada.
Para crianças pequenas, aconselha-se que os pais optem pelas semanadas, ao invés de mesadas, que devem ser proporcionais à idade dos filhos. A criança deve perceber que precisa controlar e organizar os gastos e, de acordo com o tempo, entender que se gastar muito e rápido, logo não terá dinheiro para mais nada. Precisamos fazer com que nossos pequenos comecem a ter a noção do custo/benefício.
Na adolescência, as responsabilidades aumentam. Por isso, a dificuldade também deve ser elevada e, agora, a missão é fazer o dinheiro durar mais tempo. No caso dos adolescentes, as tradicionais planilhas já podem ser adotadas. Toda vez que o dinheiro sai do bolso, o aprendiz anota em sua tabelinha o que foi comprado, quanto foi gasto e qual o saldo após a compra.
Fazer do dinheiro uma recompensa para tarefas cotidianas, como arrumar a cama ou ajudar com a louça, não é recomendado. Isso pode não ser muito saudável. Essas tarefas fazem parte da educação básica. Devem ser compartilhadas e trocadas por carinho e elogios ou outras formas de recompensas, não por dinheiro.

Outra dica – que vale também para os adultos – é estimular a criança a se desfazer dos artigos velhos, à medida que for adquirindo novos. Desta forma, ela vai se acostumar a avaliar se realmente está precisando do que pretende comprar.
Em ambos os casos devemos tomar alguns cuidados, como o de não comprar para nossos filhos tudo o que querem e ainda assim dar-lhes a mesada. Isso pode fazer com que o objetivo da mesada, que seria o aprendizado na administração do dinheiro e consumo, tenha o efeito contrário.
Fonte: www.casalcristao.com.br